quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Poema De Natal

A todos os meus amigos(as) desejo um ótimo final de ano e um Natal cheio de paz e renovação. E lembrem-se de que é aniversário de Jesus Cristo, aquele que nosso irmão que morreu para nos salvar!

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos –
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.

Assim será a nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos –
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.

Não há muito que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez, de amor
Uma prece por quem se vai –
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte –
De repente nunca mais esperaremos...
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.
Vinicius de Moraes

2 comentários:

Cris disse...

oi, super querida...

Nada como uma oração feita pelo poeta maior, não?
Te agradeço todo o carinho que vc me dedicou neste ano que acaba. Muita energia pra você e para o maridão nesse novo ano. Que continuemos companhia, amigas, parceiras. Deus permitiu esse caminho virtual , pois sabia que caso contrário ficaríamos isolados no mundo moderno. Só pode ser..rsrsr

beijo à toda família.

Lola disse...

Oi, Tânia,

Desculpe-me pela ausência, o tempo nos impede de participar mais...

Mas, não esqueço de vocês e passei para desejar a todos um ótimo Ano Novo, cheio de felicidades e abençoado por Deus!!!...

Beijo, moça! Enorme de grande :)