sexta-feira, 29 de junho de 2007

Sem pão e sem braço

Recebi uma mensagem eletrônica cujo o título é: CASTIGO DO MENINO PEGO ROUBANDO PÃO NO IRÃ às 11:00 e estou até agora (14:10) com um oco no estômago, um nó na garganta e um aperto enorme no coração. É chocante!!!!
Não tive coragem de exibi-lo aqui neste espaço...
Desculpas... estou enxugando minhas lágrimas... é muito triste...
Trata-se de um vídeo que exibe imagens de um menino de 3 ou 4 anos... a idade de meu filho... que foi pego "roubando" um pão no Irã e como castigo foi colocado deitado próximo de um carro e seu braço foi posto na frente de um dos pneus...
Não aparece o braço esmagado, mas... aparece o rosto do menino vendo o carro se aproximar do seu membro... a expressão é de pavor, de medo, de horror...
Eu não conseguiria suportar essas imagens se fosse mãe daquele ser tão indefeso.
Meu Deus, uma criança...
No vídeo há um homem segurando o braçinho do menino e narrando o acontecimento...
Estou muito triste e gostaria de fazer algo para que aquilo não se repita.
Sei que posso continuar lutando pelos direitos humanos visando proteger crianças, adolescentes, mulheres e homens, que sofrem agressões similares àquela do vídeo, mas quero fazer mais...
Será que sou tão impotente perante pessoas que agridem o seu semelhante?
Deus nos ajude!

2 comentários:

Maria Fernanda disse...

Tem uma coisa que podemos fazer, rezar e entregar aos cuidados de Deus, no caso do menino do Irã, mais na nossa cidade podemos sim fazer algo, por ex: ir ao hospital do cancer e fazer uma apresentação de teatro, visitar crianças orfã no lar da criança.O seu trabalho ajuda muito tb, pois quando vc ajuda uma mulher que sofre violência, vc não evita somente o sofrimento da mãe, mas principalmente do filho, que sem dúvida deve ficar com os olhos cheios de dor quando vê um homem bater na sua mãe, como desse menino do Irã.Tânia Deus não quer de nós grandes revoluções, ele só quer que cada um faça o seu dever de casa bem feito.
beijos

Tânia Defensora disse...

Obrigada pela mensagem irmãzinha! Vc é linda!