sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Bióloga que teve perna arrancada volta a Amazônia

Encerro este ano com a notícia abaixo, por tratar-se de um exemplo de vida! Para todos os biológos e biológas, homens e mulheres, que podem fazer coisas úteis não só para a natureza, como para os outros e para si próprios! 
Feliz Ano Novo Amigos!
 
 
 
Menos de um ano após ter a perna arrancada por um jacaré na Amazônia, a bióloga paulista Deise Nishimura, 24, voltou nesta segunda-feira para o local onde foi atacada. Ela vai retomar sua pesquisa com botos cor-de-rosa da região.

Em 30 de dezembro de 2009, quando limpava peixe na varanda da casa flutuante onde morava, em uma reserva florestal isolada no Alto Amazonas, foi atacada por um gigantesco jacaré-açu. Ela conseguiu fugir nadando do jacaré que a atacou e de um outro, além de um cardume de piranhas.
 
Quando a população local soube do acidente capturaram o jacaré e retiraram a perna da bióloga para tentar implantá-la, mas o médico disse que  não seria possível, pois,  o membro  já havia passado muitas horas dentro do estômago do jacaré.
A região tem uma dos maiores populações desses répteis do Brasil, com cerca de 90 animais por habitante.

O jacaré-açu, que é o maior predador da América do Sul e pode chegar a seis metros de comprimento, pulou cerca de um metro para alcançá-la.

Bruno Fernandes/Folhapress

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Silval confirma Defensor Djalma para assumir secretaria

Pois é gente! Fico muito feliz em saber que um colega ocupará uma secretaria de tal importância no Governo. Djalma é Defensor Público há mais de 10 anos e foi Defensor Geral nos últimos dois. Dentro daquilo que se propôs a fazer, a sua administração foi boa. Quero aproveitar para desejar a ele muito sucesso nesse novo desafio.  

Redação 24 Horas News

O governador Silval Barbosa (PMDB) confirmou o nome do defensor-geral do Estado Djalma Sabo Mendes como secretário Extraordinário de Governo, cargo criado recentemente após reestruturação das secretarias de Estado. O anúncio ocorreu após assinatura nesta quarta-feira (29) de um convênio com a Caixa Econômica Federal (CEF) para a construção de casas populares. Silval explicou que a Secretaria será responsável por agilizar os processos de desapropriação de terras para as obras da Copa do Mundo de 2014, por isso a escolha de Djalma para comandar uma área que precisa de uma assessoria rápida e específica. 

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Nunca é possível agradar a todos... "

 kkkkk, muita boa, dizem que aconteceu de verdade numa empresa em São Paulo. Como é difícil agradar a todos! Leia até o final! (EXCELENTE)

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos
COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.
Data: 01 de dezembro
Assunto: Festa de Natal

Tenho o prazer de informar que a festa de Natal da empresa será no dia 23 de dezembro, com início ao meio-dia, no salão de festas privativo da Churrascaria Grill House. O bar estará aberto com várias opções de bebidas. Teremos uma pequena banda tocando canções tradicionais de natal... Sinta- se à vontade para se juntar ao grupo e cantar! A árvore de Natal terá suas luzes acesas às 13:00. A troca de presentes de amigo secreto pode ser feita a qualquer momento, entretanto, nenhum presente deverá exceder R$20,00, a fim de facilitar as escolhas e adequar os gastos a todos os bolsos.
Boas festas para vocês e suas famílias,
Patrícia
____________ ____________ _________ _________ _________ _________ _
Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.

Data: 02 de dezembro

Assunto: Festa de Natal


De maneira alguma nosso memorando de 01 de dezembro pretendeu excluir nossos funcionários judeus! Reconhecemos que o Chanukah é um feriado importante e que costumam coincidir com o Natal, mas isso não aconteceu este ano. De qualquer forma, passaremos a chamá-la de 'Festa de Final de Ano'. A mesma política se aplica a todos os outros funcionários que não sejam cristãos e àqueles que ainda celebram o Dia da Reconciliação.

Não haverá árvore de Natal. Nada de canções de natal nem coral.

Teremos outros tipos de música para seu entretenimento.

Felizes agora?

Boas festas para vocês e suas famílias,

Patrícia

____________ _________ _________ _________ _________ ________ _


Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.

Data: 03 de dezembro

Assunto: Festa de Natal


Com relação ao bilhete que recebi de um membro do Alcoólicos Anônimos solicitando uma mesa para pessoas que não bebem álcool... Você não assinou seu nome! Fico feliz em atender o pedido, mas se eu puser uma placa na mesa 'Exclusivo para AA', vocês não serão mais anônimos... Como faço então? Nenhuma troca de presentes será permitida, uma vez que os membros do sindicato acham que R$20,00 é muito dinheiro e os executivos acham que $20,00 é muito pouco para um presente.

NENHUMA TROCA DE PRESENTES SERÁ PERMITIDA, certo?

Patrícia

____________ _________ _________ _________ _________ ________ _


Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS.

Data: 07 de dezembro

Assunto: Festa de Natal


Eu não sabia que no dia 20 de dezembro começa o mês sagrado do Ramadan para os muçulmanos, que proíbe comer e beber durante as horas do dia. Talvez a Churrascaria Grill House possa segurar o serviço de bufê até o fim do dia - ou então, embalar tudo para que vocês levem para casa nas marmitas. O que vocês acham disso?

Novidades: neste meio tempo, consegui que os membros do Vigilantes do Peso sentem o mais longe possível do bufê de sobremesas; as mulheres grávidas sentem-se o mais perto possível dos banheiros; teremos assentos mais altos para pessoas baixas e comida com baixa-caloria estará disponível para os que estão de dieta.

Nós não podemos controlar a quantidade de sal utilizada na comida.

Desta forma, sugerimos para estas pessoas com pressão alta provar o gosto primeiro. Haverá frutas frescas de sobremesa para os diabéticos. O restaurante não dispõe de sobremesas sem açúcar.

Nossas profundas desculpas.

Esqueci de alguma coisa?

Patrícia

____________ _________ _________ _______ _________ _________

Patrícia Gomes - Diretora de Recursos Humanos

COMUNICADO PARA TODOS FILHOS DA PUTA QUE TRABALHAM NESTA EMPRESA.

Data: 08 de dezembro

Assunto: Festa de Natal DO CARALHO

Vegetarianos! ?!?!??! Sim, vocês também tinham que dar sua opinião de merda ou reclamar de alguma coisa!!! Nós manteremos o local da festa na Churrascaria Grill House; quem não gostar, foda-se! Então, como alternativa, seus putos, vocês podem sentar-se quietinhos na mesa mais distante possível da tal 'churrasqueira da morte' - como vocês se referiram de forma bastante depreciativa ao utensílio. E vocês terão também sua mesa de saladas de merda, incluindo tomates hidropônicos da casa do caralho & arrozinho grudento pra comer de pauzinho. Aqueles que, naturalmente, ainda não gostaram, podem enfiar tudo no cu.

Ah, espero que vocês todos tenham uma bosta de festa de final de ano!

E que dirijam muito, muito bêbados e morram todos, todinhos esturricados por aí.

Escutaram?

A Vaca, diretamente da puta que os pariu.

____________ _________ _________ _________ _________ _________ 


Dr. Pacheco - Diretor de Recursos Humanos INTERINO

COMUNICADO PARA TODOS OS funcionários

Data: 10 de dezembro

Assunto: Patrícia Gomes e Festa de Final de Ano


Tenho certeza que falo por todos desejando para a Patrícia um rápido restabelecimento para sua crise de stress.

Por conta deste fato, a diretoria decidiu cancelar a Festa de Final de Ano e dar folga remunerada para todos na tarde do dia 23 de dezembro.

Boas Festas,

Victor

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Quem foi que disse que mulher não sabe dirigir hein?

Parabéns Bia!

Lucas di Grassi conquistou o título do Desafio das Estrelas de Kart. Mas quem deu um show foi a Bia Figueiredo.
Não dá para desgrudar os olhos da pista, porque é difícil acompanhar os carrinhos frenéticos mudando de posição o tempo todo.
Entre os 27 carros estavam os principais pilotos do automobilismo brasileiro. E no desafio das estrelas, ninguém brilhou mais do que a única mulher do grid, Bia Figueiredo. Uma bela surpresa, até para ela.
“Eu tinha certeza que nosso kart estava bom o suficiente para ir para cima, chegar ali entre os cinco”, diz Bia.
Porque tinha largado na 11ª colocação e foi deixando os marmanjos para trás, um a um. Tony Kanaan, da Fórmula Indy; o espanhol Jayme Algersuari, da Fórmula 1. E aí começou o pega com Rubens Barrichelo. E a agonia da mãe: “Minha mão está vermelha até agora.”
“Quando cheguei no Rubinho, eu sentia que estava mais rápida. Estava pensando a melhor maneira de ultrapassar. Na reta, eu grudei nele e ele acabou dando uma escorregadinha. E já foi suficiente para eu passar, seguindo para primeiro, ainda em cima do Rubinho, que é um grande ídolo para mim, é muito especial”, descreve Bia.
A vitória dela ainda quebrou o galho de Lucas di Grassil. Ele abandonou a corrida, mas tinha vencido a primeira prova do desafio, do sábado. E o título caiu no colo dele, pela combinação de resultados.
“Tranquilo, não tive trabalho nenhum, fiquei lá assistindo”, diz Lucas, vendo a corrida que transformou os maiores pilotos do Brasil em súditos de Bia Figueiredo.
 
Fonte: Bom dia Brasil

Processo de estudante contra presidente do STJ não tramitará sob sigilo

Quando a gente pensa que está livre do famoso: Você sabe com quem está falando?Aparece um caso desses...
 
Débora Zampier
Repórter da Agência Brasil

Brasília – O processo que o estudante Marco Paulo dos Santos, ex-estagiário do Superior Tribunal de Justiça (STJ), move contra o presidente da corte, Ari Pargendler, não correrá sob sigilo. A decisão é do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Nada deve justificar, em princípio, a tramitação, em regime de sigilo, de qualquer procedimento que tenha curso em juízo, pois, na matéria, deve prevalecer a cláusula de publicidade”, afirma Celso de Mello.

No dia 20 de outubro, o estudante registrou boletim de ocorrência em uma delegacia do Distrito Federal alegando que foi humilhado por Pargendler. Santos relatou que aguardava para fazer uma operação em um caixa eletrônico atrás de linha de segurança quando o presidente do STJ se descontrolou e pediu que ele se retirasse. O estudante não acatou o pedido. Pargendler disse que ele era o presidente da corte e que o estagiário estava demitido.

O caso foi para o Supremo por envolver um ministro de tribunal superior. O processo foi distribuído a Celso de Mello após a ministra Ellen Gracie se declarar impedida de julgar. Para Mello, “somente em caráter excepcional, os procedimentos penais poderão ser submetidos ao (impropriamente denominado) regime de sigilo”. O fato de o caso ter sido amplamente divulgada pela imprensa também influenciou a decisão.

Sobre o fato de se tratar de processo contra um ministro, Mello afirmou que o princípio republicano é incompatível com tratamentos diferenciados e que o privilégio pessoal não tem qualquer suporte constitucional. Ele disse que nada pode autorizar o desequilíbrio entre os cidadãos, nem justificar "tratamento seletivo" com o objetivo de dar privilégios a agentes públicos.

Edição: Nádia Franco
 

domingo, 19 de dezembro de 2010

SOU CONTRA A CENSURA

Recebi por e-mail uma notícia sobre um blog que está sendo processado pela Folha de São Paulo.
Como sou contra a censura, resolvi postar: 
Lino e o Mário Bocchini começaram a “campanha internacional” de publicização do processo que Folha de S.Paulo moveu contra eles. Vejam no site www.desculpeanossafalha.com.br as bandeirinhas com textos em quatro línguas, mais o original em português (para países lusófonos). Esse é um caso "exemplar" para mostrar quem defende liberdade de imprensa e de opinião. No período de eleição, eles criaram o site Falha de S.Paulo e sistematizaram críticas à cobertura do jornal. Foram processados por uso indevido da marca - e agora estão pagando caro (literal e simbolicamente) para se defenderem. Mas querem ir até o final. A acusação de uso indevido da marca não leva em conta a sátira, o humor e/ou a liberdade de expressão?

Acesse o site:

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ministra Eliana Calmon preside audiência pública em Cuiabá

Corregedoria Nacional de Justiça já está recebendo inscrições dos interessados em participar da audiência pública a ser realizada nesta quarta-feira (15 de dezembro), a partir das 13 horas, no Plenário 1 do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Um balcão de atendimento, em funcionamento desde as 9 horas de hoje (14 de dezembro), foi montado no saguão principal do edifício-sede do TJMT e permanecerá aberto até as 19 horas. Amanhã as inscrições serão realizadas de 9h às 12h.
 
Poderão se inscrever as entidades legalmente constituídas e também as pessoas físicas que quiserem fazer uso da palavra ou apresentar manifestação escrita durante a audiência pública. Os interessados em participar deverão se identificar por meio de documento de identidade (ou estatuto social) e comprovante de endereço.
 
Aqueles que não quiserem fazer exposição durante a audiência poderão ser atendidos individualmente por servidores da Corregedoria Nacional, a fim de que sua manifestação seja documentada. Esse atendimento individualizado também teve início hoje e também está sendo realizado no saguão do TJMT, em espaço adaptado, com cabines para o atendimento personalizado. O atendimento estará disponível até as 19h de quarta-feira (15 de dezembro).
 
            De acordo com o assessor da Corregedoria Nacional que coordena os atendimentos, Eric Diniz Casimiro, o movimento na primeira hora da manhã demonstrou que, além da boa divulgação da iniciativa, a população atendeu ao chamado do Poder Judiciário. Ele informou que, em média, nos outros tribunais onde já houve inspeção da Corregedoria, foram realizados cerca de 300 atendimentos individuais e de 30 a 50 inscrições para a audiência pública.
 
           
            Conforme o coordenador, as observações colhidas no atendimento individualizado terão o devido trâmite necessário, podendo o reclamante acompanhar seu andamento de forma virtual no Portal do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), na internet, no endereço eletrônico www.cnj.jus.br
 
Debate – A audiência pública será presidida pela corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon. A finalidade do encontro é a coleta de sugestões, notícias, reclamações ou observações que possam contribuir com o aprimoramento do serviço forense no Estado, o que deve ocorrer por meio de debate com ampla participação popular. Durante a audiência, as manifestações seguirão a ordem de inscrição e deverão ser orais, pelo tempo de cinco minutos, prorrogáveis a critério da ministra-corregedora.
 
Autoridades e instituições já têm participação assegurada na audiência pública, entre as quais a Procuradoria-Geral de Justiça; Ordem dos Advogados do Brasil seccional Mato Grosso; Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública; Defensoria Pública; Procuradoria-Geral do Estado; Procuradoria-Geral do Município; Associação Mato-grossense de Magistrados, Associação do Ministério Público, Associação dos Defensores Públicos, e Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Erradicação do Escalpelamento é a grande vencedora do prêmio Innovare

Na categoria Defensoria Pública, a grande vencedora foi a prática Erradicação do Escalpelamento, criada pela Defensora Pública Federal Luciene Strada de Oliveira. A entrega do prêmio foi feita pelo ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos.

Conheça um pouco da prática premiada pelo Innovare 2010:
O escalpelamento é uma realidade comum entre a população ribeirinha da Amazônia e nada tem a ver com a prática utilizada pelos índios guerreiros retratados nos filmes do velho oeste americano. Trata-se de acidente de consumo que ocorre dentro de pequenas embarcações ribeirinhas que navegam pela região norte, acidente cujos efeitos ultrapassam a pessoa da vítima, alcançando sua família, a comunidade local e a sociedade de um modo geral.

O escalpelamento ocorre quando pessoa com cabelo comprido se aproxima do eixo descoberto entre o motor e a hélice, tendo os cabelos puxados pela forte rotação deste arrancando todo ou parte o couro cabeludo, inclusive sobrancelhas, orelhas e, dependendo do caso, grande parte da pele do rosto e do pescoço.
As principais vítimas são mulheres, sendo a maioria crianças, com faixa etária de maior incidência entre os 5 e os 16 anos, seguido de 17 a 30 anos e por último acima de 31 anos.

O projeto de erradicação do escalpelamento por embarcação na Amazônia desenvolvido pela Defensoria Pública da União tem duas linhas de atuação: ações reparadoras e ações preventivas.
Nas ações reparadoras, a Defensoria Pública da União orienta a vítima sobre seus direitos, providência a documentação para o recebimento da indenização com base no seguro DPEM, que garante a cirurgia plástica reparadora, além de estimular a vítima para freqüentar cursos de capacitação visando a sua ressoacialização.
O acesso a Justiça é feito por meio da abertura do Processo de Assistência Jurídica – PAJ na unidade da Defensoria Pública da União local, com a presença da vítima.
Em relação às ações preventivas, o foco principal é cobrir o eixo que liga o motor à hélice nas embarcações ribeirinhas e promover campanhas de prevenção e orientação, em especial, ensinando como agir diante de um acidente causador do escalpelamento.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ação de Nulidade de débito cancela desconto indevido em pensão de aposentado



M.L.S aos 66 anos de idade, tinha todo mês descontado na sua aposentadoria parcelas de dois financiamentos que ele nunca fez. O valor dos empréstimos consignados feitos em seu nome não foi recebido por ele, e não havia o contrato assinado que comprovasse a assunção do débito pelo morador de Ribeirão Cascalheira (distante 900 Km a Leste de Cuiabá). Foram os filhos do aposentado que perceberam o erro e procuraram a Defensoria Pública da Comarca a fim de esclarecer os débitos automáticos na aposentadoria do pai.
"'Os empréstimos foram feitos sem a anuência do assistido, desrespeitando princípios e obrigações básicas das relações contratuais, dentre eles, a manifestação da vontade. Não podemos deixar de levar em consideração, além da falta de prova (contrato assinado), a má-fé dos contratantes, pois pessoas dos próprios bancos muitas vezes ofertam esse tipo de serviços com contratação automática, sem pedir documentação idônea adequada. E é comum tal prática ilícita, principalmente contra pessoas muito simples, que muitas vezes não percebem a malícia ou, nesse caso, o desconto indevido', expôs o Defensor Público Substituto da Comarca, João Augusto de Sanctis Garcia, autor da ação de nulidade de débito e reparação de danos em face da Instituição Financeira que aproveitou-se da situação que vitimou M.L.S.
"É com urgência a medida suspensiva, dado que por ser indevido o desconto em folha de qualquer valor, ainda mais em benefício de reduzida monta, pode significar menos conforto e mais dificuldade ao idoso", decidiu o Juiz de Ribeirão Cascalheira, Walter Tomaz da Costa.
Fonte: Assessoria de Imprensa DP/MT