segunda-feira, 2 de julho de 2007

Ainda sonhando

Escrevi estas palavras há pelo menos 10 anos. Hoje, revirando as coisas antigas eis que encontro em uma folha amarelada isso... que chamo de poesia...
Deixo aqui em homenagem ao meu marido belíssimo que amo intensamente:

Nem bei acordei
notei seu perfume
invadir meus sentidos
de fora a fora.
Nem bem acordei
me lembrei de nós dois a sós,
ouvi sua vóz,
esqueci do agora.
Nem bei acordei
vi o seu rosto,
senti o seu gosto.
Ainda na cama,
sob o efeito do sono,
meu desejo te chama
para perto de mim, sua imagem me aquece
e me fornece uma alegria sem fim!
Vem! Aqui estou te esperando,
tentando não sentir a falta
que só você me faz.
Vem! Quero desfrutar
do êxtase que só você me traz.

5 comentários:

Osc@r Luiz disse...

Obrigado, meu amor!
Por que escondeu isso de mim durante dez anos?
Beijos "de bastantão"...

Tânia Defensora disse...

Na verdade tem mais de dez anos...
Te amo!
De bastantão.

Maria Fernanda disse...

O amor é lindooooooooooooooooo.
beijos

Tânia Defensora disse...

É lindo mesmo!

Eneida disse...

Uau!... Bonito! Tudo!