domingo, 29 de maio de 2016

A "OSCAR NIEMEYER" DAS ESCULTURAS!

Então, ontem de manhã estava assistindo um programa de TV e vi uma reportagem com essa artista plástica, pisciana, que até então, eu desconhecia. Busquei na Internet e achei muita coisa a seu respeito. Resolvi postar, porque ultimamente falta-me inspiração para escrever e pesquisar assuntos interessantes.

A centenária Lêda Gontijo esbanja vigor e não pretende deixar o trabalho tão cedo

por Tatiana Moraes - fonte: Hoje em Dia
12/03/2016
A artista plástica centenária faz tudo com moderação, menos trabalhar em suas obras de arte

A artista plástica centenária faz tudo com moderação, menos trabalhar em suas obras de arte. Ela é uma diva contemporânea. Independente, elegante e bem-sucedida, Lêda Gontijo é referência em artes plásticas e em saúde física e mental. Do alto de seus 101 anos, comemorados neste sábado (12), a aluna da primeira turma da Escola Guignard dá um show de sensatez e amor pelo que faz. “Enquanto houver sol, trabalho. É o que amo fazer”. Esse, segundo ela, é o segredo da longevidade.

E tem dado certo. Na quarta-feira, a artista finalizou uma escultura de São Francisco de Assis. A peça, de quase dois metros, foi produzida com marmorite (argamassa de cimento com grãos de mármore) e chama a atenção pela exuberância. Um dias antes, ela inaugurou uma exposição no Minas Tênis II, com 80 peças. A próxima artimanha ainda é uma incógnita.

“Fui convidada para expor na Espanha, mas falta patrocínio e é muito difícil levar as obras, pois são pesadas”, diz, sem descartar a possibilidade de embarcar para o Velho Continente com as esculturas.

PELO MUNDO

Viajar é uma das alegrias da artista. Ela conhece o mundo inteiro. E, para onde vai, traz de lembrança uma semente das plantas do país que conheceu. “Já tive até alguns pés de tâmara que trouxe de Israel”.

É do jardim de Lêda que vem parte da alimentação dela. “Tenho quase 40 tipos de frutas e plantei todas as árvores que estão aqui. Não tomo água, mas não fico sem o suco das frutas”.

Mas ela não se restringe aos produtos naturais. Pelo contrário. A artista se permite beber um pouco de vinho ou champanhe e também fuma um cigarrinho vez ou outra. No cardápio não há restrições. “Mas sem exagero”, ressalta. Lêda diz fazer tudo com moderação. Menos trabalhar.

PRESENTE PERFEITO

Enquanto a artista conversava com a reportagem na casa dela, em Lagoa Santa, na Grande BH, o telefone tocou. Eram as crianças, querendo saber o que a “bisa” queria de aniversário. Ela não respondeu às meninas, mas revelou à equipe do Hoje em Dia o que mais gosta de ganhar: ferramentas. É com elas que as obras de arte são produzidas. “Se me perguntam o que prefiro, se uma joia ou uma ferramenta, vou escolher a segunda opção. Sempre!”.

Dirigir é outra paixão. Esse prazer, porém, ela não tem mais. A carteira de motorista foi suspensa há alguns anos. O motivo? Excesso de velocidade. “Tentei esconder dos meus netos, achava que tinha que dar exemplo. Mas eles acabaram descobrindo”, revela, aos risos.

Mesmo sem habilitação, Lêda dirigiu por mais três anos, até cair em uma blitz. “O guarda pediu minha carteira e eu disse que a polícia já a tinha tomado. Ele deve ter achado que eu era esclerosada e me liberou”.

Ao comemorar os 101 anos, Lêda se lembra com saudade do grande amor da vida dela. “Fomos casados por 66 anos. Ele morreu há oito”.

terça-feira, 10 de maio de 2016

FORUM POLÍTICAS SOBRE DROGAS, DIÁLOGOS E AÇÕES


Dias 11, 12 e 13 maio / 2016
Auditório do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso
Rua C, s/n°, Centro Político
Administrativo, Cuiabá

PROGRAMAÇÃO
 
11 DE MAIO
8h - Credenciamento
8h40min - Apresentação Cultural
9h - Composição da Mesa de Autoridades
9h40min - Política Nacional sobre Drogas (Sr. Luiz Guilherme Mendes de Paiva, Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas/Ministério da Justiça - PR)
10h40min - Intervalo
11h - Apresentação do Plano Estadual de Assessoramento em Políticas sobre Drogas - Ações 2016 (Prof° Paulo Roberto Santana Júnior, Superintendente de Políticas sobre Drogas/Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos - MT)
14h - "(Des)Caminhos das Drogas - Desaos e Tramas Possíveis" (Profª Ms Morgana Moreira
Moura/LabTecc-UFMT)
15h - Diálogo com participantes
15h45min - Intervalo
16h - "Estratégias para implementação da Política de Saúde Mental no Estado de Mato Grosso na
perspectiva da intersetorialidade com ênfase na humanização e em defesa do SUS" (Profª Ms Maria Salete Ribeiro - Secretária Adjunta de Saúde/Secretaria de Estado de Saúde - MT)
17h - Diálogo com participantes

12 DE MAIO
8h - Apresentação das “Diretrizes Internacionais sobre a Prevenção do uso de Drogas” (Representante do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime/Unidade de Ligação no Brasil - UNODC)
8h40min - Apresentação do “Projeto REDES” (Profª Ms Adriana Sales, Articuladora do Projeto REDES desenvolvido pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas – SENAD e Fundação Oswaldo Cruz – FIOCRUZ)
9h20min - Diálogo com participantes
9h40min - Intervalo
10h - “Relações entre práticas parentais e comportamentos problema dos lhos - drogas, delinquência,
depressão, agressividade” (Profª Phd. Lidia Natalia Dobrianskyj Weber/UFPR)
11h20min - Diálogo com participantes
14h - Apresentação do Projeto “Transformando Destinos” desenvolvido pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (Drª Iara Maria Pinheiro, Promotora de Justiça do MP/RN);
14h50min - "Caminhos da Prevenção" (Drª Ana Cristina Medeiros, Promotora de Justiça do MP/MT do município de Primavera do Leste)
15h40min - Diálogo com participantes
16h20min - Intervalo
16h40min - Apresentação do Programa de Prevenção ao uso de Álcool e outras Drogas “To Estourado” (Drª Aline Luciane Ribeiro Viana Quinto Bissoni, Juíza de Direito da Primeira Vara de Primavera do Leste – MT/Infância  e Juventude, Família e Sucessões)
17h40min - Diálogo com participantes


13 DE MAIO
8h - Apresentação do Programa “Escola de Pais” (Psicóloga Esp. Rita de Cássia França, integrante da Superintendência de Políticas sobre Drogas/SEJUDH - MT)
8h40min - Apresentação do “Programa Lions Quest” (Representante do Lions Clube)
9h20min - Projeto "LivreMente – Prevenção e Redução de Danos nos Sistemas Prisional e Socioeducativo”, Psicóloga Esp. Eunice Teodora dos Santos Crescencio, integrante da Superintendência de Políticas sobre Drogas/SEJUDH - MT)
10h - Intervalo
10h20min - Apresentação do “Programa Paz na Escola” (Profª Ana Carolina de Jesus, integrante da Coordenadoria de Projetos Educativos/Programa Paz na Escola da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso)
11h - Apresentação dos Programas Jogo Elos, #Tamojunto e Famílias Fortes (Representante da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas/Ministério da Justiça - PR)
14h - Mesa redonda “Política Estadual de Saúde Mental/Álcool e outras e Drogas e sua implementação nos municípios: Desafios e Propostas”, composta por: - Conselho Estadual de Políticas sobre Drogas – CONESD (Prof° Paulo Roberto Santana Júnior – Secretário Executivo)
- Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso – SES (Profª Ms Maria Salete Ribeiro - Secretária Adjunta de Saúde)
- Rede de Atenção Psicossocial – RAPS (Srª Valéria da Costa Marques Vuolo – Coordenadora)
- Centro Regional de Referência para capacitação permanente dos prossionais que atuam junto a usuários de crack e outras drogas e seus familiares – CRR/ISC/UFMT (Profª Drª Delma Perpétua Oliveira de Souza – Coordenadora)
- Comissão Especial sobre Drogas Ilícitas/Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso (Desembargador Dr. Marcos Machado - Coordenador)
16h - Intervalo
16h20min - Articulação com os municípios para fortalecimento das Políticas sobre Drogas e Municipalização do Conselho de Políticas sobre Drogas (Representante da Associação Mato-Grossense dos Municípios – AMM)
16h40min - Assinatura do Termo de Cooperação entre TJ MT, AMM e SEJUDH/SUPOD)
17h - presentação cultural/Encerramento

SERÁ EMITIDO CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO

terça-feira, 3 de maio de 2016

Com Direito e Com Afeto: Menina Terá no Registro Nome de Mãe e Pai de Criação


Certo dia, uma menina quis muito ter o mesmo sobrenome do pai de criação. Quis tanto, que ganhou de presente de aniversário. Hoje pela manhã, 29/4, a Justiça de Santa Maria autorizou que o registro de nascimento da criança - que fará oito anos amanhã, 30 - seja modificado para receber o nome da tia e do tio.
Como o documento deve manter o status da mãe biológica, a menina passará a ter três nomes em sua filiação. A decisão, além de autorizar a inclusão do sobrenome do tio no nome da criança, também permite o reconhecimento dos pais do homem como avós.
A história por trás da decisão do Juiz Afif Jorge Simões Neto, da 2ª Vara de Família e Sucessões, contém os azares e sortes da vida. Primeiro, uma mulher, já mãe, que dá à luz um novo filho sem condições de sustentá-lo. Depois, uma irmã, casada, disposta a aceitar a guarda do bebê recém-nascido.
"Assim que ela nasceu, a Maria me deu ela, então, tanto para mim como pro meu marido, ela é nossa filha", disse Ana em depoimento durante avaliação psicológica. A menina confirmava: "Então minha mãe Ana e meu pai me cuidaram e me cuidam até hoje. E eu sou muito feliz com a minha família", que inclui uma irmã de 21 anos.
A série de avaliações e depoimentos dos envolvidos teve peso decisivo para o magistrado. "Fica evidente, portanto, que o postulado nesta ação é apenas a regularização de uma situação que existe, faticamente, já há muito tempo", disse no despacho assinado hoje. Afirmou que a mudança no registro de nascimento "teria o condão de dignificar, em sua plenitude, a existência" da menina.
Afif Simões Neto comentou que o tema da multiparentalidade só recentemente vem sendo apreciado pela Justiça, com bom acolhimento em recentes decisões no Tribunal de Justiça gaúcho. Aproveitou para definir papel do Poder Judiciário: encorajar o afeto e o amor, não obstaculizá-lo.
"Muito embora se pudesse argumentar que não há dispositivo legal que autorize a inclusão de dois pais - um pai e uma mãe - no registro de nascimento, há, aqui, verdadeira hipótese na qual a lei deve se adequar à realidade posta e não o contrário. A multiparentalidade é concreta e não uma simples teoria", definiu.
Os nomes citados texto são fictícios. O processo tramita em segredo de Justiça.


Fonte: Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul

quinta-feira, 28 de abril de 2016

IV Seminário de Políticas Públicas para Mulheres

Programação do IV Seminário de Políticas Públicas para Mulheres
Realização: CEDM Data: 29/04/2016 – Sexta-feira Horário: 8:00h às 17:00h
Locais: Auditório da OAB/MT – Cuiabá

Objetivo Geral: Debater com a sociedade civil a execução do Plano Estadual de Políticas para as Mulheres de Mato Grosso com a apresentação das ações pelos secretários de Estado, responsáveis pelas Secretarias, em comemoração ao Dia Nacional da Mulher.

Objetivos Específicos: - Comemorar o Dia Nacional da Mulher (30/04), com as mulheres mato-grossenses; - Entregar o Prêmio Ruth Marques Correa da Costa em duas modalidades; - Homenagear as empregadas domésticas, pela passagem do seu dia: 27/04.

PROGRAMAÇÃO

7:30 às 8:00 - Credenciamento – Responsável: Secretaria Executiva dos Conselhos

8:10 às 8:20 - Formação da Mesa de Abertura e Hino Nacional Brasileiro Coordenação: Rosana Leite Antunes de Barros – Presidente do CEDM Cerimonialista: Gloria María Grández Muñoz – Assessoria do deputado Federal Ságuas Moraes

8:00 às 8:10 – Mística de Abertura – Responsável: Cerimonalista

8:20 às 8:35 - Solenidade da Entrega Estadual do Prêmio Ruth Marques Correa da Costa Coordenação: Rosana Leite Antunes de Barros - CEDM Apresentação breve do Prêmio e sua importância: Marli Keller - CEDM Entrega do Prêmio: Rosana Leite Antunes de Barros

8:35 às 9:00 – Coordenação da Mesa de Abertura – Responsável: Rosana Leite Antunes de Barros – CEDM Autoridades e representantes de organizações e movimentos sociais. Mesa de Apresentação do Eixo Enfrentamento à Violência contra a Mulher Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos – SEJUDH Secretaria de Estado de Segurança Pública - SESP Coordenação da mesa: Rosana Leite Antunes de Barros - CEDM Relatoria da mesa: Luciléia Assunção dos Santos e Maria do Espírito Santo C. Kaefer - CEDM

9:00 – 9:20 – Secretário Marcio Frederico de Oliveira Dorilêo - SEJUDH

9:20 – 9:40 – Secretário Rogers Elizandro Jarbas - SESP

9: 40 – 10:30 – Debates Mesa de Apresentação do Eixo Saúde das Mulheres, Direitos Sexuais e Reprodutivos Secretaria de Estado de Saúde – SES/MT Coordenação da mesa: Adriana Catelli Correa – CEDM/MT MAMMA Relatoria da mesa: Jozirlethe Aparecida Magalhães Crivelatto e Maria da Glória Borges da Silva - CEDM

10:30 às 10:50 – Apresentação do Secretário Eduardo Luiz Conceição Bermudez - SES

10:50 às 11: 40 – Debates

Intervalo de almoço: 11:40h às 13:30h

13:30h às 13:45 – Apresentação de uma homenagem ao dia da empregada doméstica Coordenação: Sonia Rocha Convidada: presidente do sindicato das empregadas doméstica Mesa de Apresentação do Eixo Educação Secretaria de Estado de Educação – SEDUC/MT Coordenação da mesa: Marli Keller – CEDM/Sintep Relatoria da mesa: Rosana Leite Antunes de Barro e Denize Aparecida Rodrigues de Amorim

13:45 às 14:05 – Apresentação do Secretário de Estado de Educação, Esporte e Lazer: Permínio Pinto Filho - SEDUC

14:05 às 14:45 – Debates Mesa de Apresentação do Eixo Autonomia, Igualdade no Mundo do Trabalho e Cidadania Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social – SETAS/MT Coordenação da mesa: Isabel Cristina Gama da Silveira – SPM/SEJUDH Relatoria da mesa: Viviane F. D. de Magalhães e Juliana Pachuri Mendes - CEDM

14:45 às 15:05 – Apresentação do secretário Valdiney Antônio de Arruda - SETAS

15:05 às 15:35 – Debates Mesa de Apresentação do Eixo Gestão e Monitoramento do Plano Conselho Estadual de Direitos da Mulher

15:35 às 15:50 – Presidente do Conselho Rosana Leite Antunes de Barros e secretária do CEDM, Denize Aparecida Rodrigues de Amorim Relatoria: Gloria María Grández Muñoz - Assessoria do deputado Ságuas Moraes e Eliana Torquatto - CEDM

15:50 às 16:40 – Debates

16:40 às 17:00 – Encerramento com mística e entrega de certificados

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Lei 13.269/16 Autoriza o uso da fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com neoplasia maligna.


Aqui na Defensoria Pública de Mato Grosso a procura por ações de obrigação de fazer contra o Estado/União para fornecimento desse medicamento era uma constante. A publicação dessa lei diminuiu a demanda, entretanto, quais serão as consequências do uso desse remédio ainda são uma incógnita.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:
Art. 1o Esta Lei autoriza o uso da substância fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com neoplasia maligna.
Art. 2º  Poderão fazer uso da fosfoetanolamina sintética, por livre escolha, pacientes diagnosticados com neoplasia maligna, desde que observados os seguintes condicionantes:
I - laudo médico que comprove o diagnóstico;
II - assinatura de termo de consentimento e responsabilidade pelo paciente ou seu representante legal.
Parágrafo único. A opção pelo uso voluntário da fosfoetanolamina sintética não exclui o direito de acesso a outras modalidades terapêuticas.
Art. 3º  Fica definido como de relevância pública o uso da fosfoetanolamina sintética nos termos desta Lei.
Art. 4º  Ficam permitidos a produção, manufatura, importação, distribuição, prescrição, dispensação, posse ou uso da fosfoetanolamina sintética, direcionados aos usos de que trata esta Lei, independentemente de registro sanitário, em caráter excepcional, enquanto estiverem em curso estudos clínicos acerca dessa substância.
Parágrafo único. A produção, manufatura, importação, distribuição, prescrição e dispensação da fosfoetanolamina sintética somente são permitidas para agentes regularmente autorizados e licenciados pela autoridade sanitária competente.
Art. 5º  Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.
Brasília, 13 de abril de 2016; 195o da Independência e 128o da República.

sábado, 16 de abril de 2016

Bookingcrossing Blogueiro


Normalmente nessa época do ano a minha amiga Luma promove esse evento, mas há sete meses ela está ausente da Blogosfera em razão de doença na família. Assim, resolvi postar algo sobre o assunto, mesmo não havendo notícia de blogagem coletiva com esse tema.

Biblioteca Livre

Uma geladeira colorida tem chamado a atenção da população do bairro São Mateus, em Várzea Grande. Há cerca de um mês e meio ela foi colocada em frente de uma das casas da Cohab Parque Sabiá e está cheia de livros destinados principalmente às crianças e adolescentes da comunidade, que podem emprestá-los e se divertir com suas histórias.

A ideia é do casal Ana Flávia Albuquerque Corrêa, 19, e Lázaro Thor Borger, 20, estudantes de Jornalismo na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) que decidiram criar a Biblioteca Livre para incentivar a leitura entre os moradores do bairro. “Tudo surgiu de uma conversa entre nós e o meu pai, que mora naquela região. Nós começamos a nos perguntar o que poderíamos fazer para levar um pouco de cultura para o pessoal, porque ali é uma comunidade periférica com muitas crianças”, conta Lázaro.

“Foi tudo meio no improviso. Nós tínhamos poucos recursos, então pintamos uma geladeira velha e começamos a pedir doações de livros”, Ana complementa. A “geladeira dos livros” tem publicações para todos os gostos, desde clássicos da literatura brasileira até biografias de lendas do rock, obras infantis e gibis, mas os organizadores pedem principalmente doações de livros infanto-juvenis. “As crianças voltavam da escola e ficavam brincando na rua e sempre existem riscos. A intenção é mostrar que a leitura não é aquela coisa chata, maçante. Queremos que eles vejam que ir lá e pegar um gibi ou livro emprestado é a mesma coisa que soltar pipa ou jogar bola no asfalto. Leitura pode ser uma brincadeira tão divertida quanto as outras”, Lázaro diz.

Os empréstimos funcionam de maneira simples: quem quiser pegar um livro emprestado faz um cadastro para o controle e escolhe o exemplar de preferência. A responsável pela supervisão da biblioteca é a mãe de Lázaro, dona Dorcelina Gomes da Silva, que mora em frente do local e fica o dia todo em casa. Enquanto ela está acordada, a geladeira fica aberta. “Para mim é muito gratificante cuidar dos livros, é um prazer enorme. Como eu estou parada em casa, me coloquei à disposição. E vem muita criança, adolescente, até os pais escolhem alguns livros”, ela conta. Os estudantes se dizem surpresos tanto com a quantidade de doações recebidas - hoje possuem um acervo de cerca de 200 títulos - quanto com a procura dos moradores, que adotaram a ideia de braços abertos. “A primeira impressão que a gente teve foi que ninguém ia se importar com isso, mas a criançada vai lá todo dia, tem uns meninos que estão sempre emprestando livros, então aquilo pode se tornar um espaço de lazer e cultura”, Lázaro explica.

Samara Patrícia Soares da Silva, 11, é uma das leitoras mais assíduas da Biblioteca Livre. Ela diz que sempre gostou de ler, mas que a iniciativa fez com que muitos colegas que antes não tinham o hábito adquirissem o gosto pela leitura. “Antes as crianças aqui ficavam só soltando pipa, jogando bolita, agora elas estão lendo mais. Isso é muito bom porque quando as crianças começam a ler mais, elas aprendem mais histórias e no futuro tem mais desenvolvimento”, ela sabiamente garante.

Outra pequena leitora que está empolgada com a novidade é Isabelli Vitória Assunção. Com apenas seis anos, a menina aparece todos os dias na porta de Dorcelina para ler gibis. “Eu gosto muito de ler”, ela afirma, com o gibi do Chico Bento nas mãos. Para o futuro, os futuros jornalistas já têm planos de expandir a biblioteca e criar um espaço onde as crianças possam sentar para ler confortavelmente e até estudar. “Muitas crianças falam que querem ir lá para ler, algumas pedem para a minha mãe ensiná-las a ler. Elas querem sentar, ouvir histórias, então a gente pretende fazer um cantinho ali mesmo para isso”, diz Lázaro. “Até porque graças a todas as doações, nós nem temos mais espaço na geladeira para guardar todos os livros”, Ana ressalta.


Motivados a espalhar a magia da literatura para locais onde o acesso a livros pode ser mais restrito, os jovens dão a dica de que não é difícil adotar uma iniciativa como a deles e que qualquer um pode fazer o mesmo. “É só desenvolver um sistema de cadastro simples, pegar alguns livros, começar a emprestá-los e divulgar a ideia. É incrível como as pessoas adotam a ideia, a galera abraça a causa e ajuda, o que é muito legal. Às vezes, para fazer uma boa ação só é preciso dar o primeiro passo. É mais fácil do que as pessoas imaginam”, Lázaro finaliza. Para doar livros e conhecer mais sobre a Biblioteca Livre, basta enviar um e-mail para lazothor@ gmail.com

sexta-feira, 15 de abril de 2016

REDE INTEGRAL DE EDUCAÇÃO CIEDS

Na semana passada, nos dias 05, 06 e 07/04, aconteceu a II Turma da Oficina de Elaboração de Projetos Sociais e Captação de Recursos. Participaram da Oficina, 30 pessoas, representantes de Organizações da Sociedade Civil, Secretaria municipais de Educação e Cultura e Secretaria de Saúde, como também a participação do SENAI - Unidade de Várzea Grande. Eu estive presente representando a LÍRIOS.
No Evento de Certificação, contamos com a participação da mesa, a Defensora Pública da Vara da Infância de Várzea Grande a Dra Cleide Regina Ribeiro Nascimento, Patricia Egues F Bezer - Gerente do Itaú Várzea Grande, Terezina Paes de Arruda - Coordenadora de Serviço Social do UNIVAG, Gonçalina Rondon - Superintendente da Coordenação Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Leandro Momente - Presidente do CMDCA-VG, e Aldeli Carmo, Gerente de Inclusão, Saúde e Bem estar no CIEDS. 

A apresentação cultural ficou por conta do Projeto ETA (Escola em Tempo Ampliado) da EMEB Gonçalo Domingos de Campos CAIC.

COMUNICAMOS A TODOS QUE ESTA SEMANA AINDA TEM ATIVIDADE...
E CONTAMOS COM A PARTICIPAÇÃO FIEL DE TODOS:

Nos dias 14 e 15 de Abril, próxima quinta e sexta-feiras acontecem os Encontros Territoriais da Regional Sul e Regional Norte 


§  Encontro Territorial da Regional Sul, que se realizará no dia 14 de abril de 2016, das 08hs às 11hs no Auditório Refrigerantes Marajá localizado na Avenida Frei Coimbra, 1955 – Jardim Ouro Branco. Várzea Grande /MT CEP: 78135-562.
§  Encontro Territorial da Regional Norte / Jardim Glória, que se realizará no dia 15 de abril de 2016, das 08hs às 11hsno Auditório da Fundação Nova Suíça Rachele Steinguber localizado na Avenida Alameda Amália Curvo de Campos, 02, Jardim Potiguar, Várzea Grande.
§  Encontro Territorial da Regional Norte / Jardim Imperial, que se realizará no dia 15 de abril de 2016, das 14hs às 17hsna EMEB Gonçalo Domingos de Campos CAIC localizada na Rua PiraporaJardim AláVárzea Grande - MTCEP: 78155-112.