quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

Trabalho Escravo - Um mal que precisa ser combatido

O Fórum Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo realiza Plenária Estadual pela Erradicação do Trabalho Escravo Contemporâneo, na sexta-feira e no sábado, dias 14 e 15 de dezembro, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT).

No dia 14, a abertura ocorre às 8 horas. Às 8h30, ocorre a conferência Contextualização Nacional da Erradicação do Trabalho Escravo. Os conferencistas são Leonardo Sakamoto, da Ong Repórter Brasil, Frei Xavier Plassat, da CPT/Pará, Luiz Camargo, promotor do Ministério Público do Trabalho.

Às 14 horas, os trabalhos reiniciam com a contextualização das ações desenvolvidas em Mato Grosso. Os debatedores são representantes da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e Ministério Público do Trabalho.

No dia 15, o evento começa às 8h30, com uma reflexão dos movimentos sociais frentes as políticas nacional e Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo. Os debatedores são Associação dos Magistrados do Trabalho, a Central Única dos Trabalhadores e a Secretaria de Direitos Humanos da Prelazia de São Félix. À tarde, os participantes redigem carta de Mato Grosso e lançam oficialmente o manifesto de Mato Grosso.

Nenhum comentário: