sexta-feira, 16 de maio de 2008

BLOGAGEM COLETIVA: COISAS DO BRASIL



O aniversário de Várzea Grande foi ontem e hoje faço uma singela homenagem pelos 141 anos da minha cidade do coração.

A proposta da Blogagem Coletiva Coisas do Brasil encabeçada pela Andréa Motta é falar sobre particularidades de cada região.

Então, vou falar sobre algo que eu adoro e que as artesãs de Várzea Grande fazem tão bem: redes.

Para dormir ou descansar, as redes estão presentes na história e no cotidiano da cidade.

As redes são utilizadas ainda como ornamentos das casas devido à beleza nelas estampadas. É muito comum serem “armadas” nas varandas das residências.

Além de servir como balanço para as crianças, as redes são tidas como um ótimo presente para quem é de fora e quer levar uma recordação para amigos ou parentes.

Eu diria que é muito difícil uma casa em Várzea Grande não ter “armador” de rede. A minha tem.

E você já experimentou dormir na rede?

11 comentários:

Stephanie Sarmiento disse...

Olá,

Estou entrando em contato novamente para tratar da Parceria Comercial mencionada via e-mail em 12/05/08.
Continuamos interessados no site.

Aguardo um retorno para iniciarmos a negociação.

Grata e à disposição,
Stephanie Sarmiento
------------------------------
smarques@hotwords.com.br
www.hotwords.com.br
------------------------------
Phone: 11 3178 2514

Adriana disse...

Oi Tânia!

Que linda rede essa da foto! Ah, aqui no Nordeste as casas (e apartamentos) também sempre têm armadores de rede! Aqui na minha casa tem mais de um! ;) Eu adoro!!!

Bom final de semana para vc! Beijos!

Rose disse...

olá, Tânia, aqui em casa tem uma na varanda, não consigo viver sem uma.Nas horas"vagas" a família toda tá lá, balançando e sem falar nas visitas, tem até sonecas!
Essa da foto parece ser bem linda.
Temos o mecado central aqui em BH onde se encontram redes de várias regiões do país, mas da Várzea Grande ainda não vi.Mande uma pra cá...È só jogar que eu agarro...ahahahahahahahah.
Muito bem seu post, minha querida.
Bjs.

Maria Fernanda disse...

Adorei essa rede.
bjs

Andréa Motta disse...

Saudade da minha infância quando dormia na rede...Obrigada pelo post e pela participação! Linda a história de Várzea.

Osc@r Luiz disse...

Muito boa lembrança!
Nem me passou pela cabeça.
As mais tradicionais são as do distrito de Limpo Grande, mas as decoradas custam R$400,00. Aí é muita grana apesar da beleza que elas têm.
Depois vou levar pro meu Coisas de Mato Grosso, posso?
Beijos e parabéns!

Ronald disse...

E nada como uma boa rede após um suculento almoço aos domingos, hehehehe...

Parabéns pela dica Tânia e saiba que temos um carinho enorme por você... Pergunte à ele, o mago da blogagem...

Boa semanaà você

Espaço Mensaleiro disse...

Tânia, sua rede é o maximo!
Muito obrigada.
Venha aqui no RJ almoçar no Espaço Mensaleiro.

http://espacomensaleiro.blog spot.com
Um grande abraço.
Eliana Alves

Crítica e denúncia disse...

Cada blog que paso fico mais feliz, é como se eu estivesse voando de cidade em cidade. Ganhei asas vê? E depois de 10 anos fora do Brasil que alegria ver esta blogagem coletiva mostrando nossa pátia mãe.
Deixo-te um grande abraço, muito bonito teu blog.
Parabens!
Alda Inacio

Sebastiana Gaíva disse...

Ai que saudades de VG, naqueles 'bons tempos', que não voltam jamais!...Essa rede é muito convidativa para um balanço e...uma soneca! Besitos

Guidinha Pinto disse...

Olá. Estava eu publicando uma foto minha no meu blog quando me lembrei de procurar uma frase ou um poema sobre *a rede*, para melhor identificar o prazer que nós temos em deitarmo-nos nela. Vim aqui parar. Estou do outro lado do oceano, mas há mais de 50 anos que meu pai troxe uma rede daí, do seu Brasil. Não me contive em deixar este comentário.
Fique bem.