quarta-feira, 7 de maio de 2008

Qual a melhor religião?


Hoje pela manhã enquanto eu malhava, uma colega começou a reclamar que o instrutor não estava acompanhando seus exercícios e por conta disso ela iria mudar de academia.
Disse ainda que comunicaria tal fato a dona da academia que era sua irmã de fé.
Eu indaguei qual a igreja ela frequentava. Então ela respondeu, acrescentando que a sua igreja só era encontrada por pessoas que tinham merecimento.

_ Quem não tem merecimento não consegue encontrá-la!

Puxa! Fiquei pasma! E logo em seguida recebi a mensagem eletrônica abaixo:

Breve diálogo entre o teólogo brasileiro Leonardo Boff e Dalai Lama.

Leonardo Boff explica:

"No intervalo de uma mesa-redonda sobre religião e paz entre os povos, na qual ambos participávamos, eu, maliciosamente, mas também com interesse teológico, lhe perguntei em meu inglês capenga:

- "Santidade, qual é a melhor religião?"

Esperava que ele dissesse:

"É o budismo tibetano" ou "São as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo."

O Dalai Lama fez uma pequena pausa, deu um sorriso, me olhou bem nos olhos - o que me desconcertou um pouco,por que eu sabia da malícia contida na pergunta - e afirmou:

"A melhor religião é a que mais te aproxima de Deus. É aquela que te faz melhor."

Para sair da perplexidade diante de tão sábia resposta, voltei a perguntar:

- "O que me faz melhor?"

Respondeu ele:

- "Aquilo que te faz mais compassivo (e aí senti a ressonância tibetana, budista, taoísta de sua resposta), aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais responsável... A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor religião...."

Calei, maravilhado, e até os dias de hoje estou ruminando sua resposta sábia e irrefutável.

NÃO PRECISO DIZER MAIS NADA NÉ?


14 comentários:

Rose disse...

Eu já tinha lido esse diálogo.
Sem palavras e portanto...sem comentários.
Tenha uma boa tarde, Tânia.

Maria Fernanda disse...

Olá....
Boa quinta para vc.
bjs

Adriana disse...

Não, Tânia, não precisa dizer mais nada mesmo!... ;) Adorei o post!

Beijos!!!

Palavras de Osho disse...

A religião é verdadeira se ela criar o poeta em você. Se ela matar o poeta e criar o pretenso santo, ela não é religião: é patologia, um tipo de neurose vestida com termos religiosos.

A verdadeira religião sempre libera a poesia, o amor, a arte, a criatividade em você, ela o deixa mais sensível. Você pulsa mais, seu coração tem uma nova batida, sua vida não é mais um fenômeno monótono e trivial. Ela é uma constante surpresa, cada momento abre novos mistérios.

A vida é um tesouro inesgotável, mas somente o coração do poeta pode conhecê-la. Não acredito em filosofia, não acredito em teologia, mas acredito na poesia.

Osho, em "Osho Todos os Dias - 365 Meditações Diárias"

amendes@interpira.com.br disse...

Cara Tãnia, Salve Maria Mãe do Meu Senhor (Lc 1,43).
Encontrei esse site com esse tema interessantíssimo por acaso e não me contive em respingar algumas palavras.
A sra. expôe o famoso diálogo de Leonardo Boff e acaba caindo no conto do divisor. Com relação a pergunta: Qual a melhor religião?
Eu te digo o seguinte: Não existe "religião melhor", existe "religião verdadeira" e "única". Não é possível agradar a Deus com várias crenças, Ele é um só, por isso o próprio Jesus Cristo instituiu uma só religião, uma só Igreja, uma só crença para que exista uma só fé para que fossemos todos unidos pela única fé. A divisão contraria a vontade divina. Deus quer que um homem salve o outro, tanto que Ele se fez homem para nos salvar. Agora a sra. deve se perguntar: Que religião? que Igreja? que fé seria essa? Ora, sem sombra de dúvidas, é a única que existe desde quando Jesus esteve como homem nesse planeta no qual Ele próprio edificou: A Igreja Católica Apostólica Romana. Provas?
Jesus então lhe disse: Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus. E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus (Mt 16, 17-19). Então nesse momento solene, o Nosso Senhor Jesus Cristo, nomeia um representante para suas ovelhas e dá total autoridade sobre elas. Esse mesmo representante precisaria estar presente até o fim dos tempos, conforme Jesus Cristo prometera, e isso se dá por um simples fato: A sucessão Apostólica. Caso não houvesse sucessão, essa Igreja pereceria. E hoje temos a prova viva disso tudo, o Papa é o nosso sucessor Apostólico, ele tem o poder das chaves, ele é o Pedro de 2009, a Igreja Católica Apostólica Romana submete-se aos ensinamentos conferidos a Ele através do Nosso Senhor Jesus Cristo. É como se os ensinamentos passassem de mão em mão até chegar nos dias de hoje. Temos a lista de todos os Papas, ao todo são mais de 260 e que sempre estarão presente para guiar infalivelmente a Santa Igreja Católica, a verdadeira esposa de Nosso Senhor Jesus Cristo até o Seu retorno para o julgamento. Por isso percebe-se que naquele momento solene Jesus diz: ..."edificarei a minha Igreja"... veja que Ele não edificou várias Igrejas, Ele edificou "a Igreja", no singular. Então, essa ideologia Leonardiana que se diz teólogo, entra em contradição com as pretenções divinas, como disse antes, a divisão não agrada a Deus, Deus quer seu povo unido na mesma fé. Então cabe a cada um saber o que será melhor pra si, afinal de contas somos livres pra fazer escolhas, infelizmente o livre arbítrio permite que nos distanciemos de Deus. Mas voltando a escolha, basta analizar as situações: Ser fiel ao que o próprio Senhor Jesus Cristo, nosso Mestre Salvador instituiu de forma impecável, infalível, com suas belas e diviníssimas mãos ou acreditar nas explicações Leonardianas, homem pecador como qualquer outro, falho e sem autoridade divina para qualquer efeito. Pense bem e escolha.

Abraços de um amigo e que estejamos,

In Corde Jesu Et Mariae Semper.

100% Jesus disse...

Concordo, mas não mto, ainda acho q o cristianismo é melhor!

mário disse...

Olá.

Pesquisando sobre religiões encontrei o seu Blog.

Para resumir vejamos o que disse o "Heroi da Paz"

" As religiões são caminhos diferentes convergindo para o mesmo ponto. Que importância faz se seguimos por caminhos diferentes, desde que alcancemos o mesmo objetivo. "

Mahatma Ghandi

Muita Paz...

Manuel Filipe Santos disse...

Muito obrigado por esta sua mensagem que considero maravilhosa. Tenho link no meu blog para esta sua mensagem e já sou seu seguidor.

Melhores cumprimentos,
Manuel Filipe Santos.

Nara Chaves disse...

Recebi um presente...esse texto, sem querer descobri seu blog ao fazer uma pesquisa. Sou admiradora de Leonardo Boff, fico grata por vc compartilhar tão bela mensagem. Irei fazer o mesmo. A humanidade não precisa da ostentação em forma de templos, precisa de exemplos. grande abraço.

Anônimo disse...

olha com todo respeito aos catolicos,mas voces adoram estatuas
o egito foi destruido por isso,voces prostituem,bebem,há viciados,adoram a um homem chamado papa,adoram,falam mais na mãe de jesus do que do própio, ele deixou bem claro que o poder é dele senão maria não pediria para ele transformar agua em vinho,ela mesma faria,se não pode conseguir isso o que mais ela fará?
eu sei,jesus disse que fundaria uma igreja mas ele disse:fundarei a igreja católica apostolica ROMANA!
OS ROMANOS eram inimigos de deus adoradores de estátuas,prostitutos,bebados viciados,blasfemando contra deus querendo dominar os justos e tornalos como romanos tambem,deus disse para não adorar estatuas voces adoram mais de 30!

terão o mesmo fim de sodoma e gomorra PECADORES!!!

A VERDADEIRA IGREJA É A MAIS RIGIDA,QUE SEGUE A BIBLIA,A IGREJA DOS JUSTOS SUA TUDO É FEITO EM NOME DO SENHOR JESUS a igreja do glória a que eu mais gosto e voces odeiam pois não quiseram se juntar com o catolicismo,cujo o nome é congregação cristã no brasil!

Anônimo disse...

Não tem melhor Religião, Não sei pq os evangélicos se acham melhores que os católicos... o Importante é ter Deus no coração e crer Nele... Religiao nao leva ninguem ao Céu

Anônimo disse...

Caro Anonimo do dia 29/12, salve Maria, Mãe do meu Senhor (S.Lc 1,43)

Suas afirmações conta a Igreja de Cristo, que é a Católica Apostólica Romana, de certo foram originadas da seita na qual vc menciona com total orgulho. Vc acusa os católicos de adoradores de imagens, mas não sabe o que significa a palavra "adorar". No AT, Deus manda Moisés fazer imagens no local onde ficaria guardado os dez mandamentos e noutra ocasião, uma serpente de bronze, na qual, todo aquele ferido que olhasse para a serpente seria curado. Então caro Anonimo protestante, Deus teria criado um outro Deus de bronze? Como pode Deus ter mandado fazer imagens? Se Deus mandou fazer imagens, logo é lícito ter imagens. O que é proibido é ter imagens como Deuses. A Igreja Católica possui imagens para o culto de "dulia" e não de "latria". Entendeu caro amigo? Veneração não é adoração. Deus mandou fazer imagens, enquanto ela era venerada pelo povo, Deus nada fazia, porém, quando a transformaram abusivamente em ídolo, Deus mandou destruir. Portanto, vc acusa o próprio Deus de ter incentivado a adoração a imagens e isso é patético. Sua seita cristã do brasil (tinha q ser do brasil mesmo...) coloca um livro como ídolo, pois vcs acreditam que a Bíblia é a única fonte de revelação, sendo que a mesma diz o contrário...
Quanto a Mãe de Deus te digo apenas: " ... desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações..." (S. Lc 1, 48).
A sua seita proclama a Mãe de Cristo como bem-aventurada? A Igreja Católica, sim!!! e desde sempre... porque está escrito, "todas as gerações...".
Portanto meu caro anonimo, vc está no lugar errado.

max-cmachado disse...

sera que precisamos de uma religião para ser feliz, ter uma vida honesta,digna. não tenho muita fé sempre tento fazer o bem, porque me sinto bem em fazer os outros feliz me traz felicidade.
espero estar certo e chegar ao céu, sem a ajuda de nenhuma religião.

Blog da família Macedo disse...

Por favor, aceitem minhas humildes reverências e o comentário que segue.

Percebi mui claramente aqui uma diversidade de linhas filosóficas e humores de adoração ao Senhor Supremo... E isto apenas dentro do cristianismo. Sem olhar para as linhas filosóficas que existe por aí afora, no islamismo, nas tradições da índia, no budismo etc. A última encarnação de Deus, em seus ensinamentos gerais, instruiu que "Deus possui ilimitados nomes", pois Ele é ilimitado. De acordo com o humor do devoto e com a sua redição, ele aparece em um aspecto específico no seu coração. "A todos eu recompenso proporcionalmente ao seu grau de rendição a Mim. Ó filho de Prtha, em qualquer circunstância, todos seguem o Meu caminho". (Bhagavad-gita 4.11) Podemos pegar o exemplo da lua. A lua pode ser vista como lua nova, lua cheia, lua minguante, quarto-crescente, de acordo com a fase em que se encontra, ou seja, de acordo com a nossa visão em um determinado tempo. Mas a lua é única. Não existem diferentes luas. Da mesma forma, Deus é um. Não existem diferentes Deuses para o cristão, o muçulmano ou o hindu. Devido a diferentes línguas e culturas, Ele é conhecido por vários nomes: Jeová, Alá, Jesus, Buda, Krsna... Deus é inteligênte. Ele sabe que as inúmeras pessoas do mundo encontram-se em várias condições distintas emuitos humores de adoração... Ele simplesmente ensina a Religião em graduações diferentes de acordo com a qualificação das pessoas, de acordo com o que cada um pode receber do mundo espiritual.

Eu sou um miserável caído e ofensor. Irei deixar aqui as puras palavras transcendentais de um santo vaisnava que apareceu no planeta Terra a 500 anos atrás, Sri Haridasa Thakura.

Sri Haridasa Thakura disse: "O Senhor Supremo que está dentro do coração, inspira todas as entidades vivas a atuarem de diferentes maneiras. Pessoas de diferentes religiões glorificam os santos nomes e qualidades do Senhor de acordo com a visão das suas próprias escrituras. O Senhor Supremo aceita o humor de adoração de todos. Se alguém mostra malícia em relação a prática religiosa de outra pessoa, na verdade está mostrando malícia ao próprio Senhor, o qual é adorado por aquela prática. Sendo Deus um só, a pessoa torna-se invejosa do mesmo Senhor Supremo ao qual ela está adorando."

Desculpe-me se ofendi alguém com estas palavras...

Vosso servo,

Radha-ramana dasa