segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

MODELO DE CERIMONIAL PARA AUDIÊNCIA PÚBLICA



NOME DO EVENTO: Audiência Pública: Campanha Laço Branco e Violência Contra a Mulher

DATA: 05/12/13

HORÁRIO: 9H00

LOCAL: Câmara Municipal de Várzea Grande

MESTRE DE CERIMÔNIA: SENHORAS E SENHORES, BOM DIA! A DEFENSORIA PÚBLICA E A PRESIDÊNCIA DESTA CASA TEM A HONRA DE REALIZAR ESTA AUDIÊNCIA PARA DEBATER A “CAMPANHA DO LAÇO BRANCO E A VIOLENCIA CONTRA A MULHER.”

CONVIDAMOS PARA COMPOR O DISPOSITIVO DE HONRA:
(Aguardar que todos os convocados assentem-se à mesa de honra.)

NESTE MOMENTO TEREMOS ou NÃO A EXECUÇÃO DO HINO NACIONAL BRASILEIRO.

MC: DESTACAMOS E AGRADECEMOS A PRESENÇA DAS SEGUINTES AUTORIDADES:
(elenca as autoridades que não estiverem compondo a mesa)

A Defensoria Pública de Mato Grosso lançou no último dia dois de Dezembro a Campanha do Laço Branco, cujo tema é “Homens pelo fim da violência contra as mulheres”. O evento foi realizado no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e a campanha permanece ao longo da semana, sendo encerrada em seis de Dezembro, Dia Nacional da mobilização dos homens contra a violência doméstica.
Na opinião da Presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher do Estado, Defensora Pública Rosana Leite de Barros ressalta a importância da realização deste movimento e o papel que a Defensoria está desempenhando em prol da sociedade. “Essa campanha tem primordial importância para mobilizar os homens e mostrar que além de não praticarem violência contra mulheres, repudiam tal atitude”.
No dia 29 de Novembro, com apoio da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa, o Fórum de Articulação das Mulheres e o Conselho Estadual divulgaram a campanha na Praça Alencastro, em Cuiabá.
 Dessa forma, como símbolo da campanha, todos os homens contrários a qualquer forma de agressão contra as mulheres devem utilizar um laço branco entre os dias dois e seis de Dezembro.
Além disso, ao longo da semana foram realizadas palestras, panfletagens e blitz educativa (sob responsabilidade da Polícia Militar) e ESTA AUDIÊNCIA PÚBLICA.

A Campanha  do Laço Branco

A Campanha do Laço Branco surgiu no Canadá em seis de Dezembro de 1989, quando o jovem Marc Lepine (25 anos), armado com uma submetralhadora, entrou na Escola Politécnica de Montreal e determinou que todos os homens se retirassem, deixando apenas as mulheres.
 Lepine atirou nas 14 mulheres que permaneceram no local. Todas morreram e ele cometeu suicídio. Após o episódio, no dia seis de Dezembro daquele ano vários homens saíram às ruas vestindo roupas brancas, a fim de afirmar que não concordavam com a atitude do assassino, bem como abominavam a prática de violência contra mulheres e, assim, se consagrou o Dia Internacional de mobilização masculina pelo fim da violência doméstica. A Lei nº 11.489/07 instituiu a data no Brasil. 

E HOJE PARA TRATAR DESSE ASSUNTO A DEFENSORIA PÚBLICA E A PRESIDÊNCIA DESSA CASA CONVIDARAM ALGUMAS AUTORIDADES PARA EXPOR INFORMAÇÕES A FIM DE SUBSIDIAR OS DEBATES QUE PODERÃO AJUDAR NO COMBATE A VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES.

Dinâmica da audiência: as pessoas que foram convidadas a expor terão de 05 a 10 minutos. Após a fala dessas pessoas, serão abertas as inscrições para que as pessoas da plateia usem da palavra por no máximo 3 minutos. Será feita uma ata e às 11h00 a audiência será encerrada com a assinatura de todos os presentes. Pedimos respeito rigoroso ao tempo e ao horário, pois todas(os) precisam retornar as suas atividades no período da tarde.

NESTE MOMENTO PASSAREMOS A PALAVRA PARA AS SEGUINTES AUTORIDADES QUE FARÃO SUAS SAUDAÇÕES Presidente da Câmara: Waldir Bento (ANFITRIÃO), Rosana Leite de Barros Defensora Pública de Combate a violência doméstica de Cuiabá e presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher e Djalma Sabo Mendes, Defensor Público geral do Estado.

Logo após a solenidade de abertura, desfaz-se a mesa de honra e passa-se a palavra para quem irá presidir a audiência pública. Pessoas convidadas com direito a fala 5 a 10 minutos (no máximo) :

Delegacia da Mulher de Várzea Grande:
Comitê de Enfrentamento ao Tráfico de Mulheres:
Superintendente de Políticas para Mulheres do Estado:
Poder Judiciário representando a Vara de Combate a Violência Doméstica:
Ordem dos Advogados do Brasil, subeção de Várzea Grande: Flávia Petersen Moretti
Secretaria de Assistência Social do Município de VG:

Nenhum comentário: