quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Justiça decide: Esperma é propriedade da mulher:


Usar esperma para engravidar sem autorização do homem pode render um processo, mas não caracteriza roubo porque "uma vez produzido, o esperma se torna propriedade da mulher" . O entendimento é de uma corte de apelação em Chicago, nos Estados Unidos, que devolveu uma ação por danos morais à primeira instância para análise do mérito.

Nela, o médico Richard Phillips acusa a colega Sharon Irons de "traição calculada, pessoal e profunda" ao final do relacionamento que mantiveram há seis anos. Sharon teria guardado sêmen depois de fazerem sexo oral, e usado o esperma para engravidar. Phillips ainda alega que só descobriu a existência da criança quando Sharon ingressou com ação exigindo pensão alimentícia.

Depois que testes de DNA confirmaram a paternidade, o médico processou Sharon por danos morais, roubo e fraude. Os juízes da corte de apelação descartaram as pretensões quanto à fraude e ao roubo, afirmando que "a mulher não roubou o esperma", mas o caso por danos morais deverá prosseguir.

O colegiado levou em consideração o depoimento da médica. Ela afirmou que quando Phillips entregou seu esperma, deu "um presente". Para o tribunal, "houve uma transferência absoluta e irrevogável de título de propriedade e não houve acordo para que o depósito fosse devolvido quando solicitado".

Agora é oficial: os homens não mandam mais em porra nenhuma mesmo!

Recebi a notícia por e-mail

6 comentários:

Adriana disse...

Interessante a notícia, mas não deixa de ser estranho, né? Não sei, acho que não está certo, mas não consegui formar opinião sobre isso...

Bjos... =)

Tânia Defensora disse...

Eu acho um absurdo!
Onde já se viu, a médica usou de má-fé.
Uma coisa é os dois correrem o risco e transarem sem camisinha, outra é fazer o que ela fez.

Lusófona disse...

Gente!! É cada coisa nesse mundão..
as pessoa perderam o bom senso mesmo

Beijos

Tânia Defensora disse...

Pois é Lusófona.
Até as pessoas que deveriam fazer Justiça perderam.

Maria Fernanda disse...

Que coisa mais besta essa.... prefiro não comentar.
bjs

Tânia Defensora disse...

É Fernanda!
Rídicula.