sexta-feira, 6 de maio de 2011

Supremo Tribunal Federal reconhece união estável homoafetiva

O STF decidiu, nesta quinta-feira, 5/5, equiparar as reláções entre as pessoas do mesmo sexo às uniões estáveis entre homens e mulhers.
Na prática, a união homoafetiva foi reconhecida como núcleo familiar como qualquer outro. O reconhecimento de direitos de casais gays foi unânime.
Os Ministros Ricado Lewandowaki, Gilmar Mendes e Cesar Peluso divergiram em alguns aspectos da fundamentação da maioria dos colegas, mas também os acompanharam no ponto central. A condenação da discriminação e de atos violentos contra homossexuais também foi unânime.

2 comentários:

Luma Rosa disse...

Regulamentaram algo que a sociedade vinha à tempos necessitando de diretrizes.
Tânia, como você não expõe aqui no blogue o seu e-mail, encaminhei um email para você através do email do Oscar. Como faz muito tempo que tenho o e-mail dele, não sei se ainda está ativo. Se não recebeu, poderia me enviar seu email? Só clicar no contato na lateral do "Luz". Seria interessante colocar essa ferramenta que tenho aqui no seu blogue - ela não deixa o seu email exposto.
Feliz dia das mães!! Beijus,

Cirilo Vargas disse...

Desconheço o teor dos votos, mas, ao que tudo indica, o STF não se deixou influenciar por argumentos religiosos reacionários que frequentemente estão por trás de decisões judiciais.