terça-feira, 18 de setembro de 2012

Exposição ‘1000 mulheres pela paz ao redor do mundo’ vem a Mato Grosso.

14/09/12 por
Exposição ‘1000 mulheres pela paz ao redor do mundo’ vem a Mato Grosso.
Da Assessoria/Sec

A exposição nacional “1000 Mulheres pela Paz ao Redor do Mundo”, evento nacional que já percorreu várias capitais do país, começa em Cuiabá, no próximo dia 26 de setembro e vai até dia 20 de outubro. Na abertura, que acontece no Salão Nobre do Pavilhão das Artes, localizado no segundo andar do Palácio da Instrução, haverá painel com a presença de lideranças e autoridades locais e lançamento do livro “Brasileiras Guerreiras da Paz”. O painel focará sobre o histórico da indicação ao Prêmio Nobel da Paz 2005 e sobre a importância de se trabalhar com mulheres e homens para avançar na luta contra a violência doméstica. A exposição será gratuita.
Antes disso, nesta sexta-feira o Palácio da Instrução será palco, às 14h, de reunião do projeto “Redefinindo Paz – Violência Doméstica: construção de metodologia de educação popular feminista específica para trabalhar com mulheres e homens”. A ideia é efetivar parceria local, além de discutir a agenda e a metodologia das atividades. Conforme os organizadores, essas parcerias locais são de fundamental importância para a viabilização das atividades do projeto, que estão previstas para acontecer entre os dias 26 e 28 de setembro.
O projeto “Redefinindo Paz” tem duração de dois anos (2011-2012) e já foram realizadas atividades em quatro cidades de diferentes regiões: Porto Alegre/RS (região Sul) — junho/2011; em Macapá/ Amapá (região Norte) — setembro/2011; em São Bernardo do Campo e em São Paulo (região Sudeste) — em novembro de 2011 e março de 2012, respectivamente, além de Aracaju/SE (região Nordeste), em agosto/2012 e, agora, as atividades em Cuiabá (região Centro-Oeste).
De acordo com a organização, as atividades serão planejadas conjuntamente, de acordo com premissas básicas da metodologia de educação popular feminista e respeitando-se as características da realidade local. Sendo outra atividade, além da exposição, uma Oficina de educação popular feminista sobre violência doméstica interconectada ao conceito ampliado de paz (Resolução 1325 da ONU) e ao de Masculinidades.
A oficina terá a participação de 50 pessoas de ambos os sexos de qualquer idade. Os participantes devem ser lideranças efetivas ou potenciais de ONGs e da rede de serviços contra a violência à mulher. A oficina será realizada nos dias 27 e 28, das 9h às 17h30, no próprio Palácio da Instrução.
Apoio
O projeto “Redefinindo Paz” tem o apoio da Associação Mulheres pela Paz ao Redor do Mundo (Suíça), EED (Alemanha), Fundação Avina, Instituto Avon, Vital Voices, NNEDV e Secretaria de Políticas para as Mulheres do Governo Federal, com o patrocínio da Petrobras. As parcerias nacionais são: Rede Mulher de Educação, Instituto Promundo, União de Mulheres de São Paulo e Geledés Instituto da Mulher Negra e Governo do Estado de Mato Grosso.

Nenhum comentário: