sábado, 25 de março de 2017

DESTINO INHOTIN, MINAS GERAIS

Estivemos novamente em Minas Gerais no Carnaval deste ano e só agora achei um tempinho para escrever sobre essa deliciosa viagem.

Não gostamos das festas de Momo, preferimos passear ou participar de algum encontro religioso. No ano passado estivemos na capital mineira para a Reunião Geral da Aliança, uma atividade espírita. De quebra conhecemos a cidade histórica de Ouro Preto e o Memorial Minas Gerais Vale, onde o nome já diz tudo: vale muito à pena. No ano passado abriu durante o feriado.

Ficamos com muita vontade de ir até Inhotin, mas sabíamos que em um único dia não conheceríamos o parque inteiro, acabamos retornando este ano para conferir com o nosso filho adolescente. Na volta tentamos levá-lo ao Memorial Minas Vale para ver a galeria sobre a Inconfidência Mineira, mas neste ano não abriu.

Nem sempre escrevo sobre as viagens que faço por absoluta falta de tempo. Mas Minas Gerais é tudo de bom e não poderia deixar de postar. A culinária é incrível! Assim que chegamos almoçamos no Empório Fazendinhaum restaurante que fica aberto até às 16h. Comida caseira saborosa e churrasco. Você tem a opção de pesar ou comer à vontade. Muito bom. Voltamos na noite seguinte para comer pizza feita no forno à lenha.





Próximo ao hotel tem posto de combustível e mercado.


Nos hospedamos no Estrada Real Palace Hotel que fica a cinco minutos de carro do Parque Inhotin. O quarto é bom, tem sacada e o chuveiro tem uma caída ótima. Café da manhã muito bom com sanduicheira e torradeira. A área de lazer do hotel é boa também com uma sauna super gostosa que abre às 17 e fecha às 20h.
Como não temos o costume de alugar carro, prezamos sempre pela boa localização do hotel. Há lugares melhores, mas bem longe do parque.


O Parque é dividido em 3 cores: amarelo, laranja e rosa. A mais próxima é a amarela, esse parte dá para fazer caminhando sem cansaço e correria.


No segundo dia alugue um carrinho de golf para fazer a parte laranja e rosa pois você não conseguirá conhecer todos os locais andando. Acredite! Mesmo que você esteja acostumado a caminhar, seja super atleta, não tem como. 


Os jardins são encantadores! Você vai querer registrar tudo e se estiver nublado leve sua própria capa de chuva ou guarda-chuva.



Eu adorei cada pedacinho de Inhotin. Cada cantinho. O conjunto arquitetônico que abriga os museus é lindo!


Na foto abaixo, ao fundo, outro museu.


Não há lugar que você não deseje tirar uma foto.


Na foto abaixo, outra vista do Parque.


Brumadinho é uma cidade pequena, mas há lugares próximos que você pode explorar, depois que encerrar sua visita de dois dias no Parque, é o que eu recomendo. 

Não deixe de ir ao Bistrô Mendes (não tem característica de bistrô). Há translado gratuito do hotel até o local. Comida boa e o chef é super simpático.



Abaixo, foto do restaurante Topo do Mundo que fica a uns 30 quilômetros de Brumadinho. Não costuma abrir às segundas, mas durante o Carnaval abriu. Vale à pena conhecer.


A paisagem que se vê nas estradas é encantadora! Para quem é do cerrado, como eu, costuma apreciar com muito gosto a Mata Atlântica. 


Já que você está lá, vá até o Parque Estadual da Rola Moça. O passeio é feito de carro com algumas paradas em mirantes que existem em alguns pontos da estrada.

Visão Geral: Come-se muito bem em Minas Gerais a preço justo. Há necessidade de uma melhor estrutura no Parque Rola Moça. Brumadinho não tem muitas opções de restaurantes e casas noturnas. É um lugar tranquilo para família e casais querendo sossego. Inhotin é um programa para casais e família com filhos que já conseguem apreciar obras de arte sem tocar, apesar de haver muitos espaços onde a interação é permitida e incentivada. Boa viagem!!!


Nenhum comentário: