sábado, 29 de agosto de 2015

Dois cuiabanos conquistam medalha de bronze em competição internacional

fonte: gazeta digital


Dois cuiabanos conquistaram medalha de bronze na 43ª WorldSkills, principal competição de educação profissional do mundo, realizada entre os dias 12 e 15 de agosto em São Paulo. Wenderson Campos de Oliveira, 18, e Vanessa de Lourdes da Silva, 19, representaram o país na ocupação de construção de estruturas para concreto, disputada em duplas. Além da posição de destaque deles, que foram os primeiros mato-grossenses a participar da competição, o Brasil conquistou o primeiro lugar no quadro geral de medalhas, também pela primeira vez na história do evento. Wenderson revelou que, nos últimos meses, ele e Vanessa chegaram a treinar durante os três períodos do dia para a competição. A prova dos dois, que incluiu construir um pilar de ponte em estruturas metálicas e um banco de concreto, foi realizada em cerca de 22 horas, divididas em quatro dias. “Estar com a delegação brasileira representando o nosso país foi uma honra enorme. É uma experiência que vou levar pro resto da minha vida”, destaca. Para o futuro, Wenderson espera entrar para a equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) como professor, e sonha em estar no próximo WorldSkills, em 2017, dessa vez como avaliador: “O próximo WorldSkills será em Abu Dhabi e eu quero estar lá como avaliador para, dessa vez, trazer a medalha de ouro para o estado”.“É uma experiência única, só de estar lá foi um aprendizado enorme. Conhecer pessoas de países diferentes e entrar em contato com a cultura delas, mesmo sem saber falar inglês, foi muito legal”, conta Vanessa, que cursa Engenharia Elétrica em uma universidade de Cuiabá e foi a única mulher na ocupação de construção de estruturas para concreto. Além dela, mais cinco mulheres representaram o Brasil em diferentes ocupações, contra 50 participantes do sexo masculino. “O fato de ser a única menina da minha ocupação e ganhar uma medalha é algo maravilhoso e uma vitória para mim. Com certeza vai me ajudar muito na profissão que eu quero seguir no futuro, que é engenharia”, comemora a jovem. Para o instrutor de formação profissional do Senai José Bólito Aparecido, 39, que treinou Wenderson e Vanessa para a WorldSkills e os acompanhou na competição como avaliador, só há motivos para comemorar. “Eles passaram por uma situação real de trabalho, com uma meta para cumprir em um determinado tempo, então para eles isso foi uma ótima oportunidade. Além disso, nós fomos os primeiros representantes de Mato Grosso na WorldSkills e o Brasil foi campeão pela primeira vez, então colocamos o Senai nacional em destaque para o mundo”, ressalta. O professor também garante que eventos como a WorldSkills e a Olimpíada do Conhecimento dão visibilidade à educação profissional no país.

Nenhum comentário: