VINGANÇA FEMININA - Parte XXIII



O marido estava em seu leito de morte e chamou a mulher. Com voz rouca e já fraca, disse-lhe:

- Meu bem... chegue mais perto... Eu quero... lhe fazer uma confissão!

- Não, não - respondeu a mulher. - Sossegue e fique quietinho aí.Você não pode fazer esforço.

- Mas mulher - insistiu o marido. Eu preciso morrer...em paz!Eu quero te confessar algo!

- Está bem, está bem! Pode falar!

- É o seguinte... Eu transei... com a sua irmã... com a sua mãe e... com a sua melhor amiga!

- Eu sei, eu sei - disse a mulher.

- Foi por isso que eu te envenenei, meu bem...!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MODELO DE RESPOSTA PRELIMINAR DE INFRAÇÃO À LEI MARIA DA PENHA

MODELO DE ROTEIRO DE ABERTURA DE EVENTOS EM GERAL

MODELO DE PETIÇÃO PARA INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS