sexta-feira, 5 de junho de 2009

TRAIÇÃO GERA OBRIGAÇÃO DE INDENIZAR


Informo a todos que esta postagem não comporta mais comentários, se quiserem fazer perguntas façam neste link:

http://taniadefensora.blogspot.com.br/2016/01/esse-artigo-foi-publicado-em-2009.html



Adultério e indenizações



Sylvia Maria Mendonça do Amaral

Com a revogação o artigo 240 do Código Penal, que imputava aos adúlteros pena de detenção entre 15 dias e seis meses, o adultério deixou de ser crime. No entanto, como se viu em recentes decisões da Justiça brasileira, a prática de adultério voltou a ser punida, agora civilmente, com indenizações por danos morais, aplicando-se artigos do Código Civil.
O artigo 1.566 menciona "fidelidade recíproca" (inciso I) e "respeito e consideração mútuos" (inciso V) entre os deveres dos cônjuges no casamento. Sua violação, o adultério, é o primeiro dos motivos elencados que podem impossibilitar a comunhão de vida, conforme o inciso I do artigo 1.573; qualquer violação aos deveres do casamento e/ou que torne "insuportável a vida comum", como a traição, dá ensejo à separação (art. 1.572).
A jurisprudência tem apontado no sentido de punir os responsáveis pelo adultério, impondo-lhes a obrigação de indenizar por danos morais, calcada nesses artigos, que se julgava ultrapassados e, portanto, inaplicáveis atualmente. Mas em um mesmo ano, três decisões determinaram o pagamento de valores indenizatórios.
Em um deles, o marido foi compelido a pagar à sua ex-esposa R$ 53.900,00 por ter mantido diversas relações extraconjugais. A vítima submeteu-se à avaliação psicológica onde foram constatadas angústia, ansiedade, negativismo e depressão. No entender do juiz de primeira instância, uma relação conjugal de mais de 30 anos merecia um "final mais digno".
Em Goiânia, a obrigação de indenizar a ex-esposa traída coube à amante do adúltero. As condutas dela submeteram a ex-esposa a intenso sofrimento. Passou por tratamento psiquiátrico, mudou de endereço e emprego diante da gravidade da humilhação. A amante de seu ex-marido perseguiu-a, inclusive no trabalho, com o intuito de provocar o fim do longo casamento e a desestabilização emocional da vítima. O valor indenizatório foi fixado em R$ 31.125,00.
No Distrito Federal, uma mulher foi condenada a indenizar seu ex-marido por ter sido flagrada em relação extraconjugal pelo ex-marido e testemunhas. O valor indenizatório foi fixado em R$ 14.000,00, reduzido a R$ 7.000,00 em sede de recurso, diante da limitação financeira da esposa adúltera. A decisão de segunda instância foi no sentido de que a infidelidade não gera obrigação de indenizar, por não passar de um vexame pessoal que pode provocar "o desencanto no final de um relacionamento amoroso". Porém, as consequências teriam sido desastrosas, pois a presença de testemunhas causou grave humilhação ao marido traído, que viu sua honra violada publicamente.
Importante ressaltar, portanto, que o contexto no qual foi praticado o adultério é o fator determinante para a ocorrência ou não da obrigação de indenizar e de seu valor. Indeniza-se não pela prática do adultério, tido como corriqueiro por alguns, mas pelo abalo causado na psique das vítimas, fator que realmente gera o direito à indenização. Para isso, os danos devem ser graves e provados através de perícias, ou pela presença de testemunhas.
Sylvia Maria Mendonça do Amaral é advogada especialista em Direito Civil, Direito de Família e Sucessões do escritório Mendonça do Amaral Advocacia. E-mail: sylvia@smma.adv.br

Informo a todos que esta postagem não comporta mais comentários, se quiserem fazer perguntas façam neste link:



230 comentários:

1 – 200 de 230   Recentes›   Mais recentes»
Aminon.com disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
lplcarvalho disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Rô disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
jurandir correa disse...

bom dia amiga eu sou um marido traido por nove anos quero saber meu filho tem sete anos minha empres era minha esposa que tomava conta más como apareceu um safado dizendo ser meu amigo procurava saber tudo da minha vida depois contava tudo pra minha es com isso ele conquistou ela eu perdoei ela quando já iriamos voltar nunca fragrei más tem uma longa estoria de traição queria saber em uma empresa que foi tudo destruido sabendo que era a minha esposa que cuidava de todo como fasso como hagir já que o cara que se dizia meu cologa ou amigo era só pra ter um caso com as mulheres dos amigos dele já aconteceu desse cafageste destruir três casamentos já que ele é casado e sua esposa que descubriu tudo só quero saber com quem meu filho ficaria ?

Tânia Defensora disse...

Lamento pela sua perda.
São poucas as hipóteses de perda de guarda e direito de visita de crianças: pedofilia, drogas ou alienação parental. A traição não é motivo para perda de guarda e visita. Você pode mover uma ação de indenização pela dano moral causado.
Boa sorte.

Anônimo disse...

Tania amei sua resposta , saber que nós mulheres não estamos sozinhas.Olha estou passando por sérios problemas,com relação a infedelidade de meu marido.Descobri agora,depois de 16 anos de casada que meu esposo manteve uma relação extraconjugal e que resultou em uma filha hoje com 15 anos,minha vida é um tormento,essa menina coligou-se com a mãe para destruir meu casamento,ela liga de 2 a 3 vezes por dia exigindo a presença de meu marido,não sossega enquanto não tira ele de dentro de casa,faz chantagem emocional com ele, chora faz o diabo para que ele se sinta culpado e vá atras dela pra satisfazer suas vontades e ele com peso na consciência ,vai , eu fico falando pra ele, que sua obrigação é dar a pensão,mas ela inferniza tanto que ele briga comigo e com nossa filha de 13 anos e sai .meu marido quer q nós a aceitamos, como se isso fosse normal,mas nós eu e minha filha não queremos nem ver a cara dela,pois ela sabe que a mãe dela sabia que ele era casado e se envolveu com ele, e sabia que eu jamais aceitaria uma coisa dessas, sou católica e pra mim casamento é sagrado e um só.Não a aceito e não aceito que ele me deixe por causa dela.Preciso saber de meus direitos como família.Minha filha sofre muito pois a outra a persegue e nós tentamos falar com meu marido mas ele não acredita, está cego e não percebe que nossa filha està morrendo aos poucos.Eu e minha filha nunca fizemos nada contra a outra só pedimos pro meu marido ficar longe dela e cuidar de nossa família, pois nunca a aceitaremos.Por favor me ajuda, queria que alguém falasse pra meu esposo que ele deve nos poupar de tanto sofrimento,pois minha filha é a que mais sofre e ele está preocupado é com a filha dessa vagabunda que sabia qu ia ter de criar sua filha sozinha,porque não me falou a verdade na época, aí eu teria largado meu esposo pois não tinha filho,agora é tarde não é justo meu casamento ter de acabar por causa de uma mulher vulgar sem principios,meu esposo nem quer falar sobre o assunto fica fora de casa o tempo todo e chega em casa só nervoso,e não tem tempo pra nossa família.Me ajuda.




Tânia Defensora disse...

Olha só:

Ontem o meu compadre esteve aqui para contar que traiu a mãe da minha afilhada.
A minha afilhada tem 10 anos e ele há 6 mantinha um caso com outra mulher que também teve uma filha dele, hoje com 5 anos.
Ele cansou-se da amante que era estúpida e mal tratava a filha que havia tido com ele.
Ele foi até o Conselho Tutelar e denunciou a amante e terminou o relacionamento.
A filha dele passou a frequentar a casa dele e a esposa, apesar de ter ficado chateada no começo, aceitou a menina (que não tem culpa de nada). As duas irmãs estão se dando bem. E ele rompeu de vez com a amante.
Eu não sei como você tem que proceder afetivamente com essa situação, mas juridicamente, se ele escolher ficar com a outra família, você será amparada com a divisão dos bens e uma pensão para você e sua filha.
Só o amor constrói, não alimentar o ódio em relação a irmã é algo positivo que neutraliza os pensamentos insanos de quem os possui.
Fique com Deus!

Anônimo disse...

Olá Tânia,
Não era casada legalmente, mas convivi com com uma pessoa faz 4 anos e 6 meses, descobri a pouco tempo que estava sendo traida, ele me colocou pra fora de casa sem motivos e só depois que descobri tudo. Hoje estou morando sozinha, estou depressiva e ele ainda veio na monha casa me ameaçar, já fiz o boletim de ocorrência, o que mais posso fazer para requerer meus direito?
Obrigada.

Tânia Defensora disse...

Mesmo não sendo casados legalmente existe o dever moral de lealdade entre o casal.

O adultério deixou de ser crime, mas o casamento é a união entre duas pessoas que se gostam e devem se ajudar mutuamente, portanto, a fidelidade ainda é sim um dos deveres dos cônjuges.

Você precisa propor uma ação de dissolução da sua união estável e para dissolvê-la é preciso haver o reconhecimento da sua existência através de provas testemunhais, documentais e outras.

Procure um advogado ou Defensor Público.

Boa sorte!

Viva Concursos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Viva Concursos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Defensora disse...

Viva concursos

A sua história dá margem para indenização por danos morais sim, entretanto, é preciso fazer prova de tudo isso que vc relatou: traição e depressão.
Abs e boa sorte!

Viva Concursos disse...

qual tipo de prova laudos medicos?todo mundo sabe ele truxe ela para a cidade onde moramos e desfilo com ela na cidade sera que ganho!

Tânia Defensora disse...

Viva concursos

Prova testemunhal é fundamental para provar a traição.
O laudo médico para comprovar o dano moral.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Olá Tânia, muito bom seu artigo. Deixe-me fazer um breve resumo da minha vida atual. Sou casada legalmente há 12 anos e temos uma filha de 7 anos porém, descobri que meu marido me traia há 10 meses, mantinha uma "vida paralela", a amante está grávida, eles saiam juntos, se divertiam enquanto eu ficava "trancada em casa" com a minha garota. Por fim, a amante apareceu na minha porta e todo mundo viu o escandalo. Cheguei a ir com a minha filha para a casa dos meus pais em outro estado mas ele foi atrás de mim, conversamos e eu voltei... porém, eu me sinto a pior pessoa do mundo, não estou conseguindo lidar com isso como eu pensei que fosse, na qual usava aliança de casada e ele apresentou a amigos em comum como esposa dele me enviou todas as fotos dele e abri hoje, isto é, depois que voltei. Sinto vontade de morrer, sumir. Eu não sou feia, não sou burra e durante muito tempo ele me acusava de traição, o que era impossível já que não costumo me abrir ou falar com ninguém. O que eu faço?

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Você precisa decidir o que quer: reatar seu casamento ou separar.

Se você for reatar, coloque uma pedra em cima da traição, pratique o exercício do perdão todos os dias e não se esqueça: há uma filha dele a caminho, que será irmã da sua menina (querendo você ou não).

Se você quiser separar, terá que enfrentar a situação de qualquer jeito, pois, sua filha deverá ter contato com a filha dele e ou esposa dele (se eles decidirem ficar juntos). Não há como impedir as visitas dele a sua filha. Quando ela estiver em poder dele, ele poderá levar a sua filha em qualquer lugar.

Situação delicada... pense bem... pense nos prós e contras...

O sofrimento será inevitável em qualquer das situações: juntos ou separados.

Você pode optar por separar e promover uma ação de indenização contra ele por ter lhe traído. Ele tem condições de te indenizar?

Ganhar e não levar é ainda mais frustrante.

Procure apoio em grupos de autoajuda: MADA, CODA. Esses grupos de ajuda mútua operam milagres.

Boa sorte e um 2013 melhor!

Anônimo disse...

Oiii estou me separeando por traição, descobri que meu marido me trai a 4 anos, e tenho dois filhos isso gera processo com indenização?
Obrigada
Aguardo resposta

Tânia Defensora disse...

Olá!
Leia os comentários acima, acho que você terá a resposta que precisa.
Boa sorte.

Anônimo disse...

Olá Tânia, sou eu que te falei a respeito do caso de 10 meses do meu marido e que a amante está gravida. Desde minha postagem, as coisas ficaram cunfusas e piores, a tal amante está processando meu marido e conseguiu um mandado de restrição (ele a agrediu grávida). Outra informação que eu esqueci de mencionar é que ele é de fato, um home violento e eu fui várias vezes vítimas de ofensas físicas e morais dele e tudo isso diante da minha filha. Por último, depois que ele percebeu que ele se meteu com pessoas interesseiras (descobri que ele se fazia passar por médico para tal amante)e agora, como ele percebeu que as coisas vão piorar para ele, ele quer fazer com que eu me passe como um tipo de "cumplice" como se eu soubesse disso o tempo todo. Eu quero sim o divorcio e vou pedir a guarda da minha filha, pq ela está em tratamento psicologico por tudo que ela viu e ouviu da parte dele para comigo. Como devo proceder já que esse homem que eu achei que conhecia, para mim ele possui desvio de caráter. Obrigada, aguardo respostas!

Tânia Defensora disse...

A maior dificuldade num processo de divórcio é fazer prova dos bens que foram adquiridos durante o casamento e da renda do seu parceiro (pois é sobre a renda que a pensão da sua filha será fixada). Providencie documentos de tudo isso antes de separar-se de fato.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Bom dia Tânia
Gostaria de ouvir sua opinião sobre meu problema com minha ex esposa:
Após 25 anos de casamento complicado não tive outra opção se não sair de casa.
Minha ex esposa deste o início se mostrava indolente nas atividades domésticas, principalmente nos cuidados com as crianças.
Não trocava fraudas,não dava banho, não gostava de brincar com as crianças, levar no médico. Era violenta com as crianças e as fazia se sentirem culpadas qdo ela batia.
Era manipuladora, controladora etc.
Não gostava de me ver brincando com as crianças e sempre procurava de alguma forma colocar insegurança nas crianças quando elas estavam comigo. Dizia na frente das crianças que mãe é mãe e pai pode ser qualquer um.
Quando a chamava em particular par não discutir na frente das crianças ela ficava violenta e partia para cima de mim. Se a segurasse para evitar a agressão ela se jogava no chão e gritava para os filhos que eu estava batendo nela.
Eu passei os ultimos 24 anos de casa para o trabalho. Eu estava em uma escala 24X48 e nos meus dias folga além de cuidar das crianças fazia todo o serviço doméstico e quando ela chegava ás 13:00 hs ia construir a casa.
Eu estava ficando com problemas psicológico devido a essa situação e sai de casa e propus um divórcio consensual.
Sai de casa só com as roupas e o carro e fui morar com minha mãe de favor.
Meu salário era todo para manter a casa onde estavam meus filhos. O carro eu sugeri ficar uma semana com um e na outra com outro.
Na hora do consensual ela disse que queria a casa, o carro e uma pensão de 30% do meu salário ou senão ia dizer para os filhos que eu tinha amantes, que era agressivo, que dava surras terribilíssima neles quando eram pequenos, que eu não amava eles senão somente a ela. Que tinha ciúmes dela com ele. etc.
Não aceitei a chantagem e entrei com o litigioso.
Tenho 3 filhos: 24, 19 e 17. Não os vejo a quase dois anos.
Meus filhos falaram barbaridades, não me escutam, desligam o telefone na minha face. Minha filha segue os passos da mãe e me proibiu de ver minha neta.
falei com minha advogada para entrar com a ação de alienação. Isso deste o início, mas até agora estou com medo de como estão meus filhos e neta.
Fico preocupado, pois sei dos danos psicológicos causados por essa tortura que a mãe impõe.
Estou de mãos amarradas e me sinto impotente.
Minha filha mais velha está tomando remédios de tarja preta.
O que posso fazer?
Att,
CNS

Tânia Defensora disse...

CNS

Sinto muito por sua situação.
Sua ex precisa de ajuda
.
É filha de dependentes químicos? Se não, ela possui todas as características de quem veio de família disfuncional e quer repetir isso com seus filhos.

O mais novo tem 17... sinceramente não sei se caberia ação de alienação parental...

Seus filhos já tem senso de discernimento, ou pelo menos deveriam ter...

Acho que você deve tentar o diálogo. Peça ajuda de algum parente para se aproximar de seus filhos. Não desista!

Um processo é muito oneroso e desgastante... e sinceramente não sei se você teria êxito, exatamente pela idade deles...

Peça para algum parente levá-los a uma reunião daqueles grupos de apoio: AA, Al anon, CODA, enfim...Talvez ajude eles a se enxergarem e verem que a mãe deles está doente.

Sinto muito em não poder lhe ajudar mais.

Boa sorte.

Patricia disse...

Ola Tania, tenho uma uniao estavel, e outro dia quando fui deixar minha cunhada num barzinho p comemorar o aniversario de uma amiga, me deparei com meu marido acariciando uma mulher numa mesa com unas amigos dele, estacionamos bem em frente do bar, mas ele nao nos viu, pior q minha filha de sete anos tambem viu, foi inevitavel, jamais poderiamos imaginar, afinal naqla noite era p ele estar de serviço... depois ele saiu da mesa e foram se beijar proximo ao banheiro...peguei os dois no flagra. E pergunto p vc, tenho direito de pedir uma idenizaçao por danos morais>

Tânia Defensora disse...

Oi Patrícia!

Você vai se divorciar?
Esta é a primeira pergunta que vc deve fazer a você mesma e estar certa da resposta.

Direito subjetivo a ação todos nós temos. Se você vai ter êxito nela, é outra história.

Você fotagrafou o beijo? Está disposta a levar a sua filha para uma audiência testemunhar o beijo?

Pense bem nisso.

Boa sorte!

Anônimo disse...

Bem, desculpe não me apresentei, me chamo Priscilla. Apesar dele ter rompido esse relacionamento e estar respondendo judicialmente por lesão corporal ele não quer se separar, claro que vou apelar para o litígio mas como eu faço para manter ele longe de mim durante esse processo? Como ele é violento e tem desvio de conduta/ caráter temo pelo pior!
Obrigada

Tânia Defensora disse...

Priscilla

Se há um processo criminal por lesão corporal, você pode pedir medida protetiva para ele ficar distante de você determinada distância durante o litígio do divórcio.
Boa sorte.

Tânia Defensora disse...

Priscilla
Você pode processá-lo por calúnia sim. Mas procure reunir provas: gravação, testemunhas que tenham visto ele te acusar de ter amantes, etc.
Para se ter êxito em processo é preciso provar, o ônus da prova é de quem alega.
Boa sorte.

Anônimo disse...

Cara Tânia,
Tenho um amigo que estava com 8 anos de casado, sendo que os últimos 2 anos o casal começou a brigar direto e ela sempre expulsava ele para fora de casa, mas ele continuou morando na casa, pois foi ele que comprou.Agora ela apareceu grávida de outro homem. ele pode pedir indenização por dano moral? o que pode fazer nesse caso??

Tânia Defensora disse...

Certeza que esse filho não é dele?
Mediante o resultado do exame, excluindo a paternidade dele é prova suficiente para pedir a indenização.
Boa sorte ao seu amigo!

Anônimo disse...

Olá Tania!

Moro com um homem a 18 anos, não sou casada, ele é rico, quando fui morar com ele eu era apenas uma vendedora, tinha 19 anos. agora estou com 37 anos não fiz nada em minha vida a não ser ficar com ele, lá em casa apenas ele trabalha, agora estou desconfiada que ele me trai, queria saber quais meus direitos.
quando o conheci ele era casado, deixou a mulher pr ficar comigo, estou preocupada, será que ele vai fazer o mesmo comigo. Ele tem três filhos com a ex- mulher, agora acho que está com uma garota novinha!! Me diga o que fazer?

Anônimo disse...

Boa tarde Tânia,tenho 18 anos me casei 16,e agora descobrir que meu marido vive trocando mensagens comprometedoras com meninas novas no facebook e skype,já até marcou encontro e falou coisas que nem vou te contar,quero me separar,eu posso pedir indenização por danos morai?por que são pessoas que encontro diariamente.

Tânia Defensora disse...

Você gravou essas mensagens?

O ônus da prova é de quem alega.

É possível pedir indenização, mas você precisa provar que ele agiu dessa forma e ainda que isso te prejudicou.

Já conversou com ele sobre o comportamento inadequado dele? Será que não ficou apenas do campo virtual? Acha que é motivo suficiente para separação?

Anônimo disse...

Bom dia Tãnia, eu tive um relacionamento e iria fazer 7 anos agora em dezembro, orem descobri que ela me traia a 6 anos e meio, ou seja, desde o inicio do relacionamento, temos um filho e ela falou que se deixasse o filho comigo poderia ir embora. ela foi mas a dor, o fator psicologico da traição doem muito. o que eu devo fazer diante desses fatos. um grande abç e que "DEUS" te abençoe...

Tânia Defensora disse...

Boa tarde!
Se você tiver provas (documentais e testemunhais) dessa traição vale a pena você propor a ação de indenização, mas se não tiver não gaste sua energia com isso.
Perdoe...o perdão não é para ela, é para você!
Deus te abençoe.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria disse...

Tânia, boa noite!
Sou casada a 7 anos e tive anteriormente convivência de 4 anos com meu marido. Em todo esse tempo foram muitas traições, e eu mandava-o embora e ele me perseguia, me massacrava, tive até mesmo por várias vezes em psicólogos, que me orientaram a me afastar dele. No entanto, eu voltava atrás pois o amava. Hoje moramos em casas separadas, depois a da última separação, e agora descobri que ele tem um filho que vai fazer 1 ano, que foi gerado enquanto morava na minha casa. O apto que moro eu comprei, eu sempre paguei e ele nunca me ajudou com as despesas da casa. Agora pedi o divórcio, pois estou indo para os Estados Unidos para estudar e ele se nega a assinar o divórcio e está pedindo metade dos meus bens, que ele nunca me ajudou a adquirir. Gostaria de saber se posso pedir indenização pelas traições, já que eu estive em várias situações vergonhosas para mim, além de todo o tempo de problemas psicológico que tive. Obrigada por me ouvir.

Tânia Defensora disse...

Olá Maria!
Todo mundo tem direito subjetivo de ação mas é preciso provar o dano. Teoricamente você tem direito a uma indenização pela dor e sofrimento causados por ele. Um litígio como esse pode demorar anos, mas se você tiver como provar certamente conseguirá ter êxito.

NANI disse...

ola, preciso de orientação, sou casada a 26 anos desconbri a 5 meses que meu marido tem um caso de 12 anos com a vizinha , não sei que fazer ,eu o amo ele é muito bom pramim,carinhoso trabalhador nossas finanças eu que controlo. Temos 2 filhos e estou muito ferida com esta traição, ele nao quer deixar a amante. mas não quer me deixar tb. Gostaria de saber no caso de separação se parente serve pra testmunha, pois não tenho prova

Tânia Defensora disse...

Saudações Nani!
Parentes servem como informantes. O valor do depoimento do informante não é o mesmo da testemunha porque ele não presta compromisso de dizer a verdade.
Mas em casos de família normalmente somente os parentes ficam sabendo do que aconteceu.
Boa sorte e Deus lhe ilumine.

Anônimo disse...

Boa noite Tania
Tenho um relacionamento de 10 anos, com 4 de casada, descobri varias traicoes pela net do meu marido, e a pior de todas está sendo ver ele teclar e se interessar por homens, estou destruida sentimentalmente, choro dia e noite.. nos casamos no regime de separação de bens, ele nao quer separar, mandou eu procurar um advogado e me virar, tenta fazer minha cabeça para manter o relacionamento dizendo que é coisa da minha cabeça, temos 2 imóveis que compramos depois do casamento.. neste caso eu teria direito na divisão destes bens mesmo com o regime de separação? nossa casa ainda sem escritura em nome da construtora e o apto em nome tb da construtora pois foi entregue recentemente e ainda não financiamos, ele vai financiar porém só no nome dele, agradeço sua orientacao.. Roberta

Tânia Defensora disse...

Saudações Roberta!

Sinto muito por você...ser traída já é péssimo, mas a decepção que veio junto no seu caso é pior ainda.

Bom, mesmo em regime de separação, tudo que é adquirido na constância da união deve ser dividido, entretanto, você terá que provar que colaborou na aquisição dos bens.

O fato da mulher não trabalhar fora não significa que não tenha colaborado.

Apartamento financiado não é de vocês, é do banco. Você pode pleitear o valor da entrada se ajudou nisso.

A indenização pelo dano moral pode ser pedida no seu caso, mas como já disse, tudo precisa ser provado.

Flavia disse...

Olá tania...
Bom,o meu pai se separou da minha mãe com quem ele vivia a 35 anos,ele só avisou que ia sair de casa pois não aguentava mais viver com a minha mãe,isso tudo porque minha mãe hoje em dia bebe todos os dia,tudo por conta de tudo que ela passou com ele o desprezo a falta de amor fizeram ela se entregar a bebida...só depois que ele saiu de casa que eu e meus irmãos descobrimos que ele tem uma amante e ja faz algum tempo,não entendemos como uma relação de 35 anos pode acabar assim,a amante deu queixa na delagacia caso acontecesse alguma coisa com ela pra acusar agente,sendo que nem falamos nada a ela,estamos evitando confusões..quero saber os direitos da minha mãe pois ela esta sofrendo muito,chora o dia inteiro e acho que esta entrando em depressão pois ela ja fala ate em se matar,por favor me dê uma orientação.

Tânia Defensora disse...

Boa tarde!

Lamento pela sua mãe.

Como o texto explica o direito subjetivo de ação todos nós temos, entretanto, precisamos provar em um juízo a traição e o dano causado por esse fato. Ações são demoradas e desgastantes emocionalmente falando.

Mas antes de procurar um(a) advogado (a) ou Defensor (a), vá atrás de ajuda espiritual.

Grupos de apoio como AA, Al ANON são muito importantes nesse momento para enfrentar essas situações e saber lidar com pessoas adictas (alcoólicas).

Deus proteja vocês!

gabi braz disse...

Ola Tania boa tarde
Tenho uma uniao estavel com uma pessoa jatem 9 anos e quando engravidei estava com 5 meses ele me contou que tinha ficado com outra pessoa e que ela estava gravida. Na epica eu continuei com ele pois estava gravida e desempregada e nao tinha onde morar meus pais nao me aceitariam em casa. Hoje minha filha tem 1ano e 9 mese e o filho dele tem 1 ano e 4meses. Minha familia nao sabe de nada pous se souber nao aceitatia e eu nao sei qual seria meu destino pois nao trabalho por nao ter onde deichar minha filha. O fato e que ta cada dia mais dificil conviver com essa situaçao, nao durmo pensando nisso nao como e sempre acho que falta as coisas pra minha filha porque ele tem que dar pensao pro filho dele... penso que a vida da minha filha poderia ser melhor. Ela tem o basico ele se esforça pra dar tudo o que pode mais eu acho que ela saiu muito prekudicada nessa historia.
E eu perdi meu sossego nao durmo.nao co fio mais nao teho mais vida pensando nisso tudo. Ando pelas ruas pensando no que as pessoas estao pensando quando olham pra mim, eu sempre acho que estao me achando coitada por ter sido traida e por meu.marido que eu tanto amo e ja fiz tanto pra ajudar ter engravidado outra. Muito dificil pra mim e cada dia mais eu acho que nao vou aguentar. Gostaria de saber se posso pedir uma ajuda de custos pra ele pra pelo menos um tempo enquanto ela ainda e pequena e eu no posso trabalhar pra eu.me manter alem da pensao dela?
Aguardo sua resposta.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Olha só: sua filha tem tanto direito quanto ao filho dele.

Você pode perfeitamente propor uma ação de alimentos contra ele, ocorre que o máximo que vc conseguirá será 33% dos rendimentos dele. Você terá que provar o quanto ele ganha.

Pelo que eu entendi ele sustenta sua casa não?

Então, não sei se seria vantagem para você propor uma ação dessa natureza enquanto mantiver um relalcionsamento amoroso com ele.

Acho que seria interesssante você buscar uma creche e começar a procurar um emprego pois a medida que as crianças crescem elas começam a fazer exigências cada vez maiores e aí você terá que administrar mais essa situação.

Com sua independência financeira você poderá simplesmente dizer para ele que não aceita mais dividí-lo com outra. E aí sim, propõr a ação de alimentos.

É o que eu acho. Que Deus ilumine sua vida.



Anônimo disse...

Boa tarde. Moramos juntos a 11 anos e a mais de três anos uma mulhet me incomoda por fone eu a xingueibpor várias vezes por fone e mensagens me defendendo dos insultos dela para comigo. Aguentei muito e mes passado fui ao trabalho dela a xinguei. Ela fez bo e relatou que tem um relacionamento sério com meu marido e eu a importuno. Eu tomei conhecimento disso na delegacia. Posso processa la?

Tânia Defensora disse...

Boa noite!

Houve insultos do dois lados.
A diferença é que vc foi ao trabalho dela, então, ela deve ter testemunhas desse episódio.

Para vc ter êxito na ação, você teria que provar que não existe nenhum relacionamento entre ela e seu marido, pois, se ela tiver alguma foto, filmagem ou algo comprometedor de seu marido e ela será impossível você ganhar a ação.

Deus te ilumine!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Olá, gostaria de tirar algumas dúvidas, sou casada com separação total de bens e temos um filho pequeno, no momento eu não trabalho.
Em caso de morte, eu recebo pensão ou apenas o meu filho até os 18 anos???
Em caso de traição, posso pedir indenização ou pensão alimentícia??
Obrigada, adorei o seu blog.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Regra geral: em caso de morte, você recebe 50% dos rendimentos dele até você se casar novamente ou se não casar até você falecer e seu filho 50% até os 18 anos ou até cursar a faculdade.

Se ele é funcionário público você receberá o valor do último salário. Se ele for da iniciativa privada, o INSS fará uma média dos salários que ele recebeu e pagará um valor correspondente a essa média.

Ele está doente? Você não perguntou em caso de separação...
achei estranho...

Se você se separar, você terá que ir a luta e somente seu filho receberá pensão de ATÉ 33% sobre os vencimentos dele que perdurará até os 18 ou até obter a formação de 3.º grau.

Você pode propor ação de indenização por danos morais em caso de traição como ensina o artigo postado, mas terá que provar.

Deus te ilumine!

Anônimo disse...

Olá Tânia queria sua opinião! Tenho uma filha de 15 anos do meu primeiro relacionamento. O pai não ajudou na criação! Estou casada atualmente e tenho outro fiilho, os gastos aumentaram e queria saber se para mover uma ação de alimentos tenho que necessariamente saber o quanto ele ganha, pois não sei da vida dele e nem os parentes dele informam nada. Só tenho o endereço e sei a profissão dele (ortodontista), grata.
Anne.

Tânia Defensora disse...

Oi Anne!
Para propor ação de pensão alimentícia é sempre importante que se coloque na petição inicial pelo menos uma estimativa de ganho do alimentante.
O local onde está localizado o consultório é um dado importante. Veja se há outros consultórios por perto e qual é a média da renda.
Se não conseguir, descreva o local onde ele mora, o carro que anda, essas coisas podem externar um valor aproximado.
Boa sorte.

Liu disse...

Olá Sra. Tania!!!


Tive um relacionamento de 1 ano regida de muitos estressses , ciumes e desconfiancas, até ver meu ex namorado com outra, que fez questão de me procurar pra me dizer q estava com ele desde que iniciamos a relação, ou seja ele mantinha as duas relações em paralelo. No entanto, ela sabia da minha existência e não sabia da dela. Desde esse flagra ela tem me procurado, falado besteiras e enviado fotis com ele. Sendo assim pergunto: posso pefir indenização no caso em que eramos apenas namorados?? O q fazer nesse caso???grata

Anônimo disse...

Tãnia. eu rabalhava fora e minha mulher me traiuspo 2 anos com vários amantes, sendo que dois deles foram fixos 1 ano cada. Ela os levava para dormir em minha casa com minha fiha de 4 anos os vendo juntos Ia para casa deles dormir e e levava minha filha. ia para bares em companhia do amante e levava minha filha. Chegou a viajar com o amante levando minha filha. Tenho prova, nos divorciamos. Posso entrar com pedido de guarda?

Tânia Defensora disse...

Saudações anônimo!
Desculpa pela demora em responder seu questionamento.
Em casos de traição da mulher, já vi alguns juízes modificando a guarda, mas ainda sim são muito raros.
Normalmente só se modifica a guarda, por comprovada dependência química ou prostituição.
Não há nada que o impeça de tentar.
Que Deus esteja contigo.
Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

Liu

Tudo bem? Estive viajando e só agora pude responder. Acho que a base de qualquer relação é a confiança e a boa fé, portanto, você pode propor uma ação de indenização contra ambos, entretanto, terá que fazer prova de que ele mantinha os dois relacionamentos ao mesmo tempo e que você não sabia da existência dela. A prova não será fácil.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Minha mulher afirmou a tracao em video.fraguei ela na minha casa com amante.meus filhos dormiao.serve como prova? Que direito tenho.indenizacao,pensao,patrimonio

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Um vídeo que flagrou a traição é uma prova contundente, mas é questionável, pois, a defesa dela pode alegar que foi obtida por meio ilícito ou ilegítimo já que ela não sabia que estava sendo filmada.

Você pode pedir indenização, mas ela não perde direito a meação dos bens adquiridos na constância do casamento.

Se você conseguir usar o vídeo como prova da traição, ou seja, se for aceita, ela pode perder a guarda dos filhos, mas não perde o direito de visita.

Boa sorte!

Anônimo disse...

OI Tania

Gostaria de perguntar o siguinte, eu conheci a minha mulher a 12 anos, nos estados unidos, ela saiu de la mais antes disso por comfusao com a familia por ser muito novos eles chamaram a policia e eu fui preso e acusado de terrorismo, o cual ainda aparece ate na internet, depois de uma semana de estar aqui, ela me ligou falando que eu era o amor da vida dela e que queria ficar comigo e como eu amo muito ela e como a justica e muito dura com quem tem algum tipo de convicao e sai de la vim pro brasil e casamos, vendi tudas minhas pertencas e trabalhei por um ano e meio ate 22 horas por dia pra juntar dinheiro, deixei minha famila trabalho amigos e universidade, ja tem doce anos juntos e moramos em varios paises, o ultimo foi inglaterra, onde eu tinha documentos e trabalho, ela foi transferida do trabalho e pediu pra mudar pro rio, larguei tudo de novo e paguei tudas as contas e vim, a duas semanas descubri que ela esta envolvida com o gerente dela e agora quer o divorcio, eu nao tenho emprego ainda e gastei tudo meu dinheiro, nao posso voltar pros estados unidos perto da minha familha que tanto estou precisando nesse momento, ela esta agindo como se eu fosse seu pior inimigo e tao livremente saindo ate a madrugada e como se fosse solteira me ferindo de um jeito que me da medo tenha alguma intencao de me provocar. Por favor me ajude, estou desesperado e nao sei o que fazer. penso ela esta eludida com a vida aqui no rio e obviamente o gerente dela pode oferecer mais do que eu nesse momento, eu ja gastei tudo meu dinheiro e tudas as vesces e agora que ela tem um bom emprego e eu nada ta me deixando sem saida.

Muito obrigado e me disculpe te perturbar.

Tânia Defensora disse...

Saudações

A você que está morando no Rio e foi "deixado de lado" pela ex companheira.

É dolorosa a situação que você está vivendo neste momento, mas faça um esforço de tirar algum proveito desse triste episódio.

Deus colocou uma outra pessoa no caminho de vocês dois para que ela tivesse a oportunidade de escolher o melhor.

Parece que ela entendeu que o melhor era ficar com o gerente dela...Lamentável! Esqueceu de tudo que vocês já passaram juntos e das experiências compartilhadas.

Eu acho que se você estiver passando dificuldades financeiras como sobreviver, você deve propor uma ação contra ela, requerendo a dissolução da sociedade de fato e uma pensão alimentícia até você se restabelecer, pois, se o contrário tivesse ocorrido, não tenha dúvidas que ela o faria.

A constituição federal iguala as mulheres aos homens não só em direitos, mas também EM OBRIGAÇÕES.

Você deve ter fotos, testemunhas, cartas, comprovantes de residência em comum, etc. Junte isso tudo e procure um advogado, mas não faça disso uma vingança ou um objetivo único na sua vida.

Você merece alguém que te valorize. Confie em Deus!


Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Tânia estou com uma pessoa a nove anos e recentemente encontrei fotos íntimas de uma ex namorada dele (nua somente ela na foto) em nosso computador me separei imediatamente. Não somos caso e nem temos união estável no papel, mais estamos juntos como disse a9 anos.
Minha pergunta. Ele perde o direito de nossas casa que está financiada ainda, a casa esta assinada por nós dois. Tenho direito a indenização ou pensão.
Não tenho nenhuma foto dele enviada para ela e nem um tipo de conversa.
Preciso de sua resposta

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Lamento por esse fato. Deve ter sido muito impactante ver a foto de uma ex no computador que ambos usam.

Mas a resposta é muito objetiva: o seu marido não perde direito ao patrimônio adquirido na constância da união estável, ainda que ele tenha te traído e você consiga provar isso.

NO mundo jurídico os princípios são muito valorizados. O que rege as relações sociais, de trabalho, afetivas, etc, são: a boa fé e a confiança.

De fato houve quebra de confiança por parte dele. Ele infringiu um contrato de relacionamento (ainda que tácito) que havia entre vocês. Todavia, a foto de uma ex nua não é suficiente para provar uma traição e como disse anteriormente nem mesmo a traição é motivo para perda do direito a partilha de bens.

Após a edição da constituição federal onde foi estabelecida a igualdade entre homens e mulheres e a revogação do artigo que criminalizava o adultério (código penal) acho pouco provável que você consiga pensão. Talvez você obtenha uma indenização pelo dano moral causado ao ver no computador do casal a foto da ex namorada, mas para isso será preciso periciar o computador.

Pense bem a respeito e veja se a foto de uma mulher nua (ainda que seja a ex) é suficiente para por fim a uma união de 9 anos.

Existem outros motivos para essa separação? A vida em comum é insuportável? Você é infeliz ou está infeliz? Quais os reais motivos dessa infelicidade?


Que Deus te ilumine.

PAULA disse...

Ola,boa tarde!meu nome é Paula,tenho um relacionamento ah 3 anos porem nao sou casada e nem tenho uniao estavel.temos uma flha de 2 anos.recentemente peguei o cel.dele e descobri uma conversa com uma aluna dele ele pedindo uma chance com ela.sei que isso nao é o suficiente para pedir uma indenizaçao mas pretendo juntar mais provas e me separar dele e pedir uma indenizaçao pois,nao tolero traiçao..o que devo fazer???desde já agradeço

Tânia Defensora disse...

Saudações Paula!

Como você classificaria seu relacionamento? Namoro fixo?

O que ficou estabelecido desde o começo desse relacionamento?

Da união estável e do casamento a obrigação de fidelidade recíprocos é uma cláusula natural.

De um namoro sem compromisso que adveio um(a) filho(a) (não sei se é o caso) juízes mais conservadores podem entender que não seria devida a indenização.

De qualquer forma o abalo na psique de quem sofreu a traição seria a fundamentação principal para o pedido de indenização.

Boa sorte!

Anonimo disse...

Ola amiga a uns 4 anos me divorciei pois minha esposa me traiu e o juiz no dia do divorcio estipulou uma pensão x e que eu visitasse meu filho de 15 em 15 dias e eu estava pagando a pensão e visitando meu filho, as ai ela se casou e sumiu com meu filho a mais de 2 anos que eu nao o vejo e de saudades choro ela nao deixou telefone de contato nem numero para deposito em conta e nada sumiu eu nao tenho como pagar a pensao e por dificuldades nao consegui guardar o dinheiro por esse tempo ai eu procurei a policia e eles disseram que ela podia viajar para fora do pais e sumir pois é mae e nao se caracteriza sequestro o meu problema é que nao vejo meu filho e nao tenho como pagar pensao meu medo é ela se separar e ir na justiça falar que eu devo esse tempo todo ai nem sei o que será de mim, o que devo fazer, desde já muito obrigado.

Selma Santos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Boa tarde, estou passando por um momento assim, descobri que meu marido estava de caso com a vizinha aqui do condomínio, foi um escândalo, estou tendo que mudar toda minha vida em relação a isto, voltando para o Estado que nasci, pois vivo em outro Estado, havia acabo de comprar uma casa, enfim, estou tendo varias perdas, a única coisa que tenho como prova é exatamente o que quero te perguntar o Juiz pode pedir o sigilo telefônico, e se sim isto comprovaria o adultério, pois o que tinha tanto para falar no telefone, senão estivessem tendo um caso, fico no seu aguardo e muito obrigada

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Ela só pode cobrar judicialmente sob pena de prisão somente os três últimos meses. Os demais ela deverá cobrar sob pena de penhora de seus bens.
Se ela não tiver como provar que notificou você sobre o número da conta em que você deveria depositar a pensão, a meu ver, ela não poderá cobrá-lo.
Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

Então

Você pode dentro de um processo de divórcio ou dissolução de sociedade conjugal ou ainda numa medida cautelar (como preparação de prova para uma ação) pedir a quebra do sigilo telefônico dele. De posse dessa prova, aí sim, você poderá propor ação de indenização.
O ônus da prova é de quem alega, ou seja, você é quem tem que provar que ele te traiu.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Ola tania me chamo jessica tenho duas filhas o meu caso e asim , namorei dois anos e casad a a ters total cinco ,, anos de convivencia ,, meu ex marido me traiu quando eu estava gravida da minha segunda bb , logo no comecinho da minha gravidez eu descobri pelo celular mensagens ,, e rede social ! No momento nao sabia nem oq fazer mais a gente discutiu muito ele chegou ate me bater po que eu estava muito alterada ele veiu puxou meu cabelo e me bateu chegou ate dar uma joelhada na minha barriga e depois que ele me bateu so parava em hospital despois q isso aconteceu fiz um ultrasson q constou um mancha na cabeca da minha bb e so almentava cada vez mais , ele continuou a me trair foi a. onde eu nao estava aquentando mais estava entrando em depresao foi a onde ele me abandou gravida com uma filha pequena eu sozinha sem nenhuma ajuda meus parente morava longe tive que ir morar com minha mae por que ele n quis me ajuda em nada e na minha gravidez sem fiu provocada pela a amate e meu ex,, n pudenfazer nada por que so para em hospital por provocacao deles e pelo q ele me fez ,, eu so queria fika em paz por que minha bb estava correndo risco dentro de mim,, hoje minha bb tem 8 meses e n senta n pega as coisas nem vira na cama ,,estou sofrendo muito com isso no diagnostico dela deu q ela esta com esquezeufalia labios aberto ,, tentei viver o longe mais possivel deles mas mesmo asim ele foi ate onde eu estava na casa da minha irma foi com a amante conciderei isso uma provocacao para eu me descontrolasse e perdesse minha razao,, falei q n ao queria passar por aquilo denovo ,, passou um tempinho uns dias ,, eles voltou a me provoca a me humilhar vindo na porta da minha casa! Gostaria de saber se eu posso tar ent ando eu um pedido de danos morais e humilhacao ? N to mais aquentando eles querem q eu perca minha razao mais vou me controlar o maximo possivel !

Anônimo disse...

Boa tarde Tânia .....
Sou casada a ha 8 anos havia um casal de amigos nossos q nao saiam da minha casa...a mulher sempre soube de minha intimidade pq eu acreditava ser amiga...foi qndo ela comecou a resconfiar de mim com o marido dela mais isso tdo fruto da cabeca dela pq ninguém nunca percebeu nada nem meu marido bom ela enfiou isso na cabeça e nao tira o fato é algumas vezes q chamou para sair com ela e com o marido junto disse q era o sinho dele fazer sexo c duas mulheres ...bom com tudo isso fui me afastando e pedindo p meu marido se afastar deles foi qndo eles vieram pedir um favor e nao deixei meu marido fazer foi qndo tda história veiio a tona ...bom ai q esta temos amigos em comum e esta fazendo todos virar a cara p mim e pararem de falar comigo... falando coisas q nao existe com palavras me difamando o que eu devo fazer? tenho emails dela me xingando...o quem mais esta saindo prejudicado e meu marido alen de tudo quem rla diz esta sendo trqido e ele....o q faco??

Anny disse...

Boa noite! Tania eu sou casada a 2 anos e descobri que meu esposo mantinha um relacionamento com outra que mora na rua de cima da casa da minha mãe em agosto resolvi me separar de entrando na justiça pedindo a separaçao conjugal e dos bens, antes de nos separarmos eu estava gravida e me separei por motivos que minha gravidez e de risco e a mulher que ele tem esse caso começou a me incomodar a atingir minha paz qndo me separei em agosto ela tinha me dado mais paz nunca mais tinha a visto so que não sei se foi pq ele tinha terminado com ela ou algo do tipo ela voltou a me incomodar ate querer me afrontar na rua e nos ambientes que ando ela tenta queria saber um modo de manter ela longe pois ela me estressa eu fico de maos atadas por motivos da minha gravidez e acabo parando em hospitais com estresse elevado

Anny disse...

Boa noite Tania e o seguinte me separei do meu marido por motivos dele ter outra então resolvi pedir a separação e tudo pois a mulher que ele me traia ja vinha aprontando umas e pra ter paz e não vim a prejudicar a saúde do meu filho pois estou gravida resolvi me separar so que de uns dias pra cá essa mulher que e ate mais velha que eu voltou a me incomodar me encarando dizendo coisinha que estão me incomodando e que estão atingindo minha saúde pois me estressa e me deixa adoecida e adoece meu bebe ate pro hospital eu ja fui por nem poder revidar esse tipo de provocação e nem saber como agir dentro da lei eu queria saber um modo de fazer ela parar pq o que ela quer ja vi que e briga mais eu realmente nao vou brigar por meu ex com ela pois nao qro mais nada com ele e tbm não qro afetar a saúde do meu filho ... Queria saber um modo de mater essa louca longe ate pq minha gravidez ja e de risco.

Tânia Defensora disse...

Jéssica

Você deve imediatamente registrar um boletim de ocorrência contra ele, pois, isso é violência doméstica. Humilhar é violência psicológica. Assim, que você tomar essa providência, peça as medidas protetivas para que ele fique longe de você.
Ele registrou a criança?
Se não você deverá propor uma ação de investigação de paternidade cumulada com pensão alimentícia.
Só depois disso, você deve propor uma ação de indenização, mas lembre-se tudo depende das provas que você tem contra ele.
Deus te ilumine e te dê força.

Anônimo disse...

Boa tarde Tânia tenho um relacionamento com um homem casado q não tinha mais nada com a esposa pelo q me disse hoje já divorciado fiquei saber e tenho provas q me trai fotos no facebook dela dos dois e msgs com el não moramos juntosestamos juntos há 11anos e temos dois filhos me proibi de tudo não me deixa sair nem de me arrumar.Gostaria de saber se posso pedir pensão ou indenização por damos morais estou muito expressiva e angustiada sem contar q ela meliga ou manda msgs para mim largar dele e deixar eles em paz. O q faço

Tânia Defensora disse...

Anny

Boa tarde,você pode promover uma ação cautelar inominada para mantê-la afastada de você, mas você precisa ter indícios de que ela é quem te provoca.

Registre um boletim de ocorrência, se você tiver testemunhas para comprovar melhor.

Procure a Defensoria Pública para te orientar melhor.

Boa sorte! Deus proteja a você e a seu bebê.

Tânia Defensora disse...

A você que confiou na palavra de um homem casado que lhe disse que "não tinha mais nada com a esposa..."

Você pode alegar que foi enganada, mas é muito difícil convencer o juízo de que você foi vítima. Apenas ouvindo testemunhas é que ajudará o Juízo a sentenciar a favor de você.

Quanto a pensão é perfeitamente cabível. Ele registrou essas crianças? Se ele tiver registrado, você conseguirá uma pensão rapidamente. Se ele não tiver registrado vc terá que propor uma ação de investigação de paternidade.

Ele não pode proibir você sair e de te arrumar, se ele o fizer novamente registre boletim de ocorrência.

Boa sorte!


Anônimo disse...

Coloquei um espião no meu computador e descobrir que meu marido só vê, porno de travestis, e conversa com travesti no bate babo da uol, fiquei nem sei me expressar, gostaria que vc me ajudasse.

Tânia Defensora disse...

Qual a sua ideia?

Se você deseja separar e quer pedir uma indenização, deve printar a página. Chame alguém confiável (cuidado, muito cuidado com isso) que entenda e prepare provas para uma possível ação.

Se você ainda não sabe o que fazer, está na dúvida se ficou só no campo virtual ou não, sugiro uma conversa franca.

Conheço muitos casos de fetiches virtuais.

O homem ou a mulher é formada por pensamento, sentimento e vontade. Tudo isso junto acaba em ações.

Seu marido é adicto por sexo? Há tratamento para isso. Procure ajuda psicológica para o casal.

Se acha que isso não vai resolver, procure uma religião, pois, cuidar do espírito faz bem.

A matéria (corpo) um dia acaba.

boa Sorte!

Anônimo disse...

Tânia boa noite, depois de 25 anos de casada, descobri que meu marido mantém encontros esporádicos com uma amiga dele de muitos anos, casada há 28 anos, há 1 ano tiver que sair de casa para poder cuidar da minha saúde, entrei em depressão, estou em tratamento até hoje, e fazendo terapia, ele me pede perdão e fala que virou conselheiro sentimental dela, ele é advogado e fala que já que eu não quero perdoá-lo, não compensa separar, para que eu passe a receber a pensão dele integral após a sua morte, ele estipulou a minha pensão em R$ 740,00 reais e disse que iria manter o plano d saúde pela OAB, mas descontou 240,00 do plano de saúde e 200,00 dos remédios que comprei do cartao de crédito dele, me passando somente 300,00 reais. Ele entrou com Ação contra a prefeitura, e está para receber o retroativo da aposentadoria dele de 12 meses, eu teria direito?
Trabalhei por 15 anos, e logo após o casamento em 1988 parei de trabalhar e virei dona de casa, mãe e esposa em tempo integral, agora só vou aposentar daqui 5 anos e com 1 salário minimo. Pois, quando eu pedia para ele pagar INSS para mim, ele falava que não precisava.
Tenho email dele pedindo perdão para mim e nossos 3 filhos, e confessando o caso com essa mulher.
Tenho chance se entrar com pedido de indenização e os meação dos valores que ele está por receber?
Agradeço a sua atenção

Anônimo disse...

Bom dia, Tania fui traida e consegui ter acesso ao celular com mais de duzentas mensagens entre o companheiro e a amante em muitas eles me ofenderam e nada fiz pq em uma delas ela ameaça e solicita para me avisar que seu continuasse a dizer que iria contar para o marido dela, iria colocar gente dela na parada, isto tudo pq é da policia civil. E Me calei com este maldito que ainda assina embaixo e me ameaça dizendo que eu não sei com quem eu estou lidando. O que faço? Estas mensagens que guardei em um arquivo poderão ser usadas em uma defesa em futuro processo. Ele quer metade da casa que comprei e ainda estou pagando. Mesmo estando financiada e sendo paga com meu dinheiro corro o risco de ter q vender o imovel e ter que procurar outro para morar com nossa filha menor? Me ajude por favor ?

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Lamento por tudo que vc está passando.
Acho que as mensagens poderão ser usadas num futuro processo para vc conseguir uma indenização por traição, mas não no processo de dissolução de sociedade de fato, para evitar a partilha de bens.
Hj em dia a legislação é muita clara, pois, adultério não é crime mais, portanto, ele não é considerado o causador da separação.
Existe sim o risco de ter que vender o imóvel mesmo sendo financiado para dividir com ele.
Mas tanto ele como ela podem ser processados pelo dano moral causado a você. O êxito da ação depende de provas.
Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Eu acho que a advogada é você e não o seu marido rsrsrs
Bom, você já tem a confissão dele a respeito da traição, isso é ótimo. Cuide bem do computador porque nesse tipo de ação a Justiça costuma fazer perícia. De qualquer forma imprima os e-mails e guarde várias cópias em diferentes lugares.
De fato, em alguns pontos ele tem razão no quesito pensão integral, se você se separar agora e ele vier a falecer, você vai continuar ganhando somente a pensão.
Faça uma avaliação.
Até que ponto é importante a separação?
A depressão veio com a descoberta do caso extraconjugal ou com a questão de não conseguir perdoá-lo?
Já parou para pensar a respeito disso?
Será que o perdão não iria fazer bem a sua saúde?
Perdoe-me se mexo em algo que você não gostaria de refletir, mas acho que é pertinente vc fazer esse balanço.
Boa sorte e fique com Deus!

Anônimo disse...

Sou casada há 40 anos, ha 3 anos meu marido tem uma amante,só que eu descobri há 1 ano atrás.

Estive doente por um longo tempo, engordei muito , mas agora já me sinto um pouco melhor.

Descobri que ele anda pesquisando comprar um casa , só que ele não comentou nada, mas agora vi que ele recebeu um e-mail da amante ,mostrando uma casa para comprar.
Quero saber se ele colocar a casa no nome da amante , tem como eu reverter e impedir .

Como faço para descobrir se ele enviou dinheiro para a compra.

Choro todos os dias ,pois amo demais o meu marido.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Muito difícil conseguir reverter, mas há meios de descobrir se ele enviou o dinheiro para a aquisição do imóvel.
Ele declara imposto de renda não?
Há como cruzar informações.
Já tentou conversar com ele a respeito do assunto. Como vc disse que o ama, deveria demonstrar como está sentindo com essa traição, sem acusações.
Que Deus lhe proteja!

Anônimo disse...

Boa noite.Me chamo Francyane. Gostei muito do blog, parabens. Preciso de uma orientação. Minha mãe traiu meu pai e minha irmã e eu descobrimos. A seguimos uma noite e a flagramos na casa do amante... Pra todos que perguntam pra ela ( minha mãe) o motivo da separação ela diz que foi porque meu pai bebia muito e batia nela, e que ele e a traia. Tudo isso é mentira dela. Somos filhas, tenho 24 anos e ela fala horrores do meu pai. Entramos em um acordo sobre a casa. Ela abria mão da parte dela na casa e em troca ela ficava com a casa da minha irmã. Para nossa surpresa ela foi na defensoria pra pedir a parte na casa dela sendo que ja tínhamos feito um acordo. Como devemos proceder? Ela e o amante querem tirar tudo do meu pai. Me ajude por favor!

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Lamento pela decepção e pela dor vivida, entretanto, juridicamente mesmo ela tendo traído o seu pai, ela tem direito à metade do que foi construído por ambos.
O que se pode fazer é avisá-la de que se ela não aceitar o acordo já firmado verbalmente, seu pai proporá uma ação de indenização pelos danos morais sofridos pela traição e que vocês serão testemunhas, acho que é um bom argumento para convencê-la.
Boa sorte e que Deus ilumine a família de vocês!

Anônimo disse...

Bom dia
Eu sou casada e vivo muito bem com meu esposo, só que fiquei sabendo que tem uma pessoa que está me acusando de ter tido um caso com o marido dela, e ainda disse que vai processar o marido por danos morais, eu não conheço ela, mas conheço o marido por ser meu amigo, e pelo que soube uma pessoa viu nós dois juntos e foi contar para ela que estávamos "ficando" e na verdade só conversávamos, foi uma fofoca que gerou algo bem maior do que possa imaginar, chegou ao ouvido dela que meu filho pudesse ser dele. Eu não sei o que posso fazer, porque se isso cair nos ouvidos do meu marido pode ter confusão em casa, mesmo ele confiando em mim, mas homem sempre fica com uma pulga atras da orelha. Também ouvi que ela iria pedir um exame de dna do meu filho, mas isso pode? Eu acho que quem pode pedir seria o marido dela, mas ele sabe que não é dele porque não tivemos nada. Não existe provas sobre nada, somente a palavra dessa pessoa que fofocou sobre nós.Por favor me responda se caso ela colocar ele em processo , isso iria me prejudicar também?
O boato ja esta espalhando e eu estou muito nervosa com isso, porque sempre tive uma conduta exemplar, o que devo fazer?
aguardo resposta, obrigada.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Lamento essa situação.
Somente quem tem interesse e legitimidade podem propor ação pedindo de DNA do seu filho, no caso o seu próprio marido.

Você pode propor uma ação penal privada contra ela pelo crime de difamação.

Faça uma notificação extrajudicial mencionando que você tem intenção de processá-la por esse fato caso ela confirme que falou para alguém.


Ou registre uma ocorrência em uma Delegacia, mas terá que dizer o nome de quem veio lhe contar sobre a difamação.

Ou releve tudo isso, porque fofoca quanto mais mexe mais se espalha.

Boa Sorte!

Aline disse...

Ola, Tania..bom dia!
Sou casada a 8 anos e peguei uma conversa do meu marido com a amante dele no cel....la dizia td que tinha rolado no dia em que se encontraram, alem de fotos das partes intimas que ela mandou pra ele, na conversa ela tambem citava meu nome, com ciumes de mim...
gostaria de saber se tenho alguma vantagem com essa conversa, se tenho como arrancar algo dela,
Obrigada..
Aline de Moraes

Tânia Defensora disse...

Oi Aline!
Acho que vc consegue sim. Veja essa postagem onde a traidora teve que pagar ao ex uma indenização, no caso, você pode usar o mesmo julgado para embasar seu pedido.
Boa sorte!

http://taniadefensora.blogspot.com.br/2011/09/mulher-traidora-condenada-pagar.html

Anônimo disse...

Oi Tânia, boa tarde. Fui casada durante 32 anos com um homem que admirava principalmente por sua retidão de caráter. Há 10 meses descobri que venho sendo traída há mais de 2 anos, e que ele vem dando "mordomias" a ela e pagando suas contas. Sou funcionária pública e abdiquei de várias oportunidades profissionais, tendo inclusive reduzido consideravelmente minhas possibilidades de ganhos financeiros em função de filhos casamento e da carreira dele. Hoje, aos 60 anos me encontro em vias de divórcio. Ele saiu de casa há pouco mais de 6 meses alegando que quer ficar só e que não está feliz no casamento. Não preciso falar da dor e do sofrimento que venho experimentando (que são imensos). Propôs irmos a um advogado para consumar o divórcio e fazer a partilha de bens. Quer que eu fique na nossa casa durante um tempo de aprox. 2 anos até nosso caçula terminar os estudos. Não tenho condições de manter a casa só com meu salário. Meu padrão de vida cairá consideravelmente e pra manter a casa terei que utilizar da poupança, o que não acho justo. Preferia vende-la o que também vai doer. Ele não quer, quer que permaneça numa espécie de condomínio. Além disso, existe o plano de saúde. Eu teria que iniciar um novo plano (atualmente sou dependente do plano empresarial que ele tem)que vai sair caro, se for do mesmo padrão em função da idade e do Diabetes que adquiri há 1 ano.
O que você poderia me aconselhar, principalmente em termos financeiros? Tudo isso é muito injusto quando acontece aos 60 anos. Não tenho mais tempo hábil para fazer crescer uma carreira de certa forma negligenciada em prol da família, e se usar as reservas pra viver, como será o futuro? Ele fica com metade do patrimônio, mas tem condições de continuar o aumentando e eu terei que fazê-lo ir decrescendo nessa fase da vida?

Tânia Defensora disse...

Sinto muito pelo que você está passando...

A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.

O que mais está te incomodando?
A perda do seu marido ou o decréscimo no padrão de vida?

Há 10 meses descobriu que ele te traía e aí? O que você fez a respeito? Conversou com ele, demonstrou seus sentimentos?

Se não, pelo menos juntou provas da traição?

Há seis meses ele saiu de casa e só agora estão conversando sobre o divórcio?
Não se falaram durante esse semestre?

Não há a menor possibilidade de reatarem essa relação, juntarem os cacos e começarem de novo? Ao menos pensou nessa possibilidade? Ele não é mais tão moço também...ou é?

Porque ele não quer vender a casa? Qual é o interesse em mantê-la em condomínio?

Qual é o grau de apego que ele tem aos bens materiais? E você?

O que é que você quer?

1.Divorciar-se não abrindo mão de nada?

2. Divorciar-se abrindo mão de um certo conforto?

3. Não divorciar, continuar vivendo como está com o risco de agravar seu estado de saúde?

Se for a primeira, prepare-se para uma longa disputa judicial, você vai ter que dizer em que termos quer este divórcio, deixando claro que não vai admitir que o seu padrão de vida caia.

Se for a segunda, conforme-se com o decréscimo do padrão de vida, mas pelo menos terá paz e tranquilidade.

Se for a terceira ... não sei qual é o estado de saúde dele, mas você já disse que tem diabetes, portanto, é bem possível que ele viva mais que você...

Anônimo disse...

Boa noite!!!! Estou lendo seu blog e me deu uma tristeza ainda maior!!!! Quantas com casos como o meu! Sou casada há 35 anos, e há 4 meses descobri por mensagens gravadas e escaneadas que meu marido tem um relacionamento há mais de dois anos. Conversamos....choramos muito...Ele me confessou que faz um cinco anos que não me ama mais e que nem gosta de ficar perto de mim.Criei nossos filhos e sempre fui dina de casa até 7 anos atras que com filhos adultos fui fazer faculdade e hoje em dia trabalho, embora meu ganho seja 1/4 do que meu marido ganha. Pergunto: estou decidida a me separar, meu marido posa de coitado....embora eu ainda o ame não consigo confiar mais nele, me sinto muito triste...e não sei que caminhos tomar em primeira mão. Temos um apartamento e o carro que é dele e tres filhos, que estão independendentes. Grata

Anônimo disse...

Tania, Por favor, veja se pode me ajudar: Vivo com uma pessoa a 17 anos. Estamos nos separando por motivo de adultério. Ele tem 57 anos e eu 43. Temos uma filha de 9 anos. Ele recebe R$4.700,00, sendo R$2.100 de Aposentadoria do INSS e R$2600,00 de salario na empresa em que trabalha. Resolvemos nos separar consensualmente, porém, Hoje a advogada dele me ligou dizendo que ele está me oferecendo R$800,00 de pensão. Nossa filha sempre estudou em escola particular (por vontade do pai), sempre fez balé, natação e música, e, alem disso, sempre viajamos, passeamos e mantivemos este padrão de vida por vários anos. O fato é que, com certeza, com este valor, não consigo sequer mante-la na escola em que estuda. Quando falei isto para a advogada dele ela me disse a seguinte frase: "Isto é da vida" - Agora vocês terão que se adequar a uma vida bem mais simples". Gostaria de saber se isto realmente procede, uma vez que, eu e minha filha dependíamos dele? Então ficamos as duas com R$800,00 e ele com R$3.900,00? O que devo fazer? Não tenho como contratar um advogado para me acompanhar nisso. Por favor, me deem uma luz. Obrigada.

Anônimo disse...

Bom dia.Meu marido se envolveu com outra mulher a mais ou menos um ano.Descobri tudo em setembro, onde essa mulher me humilhou com palavras e também falou muitas ofensas a minha filha q tem apenas 5 anos.So q na ocasião ele me disse q havia terminado tudo com essa mulher. Quando foi em novembro, essa mulher descobriu q ele ainda estava casado comigo, e comecou a liga para minha casa e para casa de minha avó, inclusive de madrugada. Comecou a me enviar várias mensagens no facebookcontando o q fazia com ele e me ofendendo.Ate posta ofensas publicas a mim no facebook dela ela postou, debochando d mim, fazendo ofensas e me mandando arruma um trabalho e larga meu marido.Agora no fim do ano ela colocou uma foto dos dois juntos como foto do perfil dela sendo q ele ainda esta comigo, mais ele também nao faz nada pra mudar essa situação e nem se separa de mim.Tenho fotos dos dois e também todas as mensagens arquivadas, inclusive as ofensas a mim no face dela.Gostaria de saber o que posso fazer, pois prettendo processar os dois, pois sofri humilhacoes, estou depressiva e várias outras coisas.Obrigado

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Lamentável tudo isso...

Tem certeza que não quer preservar seu casamento?

Se ele ainda está com você é sinal que ele não a quer e isso deve irritá-la profundamente.

Talvez as postagens sejam com fotos antigas, de quando eles ainda estavam juntos.

Lembre-se que ele irá continuar sendo o pai de sua filha para sempre.

Enquanto que ela será uma pessoa que passou pela vida dele, nada mais que isso.

Posso te assegurar que o processo não vai fazer que sua autoestima se eleve ou com que você saia da depressão, pode simplesmente lhe dar uma sentença favorável, ou seja, condenando ele pela traição e ela por injuria ou algo parecido.

Um processo leva anos para ser solucionado...

Tente investir essa energia, tempo e dinheiro em algo positivo para sua vida!

O direito está do seu lado, se é isso mesmo que você quer, procure um advogado ou Defensor Público com as provas e os processe.

Que Deus te ilumine.


Tânia Defensora disse...

Saudações a vc que está se separando
e que a proposta de pensão é de R$ 800,00

Só agora vi que deixou uma pergunta.
A pensão alimentícia deve ser proporcional a capacidade de quem paga e as condições de quem recebe.
Cada caso é um caso.
O juiz irá analisar se o pai tem condições de pagar uma pensão maior e você terá que provar que ele pode pagar mais de R$ 800,00.
Se você tem como provar, não faça o acordo, vá para o litigioso, ou então, vc poderá discutir a pensão em outro momento, em outro processo se tiver pressa que saia o divórcio.

Mas se o interesse maior for dele, não assine o divórcio e peça uma pensão maior.

Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

A você que está se separando e ganha 1/4 de que seu marido percebe

Só hj vi a pergunta.
Então, você mal ou bem tem uma renda e se os filhos estão criados, acho pouco provável que vc consiga uma pensão alimentícia em decorrência da igualdade entre homens e mulheres após a Constituição de 1988.
Mas com certeza a meação dos bens você tem direito e não abra mão deles ainda que seja pelos filhos.
Procure um bom advogado ou Defensor Público.
Boa sorte!

Anônimo disse...

ola, sou casado ha dez anos mas devido uma traiçao de um ano de minha parte, minha esposa quer separar, moramos numa casa em construçao dos meus pais, QUAIS OS DIREITOS DELA E MEUS, QUEM FICA NA CASA, E AS CRIANÇAS QUE HOJE TEM MAIS CONTATO COMIGO.

Tânia Defensora disse...

Boa tarde!
Hoje não importa mais quem traiu, se foi a esposa ou o marido isso não interfere na partilha e tampouco na guarda dos filhos.
Como a casa é do seus pais, é coerente que você fique na posse do imóvel, mas para evitar contendas judiciais, proponha colocá-lo em nome dos filhos.
Tudo que foi adquirido na constância da união deve ser dividido em partes iguais.
Boa sorte!

vera ribeiro disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Bom dia Tânia,
Sou casado há 26 anos, depois de 9 de namoro. Infelizmente numa fase difícil do meu casamento, entrei em um site de relacionamento e conheci uma mulher muito esperta e inteligente. Cai como um idiota na lábia dela e quando percebi que era oportunista, tentei terminar, mas ela começou a ameaçar bater em minha porta. Sei que fui covarde e por 5 anos consegui impedir que a ameaça se concretizasse, levando-a para fora da minha cidade em passeios escondidos e rápidos ou qnd ia fazer revisão do carro na cidade dela, passavamos o dia em motéis. Ela começou a falar que não tinha mais tempo para outro relacionamento na vida, que já estava com 48 anos e não me deixaria mais. Começou a a vir para uma cidade vizinha, ficando hospedada num hotel e falava que eu tinha que ir vê-lá, senão bateria em minha porta. Eu ia, ela tirava fotos durante nossas relações. Até que tive um infarto em 2011 fiquei uns 6 meses sem encontrá-lá. Qnd melhorei, voltou a me pressionar, mas minha esposa tb ficou doente com hipertireodismo e água na pleura e me afastei dela novamente. Faltou falar que amo minha esposa e conheço meu erro. Após a doença de minha esposa, tive uma trombose e amputei minha perna esquerda. Mesmo assim, faz 3 anos que não a vejo, ela alugou para minha casa e falou com minha esposa que queria falar comigo, não aguentei e briguei com ela no telefone e contei tudo para minha esposa que apesar de muito chateada, decidiu ficar ao seu lado. Agora a outra disse que daí me cobrar pelos 8 anos que tivemos esse "relacionamento". Me liga todos os dias fazendo ameaças, perturbando a paciência de minha esposa e de meu filho de 26 anos. O que ela pode conseguir com essas fotos? Ela pode conseguir algum laudo com a irmã que é médica e pedir danos morais? Gostaria de ler sua opinião?

Grato,

FLSS.

Tânia Defensora disse...

Oi Vera!

Lamento pelo que está passando.

Então, para obter êxito nos processos de indenização por danos morais é necessário produzir provas da relação extraconjugal e danos sofridos.

O processo é demorado, talvez, o benefício financeiro que esta contenda possa lhe trazer não compense o sofrimento da demanda.

Vingança não alivia a dor. A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional. Pense nisso.

Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

FLSS

Saudações!

Se tem alguém que deve pedir indenização aí, esse alguém é você.

Você teve um infarto, amputou a perna, sua mulher esteve doente ...(será que inconscientemente ela já não desconfiava de algo errado na relação de vocês?)

Acho pouco provável que ela consiga êxito na ação, principalmente, se sua esposa estiver ao seu lado.

Que Deus lhe conforte e abençoe sua família.

Anônimo disse...

ola, sou casada ha 5 anos e meio, e durante td esse tempo meu marido vive me traindo, arrruma mulheres , sai de casa, e depois volta, isso aconteceu por quatro vezes me expóndo perante a sociedade, nessa ultima vez tive um surto, faço tratamento psquiatrico, e psicologico, durante tds esses anos nao trabalhei fora me me dediquei ao meu lar, e nao tenho saude mental nem fisica pq tenho crises de coluna que me deixam sem andar por alguns dias, nao temos bens adquiridos, porem ele recebe 4 mil reais, sou casada com comunhao parcial de benns, o que devo fazer? tenho o print dele no outro face que ele fez qd casado comigo, tenho direita a pensao por nao ter como me sustentar, por ter ficado doente psicologicamenrte e pedir indenizaçao por danos morais?

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Para propor ação de pensão alimentícia é sempre importante que se coloque na petição inicial pelo menos uma estimativa de ganho do seu marido, a profissão e o local onde ele trabalha. Pela situação que você descreveu acho que tens chances boas de conseguir uma pensão.

Para pedir indenização por danos morais é importante que ele tenha bens em nome dele, carro ou imóveis, pois, esses bens poderão ser penhorados, caso você tenha sucesso na ação. Tire cópia de todos os documentos que comprovem essas propriedades.

Tudo depende de prova. Tenha paciência para conseguir isso tudo, depois que você tiver com todas as provas em mãos, aí, se realmente for isso que você quer, procure um advogado ou defensor público.

Boa sorte!
Boa sorte.ções!

Anônimo disse...

Solicito uma orientação.

Um imóvel foi adquirido e pago integralmente pelos noivos antes do casamento, mas só registrado no RGI no nome do casal depois. O casamento foi realizado sob o regime de comunhão parcial de bens.
Desejo saber, se esse imóvel deve entrar no rol de bens para ser partilhado por ocasião do divórcio, tendo em vista não ter sido adquirido onerosamente na constância do casamento.

Na escritura de promessa de compra e venda, consta a forma de pagamento e na escritura definitiva consta que houve a quitação.

Ainda não estou sendo representada por advogado e tenho interesse em mover uma ação de divórcio. Sendo assim, preciso dessa informação, para saber quais bens imóveis que deverei fazer constar.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Carla casamento é parceria, é cumplicidade e é dever dos cônjuges se ajudarem mutuamente.

Se o teu marido não está trabalhando temporariamente porque perdeu o emprego e não consegue obter outro é uma situação, agora se o fato de não trabalhar virou rotina é outra bem diferente.

Se ele é saudável e não há nada que o impeça de trabalhar acho difícil que algum juiz estabeleça a obrigação de você pagar pensão ao mesmo, a menos que ele forje provas.

Boa sorte e que DEUS te ilumine!

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Teoricamente os bens adquiridos onerosamente são os que devem ser partilhados.
Mas pelo o que você descreveu o imóvel foi pago pelos noivos antes do casamento, então é justo que se partilhe em igualdade de condições ou no mínimo da forma como foi pago.
DEUS te ilumine.

Marianna disse...

Boa Tarde,Fui casada por 6 anos, estávamos juntos a 9 e temos um filho de 6 anos, vou entrar com divórcio.
Meu ex-marido foi embora de casa a 1 mês no dia da festa de aniversário do meu filho e estragando a festa por causa da nova amante porém ele tem sido cauteloso nesse novo caso, tenho emails e mensagens dele confirmando traições até 2 anos atrás, se eu conseguir fotos desse novo caso, consigo danos morais?

Anônimo disse...

Minha situação diferente, mas acredito que alguém deve de ter passado por algo parecido: meu atual "namorado" está sendo ameaçado por sua ex-mulher que diz ter provas da traição dele, nas ela ja havia abandonado o lar, mas com a chave da casa sempre entrou na hora que quis; quando eu o conheci, estava eu, ele e a irmã dele, ele chegou me chamando de palavras de baixo calão sem eu ter nenhum tipi de relação com ele, me agrediu com um tapa, mas por ela estar supostamente grávida o que em dias depois ligou dizendo que havia perdido a criança, eu não lhe devolvi o tapa, há mais de meses ela fica com ameaças e não quer dar o divórcio e disse que se precisar vai fazer muito drama para receber uma indenização e tirar tudo da casa, agora me diga, o que poderíamos fazer nessa situação?

titao_sk8 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tânia Defensora disse...

Olá vivia com a minha mulher a 13 anos temos uma filha eu peguei ela me traindo no Facebook tenho até fotos dela se beijando com ele peguei toda para provar... A minha filhinha e especial Tá sendo muito difícil pra mim a minha filha mora comigo ela não tem casa eu falei que processala e procurar meus direitos ela falou pode ir eu não tô nem aí.. O que eu faço tô com tanto ódio dela... Posso processala pedir endenizacao ou pensão alimentícia.. Me ajude

Saudações!
Você poderá processá-la sim, e inclusive pedir pensão alimentícia, se você ficar com a guarda da sua filha.
Demonstre a infidelidade dela na ação tão somente se você pretender a indenização porque na ação de pensão alimentícia não importa que haja traição.

Boa sorte e que Deus lhe dê força para suportar tal provação.

Anônimo disse...

1/2 - Tenho uma união estável ha 15 anos. Sempre fui independente e trabalhadora. No começo nossa relação era normal mas com o tempo ele passou a me tratar de forma fria. Mentia. Me manipulava. Me dizia que homem so tem amizade com mulher se o homem tiver interesse e assim me afastou de todos, amigos e amigas. Em 2003 engravidei e ele me atormentou por meses que eu deveria abortar. Claro que nao abortei e passei a achar que ele tinha um caso com uma amiga do trabalho, ja que segundo ele isso nao era normal e ele deixava de almoçar comigo que trabalhava perto pra almoçar com ela. Tive depressao pós-parto, fiquei muito mal porque descobri que por problema de saude nao poderia voltar a trabalhar. Fui apoiando ele a melhorar de vida.
Descobri que mesmo dizendo que não almoçava mais com a tal ele almoçava. Joguei todas as roupas dele na porta da empresa. Ele me convenceu que eu pegava no pé dele e que nao havia nada demais.
Ele mudou de emprego e começou a fazer uma nova faculdade, que eu o inscrevi, matriculei e apoiei já que justificava que seu mal humor constante era porque não era formado no que gostava. Cheguei a sentir melhora de saúde, coloquei DIU e ia voltar a trabalhar mas então eu engravidei, com o diu, e fiz terapia pra poder suportar toda o sofrimento que passei. Tinhamos muita crise porque ele sempre queria sexo mas não havia carinho. Ele dizia que devia separar. Eu não conseguia. Como alguém que não me toca, não me beija quer que eu me deite ao lado dele e mantenha relação? Enfim, resumindo, passei a confiar mais nele e em mim, ?!, e não me importando que ele saisse de sexta feira com os amigos para o happy hour. Ele me incentivava a ficar em casa com as meninas pois ele foi criado por uma mãe que não trabalhava... Ele dizia que não seria legal eu ir pois era conversa de homem e ele teria que me dar atenção e não ficaria a vontade com os caras. No começo do ano descobri que ele mentiu que havia ido trabalhar e ele voltou pra casa implorando pra perdoar, que nao estava fazendo nada de errado..., que sente vontade de sair, de ir pra balada, que nao faz nada de errado, enfim, perdoei. Depois do carnaval descobri novamente que mentiu só que desta vez ele desligou o celular gritando que eu enchia o saco dele, que pegava no pé e que nao estava fazendo nada de errado.

Anônimo disse...

1/2 - Tenho uma união estável ha 15 anos. Sempre fui independente e trabalhadora. No começo nossa relação era normal mas com o tempo ele passou a me tratar de forma fria. Mentia. Me manipulava. Me dizia que homem so tem amizade com mulher se o homem tiver interesse e assim me afastou de todos, amigos e amigas. Em 2003 engravidei e ele me atormentou por meses que eu deveria abortar. Claro que nao abortei e passei a achar que ele tinha um caso com uma amiga do trabalho, ja que segundo ele isso nao era normal e ele deixava de almoçar comigo que trabalhava perto pra almoçar com ela. Tive depressao pós-parto, fiquei muito mal porque descobri que por problema de saude nao poderia voltar a trabalhar. Fui apoiando ele a melhorar de vida.

Anônimo disse...

2/3 Descobri que mesmo dizendo que não almoçava mais com a tal ele almoçava. Joguei todas as roupas dele na porta da empresa. Ele me convenceu que eu pegava no pé dele e que nao havia nada demais.
Ele mudou de emprego e começou a fazer uma nova faculdade, que eu o inscrevi, matriculei e apoiei já que justificava que seu mal humor constante era porque não era formado no que gostava. Cheguei a sentir melhora de saúde, coloquei DIU e ia voltar a trabalhar mas então eu engravidei, com o diu, e fiz terapia pra poder suportar toda o sofrimento que passei. Tinhamos muita crise porque ele sempre queria sexo mas não havia carinho. Ele dizia que devia separar. Eu não conseguia. Como alguém que não me toca, não me beija quer que eu me deite ao lado dele e mantenha relação? Enfim, resumindo, passei a confiar mais nele e em mim, ?!, e não me importando que ele saisse de sexta feira com os amigos para o happy hour. Ele me incentivava a ficar em casa com as meninas pois ele foi criado por uma mãe que não trabalhava...

Anônimo disse...

3/3 Ele dizia que não seria legal eu ir pois era conversa de homem e ele teria que me dar atenção e não ficaria a vontade com os caras. No começo do ano descobri que ele mentiu que havia ido trabalhar e ele voltou pra casa implorando pra perdoar, que nao estava fazendo nada de errado..., que sente vontade de sair, de ir pra balada, que nao faz nada de errado, enfim, perdoei. Depois do carnaval descobri novamente que mentiu só que desta vez ele desligou o celular gritando que eu enchia o saco dele, que pegava no pé e que nao estava fazendo nada de errado. As 6.30h eu liguei e ele atendeu, acordei ele, pois é, ele chegou as 9:00h dizendo que estava usando lsd, que foi pra uma balada e que estava na casa de amigos. Que esta situação estava ruim e seria melhor nos separarmos. Mas continuou em casa, esperando que as filhas recebessem e aceitassem a ideia. Ele continuou mantendo relações comigo e eu acreditando que ele iria voltar atras já que ele dizia que iria querer testar ficar sozinho mas sabia que se arrependeria e iria me procurar. Antes da páscoa confirmei não só que ele estava me traindo mas namorando fazia 4 meses. Que enquanto dizia que me amava via facebook também dizia a ela. Ela o incentivava a separar e dizia nao se importar em ser amante. Ele também me expos na academia aqui perto de casa contando os casos que tinha, li isso tambem, ele confidenciou a irmã, e via a conversa dele com a amante, de que a amante não queria filhos pois ela detesta criança. Eles postavam mensagens de carinho e amor no face como namorados, mas era bloqueado para que eu não visse. No domingo de páscoa dei uma basta. Liguei pra ele pedindo que aproveitasse que as crianças estavam na casa da mae dele para vir em casa porque eu queria conversar com ele. Ele atendeu cheio de marra dizendo que nao viria e que eu so queria mandar nele... então eu disse que sabia que ele teve um caso com a menina do trabalho, aquela que desconfiei no início e que ele afirmou pra irmã dele que teve um caso com ela por 9 anos. Ele veio e ainda teve coragem de mentir que nao, que eu teria que provar. Mostrei as telas salvas com as confidencias e entao ele não só afirmou caso com elas como disse que teve umas 25 mulheres. Pedi que pegasse suas coisas e saísse. Ele me disse que se essa amante encher o saco ele troca, portabilidade. Minhas preocupações: Ele mantinha relação com sua amante, pra quem dizia ser fiel e nao ter mais nada comigo, sem preservativo. Minhas filhas terem contato com uma mulher que não gosta de mim e nem de crianças. Minha dor: Ter sido traída, manipulada, enganada. Eles ainda estão juntos. Eles trabalham na mesma empresa e todos lá sabiam que eles namoravam, menos eu. Tenho vontade de postar no meu face todos os posts que eles trocaram bem como todos os que me mandou. Também tenho o audio do dia que saiu, admitindo a traição não só a mim. Minha dor é física. Meu peito dói. Me sinto sozinha e perdida.

Anônimo disse...

Parece que só vou me sentir bem se publicar no meu face, assim como ele e ela publicam e me expoem, a verdade. Não sei no que isso implicaria mas sei que estou morrendo aos poucos com isso.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Sinto muito por tudo que você vem passando a 15 anos.

Na verdade sua relação nunca foi estável...perdoe-me em dizer isso a você... mas esteve esse tempo todo ao lado de alguém que jamais te respeitou porque você permitiu que ele se comportasse inadequadamente.

Ora...você mesma admite que era independente e trabalhadora...então porque continuou mantendo um relacionamento fadado ao fracasso?

Agora é hora de agir e não mais se lamentar ou ter autopiedade...

CHEGA!!! Dê um basta nessa situação!

Junte todas as suas forças e principalmente as provas que você tem e salve-as num HD externo.

Guarde-as num lugar seguro, fora de sua casa.

Só você pode curar a dor que você diz que é física.

Só você pode fazer seu peito parar de doer.

Você não está sozinha, Deus está te carregando e só você pode se achar.

Crie coragem, tome as rédeas de sua vida.

Procure um grupo de apoio: CODA, MADA, e ouça depoimentos de outras pessoas e você verá que você não é a única no mundo que passa ou passou por situação semelhante.

Procure um advogado e se não tiver condições de pagar por um, vá atrás da Defensoria Pública.

Publicar conversinhas deles no Face não vai resolver teu problema.

Tenho fé em você, acredite que você com a ajuda de um Poder Superior pode mudar sua vida.

Boa sorte!

Anônimo disse...

Olá! Gostaria de tirar uma dúvida. Bem, tenho uma conhecida que relacionou-se com um homem casado em seu trabalho. Devido a relação do mesmo estar bastante abalada eles vieram a se separar. Juntou-se com minha amiga, após isso iniciou uma era de declínio por parte dele, ficou desempregado a ex o colocou na justiça, etc. Ele encontrou amparo com minha amiga e sua família pois foi morar com ela na casa da mão dela. Lá parecia muito bem, passeios aos fins de semana, gastos e mais gastos mas ele parecia estar preocupado com sua própria situação. E minha amiga sempre o apoiando. Enfim , agora pós 4 anos de relacionamento ela engravidou e ele após ter conseguido um trabalho começou a relacionar-se com uma outra moça. Abandonou minha amiga por dias e ela entrou em desespero, desenvolveu um estado de catatonia todas as vezes que ficava nervosa. Ela estava cega. Ele voltou e continuou a trair, passou cerca de 4 dias, e tudo de novo. Essas semanas ela sofreu abuso sexual, não foi consumada a relação sexual pois ela gritou que estava grávida. O bandido estava armado e naquele momento tudo aconteceu pois ela estava sozinha. O Tal marido preocupou-se mais por remorso que por sentimento, e a levou pra casa da mae dele. Ontem ela ouviu ele dizer a sua mãe que não ama minha amiga, que apenas não conta os minutos para estar com a outra, pois ela tem tudo, casa, moto, bens materiais e trabalho que a minha amiga não tem. Ou seja, percebo que trata-se de um verdadeiro gigolô. Ele está deixando dívidas feitas no cartão da irma de minha amiga, viveu as custas da mãe de minha amiga, está fazendo ela passar por todo esse abalo psicológico e eles tem um carro que foi comprado em comum. Ela corre risco de perder a criança. Pergunto, o que ela pode fazer pra obter vantagem sobre essa situação de humilhação em que se encontra. Ela não o quer por perto, pois sua presença só faz mal. A partilha de bens do casamento anterior só começou a tramitar após 3 anos que eles estavam juntos. Ela pode ser beneficiada com a metade da parte dele? Ela pode denunciá-lo como estelionatário? Por favor, ajude-nos.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Sinto muito pela sua amiga...

Direito subjetivo de ação ela tem, pode pedir meação dos bens, argumentando que mantinha com ele uma relação durante o casamento dele com a ex esposa, tudo dependerá do juiz que for julgar o caso.
Há jurisprudência nesse sentido acho que até para desincentivar relações paralelas.
Veja a decisão:

http://taniadefensora.blogspot.com.br/2012/07/relacao-extraconjugal-gera-direito.html

Boa Sorte!

Anônimo disse...

Sou homem e penso que existe traição porque o mundo está errado. O cérebro humano não compreende fidelidade. Isso é imposição de religião. Futuramente, as pessoas vão se organizar a ponto de existirem casamentos abertos. Sexo casual faz bem para a saúde.

Anônimo disse...

Tania.. Por gentileza.. Estou entrando com um pedido de separação por ter sido traída..temos uma bebê de 9 meses ele me colocou para fora de casa pegou as chaves e ja mora com a mulher na mesma casa com todos os móveis que ei e ele compramos juntos.. como se não bastasse ela me manda mensagens ameaçando ir ao meu serviço.. me xingando e ofendendo.. ele também ja me ameaçou de todas as formas. Tenho cartas que ele escreveu para ela se declarando.. fotos das coisas dela dentro da "minha casa..".. mensagens que ela me enviou dizendo ser a amante dele.. e estar usando as minhas coisas junto com ele..Ganharia se pedisse uma indenização?

Tayná Trindade disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Ola Tania, em setembro de 2013 descobri que me marido tava me traindo. Ele disse que colocaria um ponto final e fomos viajar. Passamos quase um mês no litoral. Quando voltamos ela entrou em contato com ele alegando estar grávida, e ameaçando abortar. Ele esperou virar o ano e me contou. Depois disso minha vida virou um inferno. tentei manter meu casamento mesmo assim pois amo meu marido. Ela tem dois filhos ja um de cada pai, e o pai da filha ela fez o mesmo que esta fazendo com mdu casamento, ela fez um inferno na vida do casal e ele se separou e a ex-esposa entrou em depressão profundo e faleceu. E ele foi morar com ela depois disso. Ela começou com as chantagens meu marido que era uma gravidez de risco, nunca deixou ele acompanhar a suposta gravidez. Depois de um tempo a gravidez que ninguem via, era de Gêmea. E Chatageou ele ate ele sair de casa. Sofri muito, emagreci 25 kilos, passei a ter problemas de saúde. O stress era tanto que meu cabelo começou a cair.
Ela simulou 2 espancamentos e colocou a culpa em mim. Sendo que eu nem tinha forças pra levantar da cama, o que me manteve viva era a obrigação de cuidar do meu filho que na epoca não tinha nem 2 anos. Eu sempre dizia que ela não estava gravida, mas ele eatava cego pelo sonho de ter duas filhas... ai do nada ela simulou que perdeu uma das bebê. Ele ficou arrasado. Mas não tinha sentido.
Ela me mandava mensagens no whatsapp, tentou fazer com que meu marido se divorciasse de mim, ate pagou para uma advogada fazer o divórcio, mas ele não queria se divorciar. um dia depois do dia das mães depois do mu esposo dizer pra ela que me amava e que não se divorciaria. Ela surtou me mandou mensagens o dia todo, dizendo que entrou em trabalho de parto no banheiro, e o bebê tinha nascido na privada. Mandou fotos de uma bebê na uti falando que era a filha deles, achamos as fotos no google, assim como o ultrasom também. ela me infernizou dois dias, depois disse que a bebê faleceu e que havia doado o corpo da bebê para pesquisa do hospital. Ai foi quando ele descobriu toda mentira. Ai ele quiz voltar pra casa.eu não aceitei, me rovoltei. Estavamos namorando novamente desde agosto de 2014 novamente, mas cada um na sua casa. Eles trabalham juntos na mesma fabrica. mas ela continua me povocando, me infernizando, e para provar que quer ficar comigo ele voltou pra casa. Mas ela disse que não vai desistir de me separar dele, e de infernizar minha vida.
Tania o que posso fazer depois de tudo isso pra fazer com que essa mulher pare de tentar destruir minha vida.
Meu Marido esta em casa comigo, meu filho agora tem 3 anos e meio. E todo esse stress também esta afetando o piscicologico de meu filho que so agora saiu das fraldas e esta começando a falar...
Me ajuda por favor!!!!

Suele Pereira disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tânia Defensora disse...

Oi Tayná!

Lamento por tudo o que você passou.


Você poderá processá-lo sim, demonstre a infidelidade dele na ação tão somente se você pretender a indenização.

Boa sorte e que Deus lhe dê força para suportar tal provação.

Tânia Defensora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Defensora disse...

Oi Suele!

Ser traída pelo marido com outro homem não é nada fácil...

Para propor ação de indenização por danos morais será muito importante o "print" da página, mas penso que uma perícia haverá de ser feita no PC, portanto, preserve-o.

Você tem uma filha, portanto, ela terá direito à pensão alimentícia.

Importante que se coloque na petição inicial pelo menos uma estimativa de ganho do seu marido, a profissão e o local onde ele trabalha.


Para pedir indenização por danos morais é importante que ele tenha bens em nome dele, carro ou imóveis, pois, esses bens poderão ser penhorados, caso você tenha sucesso na ação. Tire cópia de todos os documentos que comprovem essas propriedades.

Tudo depende de prova. Tenha paciência para conseguir isso tudo, depois que você tiver com todas as provas procure um advogado ou defensor público.

Tânia Defensora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Defensora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Defensora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tânia Defensora disse...

A você que descobriu que seu marido te traía em setembro de 2013...

Sinto muito!
Admiro sua garra e determinação.
Essa mulher não tem o direito de continuar infernizando sua vida.

Tome uma atitude imediatamente. Registre um boletim de ocorrência por crime de ameaça: causar mal injusto e grave, é isso que ela está fazendo a você...e ao seu marido que já colocou um ponto final nessa relação insana.

Que isso? Síndrome de Maria de Nazaré da Senhora do Destino?

Credo... essas novelas globais são inspiradoras para gente desequilibrada hein?

Tome uma atitude antes que seja tarde... processe-a...

Que Deus ilumine você e seu marido.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

A você que tem um bebê de 9 meses: lamento por tudo!

Acho que você pode conseguir uma indenização por traição, mas depende de provas que você tenha.

Hoje em dia a legislação é muita clara, pois, adultério não é crime mais, portanto, ele não é considerado o causador da separação.

Existe uma possibilidade de ele ter que vender o imóvel mesmo sendo financiado para dividir com você.

Mas tanto ele como ela podem ser processados pelo dano moral causado a você. O êxito da ação depende de provas.

Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

Marianna

Saudações!
Lamento por tudo que você passou na festa de aniversário do seu filho.

Acho que as mensagens poderão ser usadas num futuro processo para vc conseguir uma indenização por traição.

Hoje em dia a legislação é muita clara, pois, adultério não é crime mais, portanto, ele não é considerado o causador da separação.

O êxito da ação depende de provas.

Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

A você que tem um namorado sendo perseguido pela ex

Ele pode propor uma medida cautelar contra ela determinando o afastamento dele e de você, com base no Código de Processo Civil ( poder geral de cautela).

Registre BO pela importunação e junte provas.

Boa sorte!

Anônimo disse...

TANIA ESTOU PRECISANDO DE ENVIAR PARA VOCÊ UM ASSUNTO PARTICULAR. PODE POSTAR SEU E-MAIL PARA QUE ENVIE O DOCUMENTO. ESTAREI AGUARDANDO SUA POSTAGEM.

Tânia Defensora disse...

Meu e-mail: taniamatos@dp.mt.gov.br

Anônimo disse...

Ola tania tenho 22 anos de casada e descobri que meu marido tem outra mulher a quase 2 anos ele jura q é mentira mas ela adora publica as fotos dos dois no face book minha vida hj é um inferno quero me libertar e gostaria de saber oq e como fazer.obrigado

Anônimo disse...

OI PRECISO DE SUA AJUDA,SOU CASADA MAIS DE 20 ANOS MEU MARIDO SEMPRE ME TRAIU MAS EU NUNCA VI PESSOALMENTE,MAS VI O PESCOÇO COM XUPAO UMA VEZ! ELE NEGOU ATE MORRER!!! BOM SE EU FOR RELATAR TODAS AS VESES QUE ME TRAIU VOU FICAR MESES ESCREVENDO!MAS EU SEMPRE ACREDITAVA QUE ELE IRIA SE ARREPENDER E MUDAR,POIS EU PRECISAVA DO MEU CASAMENTO,SOU SOZINHA NO MUNDO SEM PAI E SEM MAE,MINHA UNICA FILHA MORREU 24VHORAS APOS NASCER!!!DEPOIS DISSO FIQUEI GRAVIDA DE TRI GEMEOS E MEU MARIDO ME COLOCOU UMA DOENÇA VENEREA E PERDI OS BEBES E JUNTO PERDI A CHANCE DE SER MAE! POIS PERDI UM OVARIO E AS TROMPAS,TRABALHEI SEMPRE INCLUSIVE EM CONSTRUÇAO CIVIL COM ELE PARA SOBREVIVER!!! ADOTAMOS UM SOBRINHO DELE QUE HOJE JA ESTA ADULTO!E AMO COMO FILHO,MEU MARIDO CONTINUOU ME TRAINDO E ME EXPONDO
AO RIDICULO PARA TODOS POIS SOU CABELEIREIRA E TODOS ME CONHECE,RECEBO MENSAGENS LIGACOES...e agora tenho conversas dele salva entre ele uma das amantes dele onde ele fala que eu estou NO QUARTO E QUE EU ESTOU NO QUARTO,E QUE É PARA ESPERAR EU SAIR,E QUE ELE AMA ELA ETC ETC ETC...EU ESTOU TOMANDO SERTRALINA 150MG POR DIA FAZ 2 ANOS ESTOU NA PSICOLOGA E NO PSIQUIATRA TENTEI TIRAR MINGA VIDA PIR VARIAS VEZES, ELE ME MATOU POR DENTRO! SOCORRO PELO AMOR DE DEUS ME AJUDE! ELE NAO PODE FICAR EMMPUNE TEMOS UMA CASA TRABALHO DOENTE SEM CONDICOES DE TANTA DOR NO PEITO NA ALMA E NA MINHA COLUNA ELE GASTA TUDO QUE GANHA NO CARRO E ROUPA E MOTEL NAO TENHO ONDE IR NAO TENHO NINGUEM NA VIDA SÔ ELE MEU PAI DEIXOU MINHA MAE GRAVIDA E MINHA MAE ENLOQUECEU QUANDO NASCI MINHA VÓ ME CRIOU ATE 12 ANOS DEPOIS FUI VENDIDA E FUGI E FUI TRABAHa depois casei e agora isso!!!! OQUE FAÇO????? ME DE UMA LUZ EM NOME DE JESUS






Tânia Defensora disse...

Bom dia!

Lamento pelo que você está passando.
São 22 anos de casamento e você quer se "libertar"...

Porque você usou essa palavra?
Já fez um balanço da sua união?
Esse tempo todo você viveu numa prisão ou neste período de 2 anos é que sua vida virou um inferno em razão dessa mulher que se resolveu entrar no seu caminho?

Primeiro você tem que se decidir: vai deixar essa mulher continuar te atormentando e entregar os pontos ou você quer manter seu casamento e ter o seu marido só para você?

Uma coisa eu te digo: qualquer das duas opções que você escolher, você terá que lutar, pois, nenhuma das alternativas será fácil.
O divórcio e partilha de bens é desgastante, se tiver filhos pequenos, é mais ainda.

Construir uma nova relação com alguém talvez seja pior que recomeçar com a mesma pessoa que você já conhece. Nenhum casamento fracassa por culpa somente de um dos cônjuges.

Faça uma análise da situação:porque ele nega que existe outra? Se ele já tivesse se decidido pela outra, já teria te deixado...Porque ela faz questão de postar fotos dos dois juntos? E porque ele insiste em te enganar? Agora faça uma autoánalise. Olhe para você, vá ao espelho e te olhe. Depois ele para suas qualidades e seus defeitos.

Pense nisso.
Mas se você já optou pelo divórcio leve todas as provas que possui para um advogado e comece um processo.

Tânia Defensora disse...

SAUDAÇÕES A VOCÊ QUE É CASADA HÁ MAIS DE 20 ANOS

O tempo passou e só agora você percebeu que isso aconteceu!!!
Sinto te informar mas não foi o seu marido que te matou por dentro.

Nós somos responsáveis pelas nossas escolhas. Você optou por ficar casada com esse homem, pois, na sua cabeça você não tinha ninguém além dele. Não queira jogar toda a responsabilidade pela sua infelicidade nas mãos dele.

Você me pediu ajuda em nome de Jesus... e Ele? Acha que Ele não esteve ao seu lado esse tempo todo. Que Ele não agiu nas ocasiões em que você quis tirar sua própria vida?

Procure ajude. Existem grupos de ajuda mútua como o MADA (Mulheres que Amam Demais Anônimas) que vão te ensinar a conviver com uma doença de comportamento que é amar demais o outro. Vá assistir algumas reuniões para te fortalecer. Você não está sozinha. Muitas mulheres sofrem tanto quanto você. Aprenda a amar você primeiro, para depois amar os outros.

Você não tem como recuperar o tempo perdido, mas pode começar agora a fazer um novo FIM.

Você pode aprender a ter serenidade para aceitar aquilo que você não pode mudar, coragem para mudar o que você pode. Depois de fortalecida e decidida realmente aí sim, você deve procurar um advogado para resolver a sua situação.

Fique com DEUS!

Tânia Defensora disse...

Como fica a situação para a mãe que teve um filho com um homem casado, e o filho veio a falecer aos 7 anos de idade. O pai não reconheceu a criança. Ele fugiu, só apareceu agora depois de quase 25 anos, depois que a criança havia falecido. Humilhou a mãe dizendo que ela era culpada pelo morte do filho.
Quando o pai foi trabalhar no japão, ele a deixou gravida, no primeiro ano ele deu toda assistência para filho e para a mãe. Após uma grande confusão entre famílias ele desapareceu, os abandonando e não reconheceu o filho.
Eu queria saber se é possível entrar com ação por danos morais contra ele, por tudo sofrimento e humilhação que ele causou?
A perda do filho, a dor do abandono a deixou em depressão profunda, e, recentemente ela tentou o suicídio, após o diagnostico de câncer de mama, agora por meados de fevereiro e março eles se encontraram para uma conversa, então ela descobriu que ele, o pai do seu filho falecido, havia feito o reconhecimento como pai adotivo da filha da mulher com quem se casou. Mais uma vez ela tentou o suicídio tomando doses consecutivas de calmante. Hoje ela vive a base de medicação forte.Seria possível entrar com ação contra ele, por todo mal que ele causou? Na época ela tinha 18 anos e ele 35 ano.
Gostaria muito da sua orientação, para que de alguma maneira, eu possa levar uma palavra amiga para a minha amiga que está morrendo aos poucos.

Abraços!

Tânia Defensora disse...

Saudações Laura!

Sua amiga tem direito subjetivo de ação. Não será fácil.

Há dois caminhos: propor uma ação de reconhecimento pós mortem do filho já falecido (só aí ficará claro que ele era o pai e o abandonou no momento que mais precisava e depois interpor ação por danos morais) ou ajuízar diretamente a ação por danos morais relatando toda a história, comprovando o romance que houve entre os dois, juntando fotos e documentos advindos dele que demonstrem que ele ajudava financeiramente mãe e filho.

Você disse que sua amiga está com câncer de mama, além de depressão ...acha que ela suportaria toda a angústia de um processo como esse?

Valeria a pena? Ela estaria disposta a passar por tudo isso?

Não seria o momento da sua amiga fazer um balanço a respeito de tudo o que passou?

Veja bem: a atitude desse homem de reconhecer a filha da mulher com quem se casou como se sua fosse, não seria uma demonstração de arrependimento pelo que ele fez no passado?

Será o que sentimento de culpa dele não foi tão grande que o fez adotar filha de outra pessoa como sua?

Acho que sua amiga após esses 25 longos anos deveria pensar na hipótese de perdoar esse homem, que apesar de ter 35 anos quando a abandonou, deu sinais de que era completamente imaturo e inseguro naquela época, mas que já se redimiu...com tal atitude.

Talvez se ela demonstrar brandura em seu próprio coração consiga extrair doçura dos sentimentos dele...

"A doença é como um purgatório, depura a alma que está dentro do corpo." Palavras do médico Paracelso, doutor Fhilipus Auréolus.

Que DEUS ilumine sua amiga!

Unknown disse...

BOA TARDE
SE UM RAPAZ QUE ESTA SEPARADO DA ESPOSA A MAIS DE UM ANO, E ELE AINDA MORANDO EM OUTRO ESTADO, MAS QUE AINDA NÃO SE SEPARARAM LEGALMENTE. ESTE RAPAZ ARRUMA UMA NOVA NAMORADA ONDE RESIDE. ISSO É CONSIDERADO TRAIÇÃO? E A EX ESPOSA PODE PROIBIR ELE DE VER A FILHA? E OS BENS QUE OS DOIS POSSUEM JUNTO ELA PODE REIVINDICAR TUDO? LEMBRANDO QUE É SÓ UM NAMORO E ELE NÃO ESTÁ MORANDO COM A OUTRA PESSOA.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

O dever de fidelidade existe quando há coabitação, ainda assim de forma bastante questionável já que o adultério deixou de ser crime pelas alterações no código penal.

A ex esposa não pode proibir: a filha de ver o pai, muito menos o pai de ver sua filha.
Quando o casamento é dissolvido, os bens amealhados ao longo da união devem ser divididos igualmente. O fato de um dos cônjuges ter arrumado outro parceiro não interfere em nada na divisão do patrimônio. Se a "traição" existiu em algum momento isso não implica em perdas de direitos. Pode no máximo haver uma ação de indenização por danos morais, mas é preciso provar.
BOA SORTE!

Larissa Karla disse...

Olá, boa tarde..
meu nome é Larissa tenho 19 anos, e morei amigada com o meu ex a 3 anos juntos. E descobri pelo facebook que ele marcou encontro com uma mulher, e fora outras que ele chamava de gostosa, linda e tal...
Posso mover uma ação contra ele?
Tenho as conversas ainda, e contra a mulher também?

Tânia Defensora disse...

Larissa karla

Se quiser que eu exclua sua pergunta ou comentário me avise por favor.
Todo mundo tem direito subjetivo de ação mas é preciso provar o dano. Teoricamente você tem direito a uma indenização pela dor e sofrimento causados por ele e por ela. Um litígio como esse pode demorar anos, mas se você tiver como provar certamente conseguirá ter êxito.
Boa sorte!

Anônimo disse...

parabens tania, otimo trabalho, ajudando em todos os sentidos pessoas com sentimentos abalados e vingativos, onde uma palavra nortea quem parece que nao tem nem chao para pisar.

Anônimo disse...

oi TâNIA MINHA DÚVIDA E A SEGUINTE GANHEI UM CELULAR DO MEU NAMORADO NAO SEI SE DE PROPOSITO FICOU NO APARELHO CONVERSAS DELE NO FACE E IMAGENS DO WHATS ONDE FICA CLARAMENTE QUE ME TRAIA O QUE ME REVOLTO MAIS E QUE TEVE UM TEMPO Q FIQUEI DESEMPREGADA EU COZINHAVA,PASSAVA E CUIDAVA DA FILHA DELE E NAS DATAS TE CLARO QUE ENQUANTO EU ESTAVA EM CASA ELE ESTAVA NAS SUAS AVENTURAS QUERO SABER O QUE FAZER TENHO VONTADE DE JOGAR AS CONVERSAS NA NET OBRIGADA

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Talvez não tenha sido de propósito que ele te deu o celular com as conversas e imagens. Hoje em dia as pessoas se encontram muito distraídas acho que seja em função do acesso a esse monte de tecnologia.

Sinto muito pelo que aconteceu com você e com seu relacionamento.

Olha o que eu posso te dizer com muita certeza é que não vale a pena você jogar as conversas dele na net e não se sinta usada...pois, se você de fato esteve com ele por amor e cuidou da filha dele com afeto, quem desperdiçou o tempo não foi você e sim ele!!!

Pense: do seu coração só fluíram coisas boas! Se ele não aproveitou e achou melhor te trair, quem perdeu tempo foi ele..., você investiu bem seu tempo! Agora invista em algo positivo.

Já ouviu falar em ESCOLA DE VOCÊ? É um curso à distância apresentado pela Ana Paula Padrão e mais algumas especialistas no assunto: crescimento e empoderamento. Estou fazendo e tenho aprendido muita coisa útil. Procure se informar pela internet, cadastre-se e bola para frente.

Boa sorte!

Anônimo disse...

OLÁ TÂNIA,TO PRECISANDO TIRAR UMA DUVIDA,TENHO UMA UNIÃO ESTÁVEL A DEZ ANOS,MEU MARIDO VIVE ME TRAINDO EM SITE DE RELACIONAMENTOS MARCANDO ENCONTROS E SAÍDAS.TENHO VISTO AS CONVERSAS,E MESMO ASSIM ELE NEGA.NUMA DESTAS ENTREI EM DEPRESSÃO E ACABEI FAZENDO O MESMO,CAINDO NAS MÃOS DE UM PSICOPATA.ACABEI EU MESMA CONTANDO PARA MEU MARIDO POR NÃO AGUENTAR AS CHANTAGENS DO PSICOPATA.MESMO DEPOIS DISSO MEU MARIDO CONTINUA ME TRAINDO MARCANDO ENCONTROS EM SITE DE RELACIONAMENTOS,COMO FACE E WHATSAPP,MAIS NAO TENHO COMO PROVAR SO O QUE VEJO E O QUE SINTO,AS VEZES NEM VOLTA PARA CASA.GOSTARIA DE SABER SE EU TENHO MEUS DIREITOS GARANTIDOS NO DIREITO DE OBRIGAÇÃO.LEMBRANDO QUE ELE TEM COMO PROVAR MINHA TRAIÇÃO E EU NAO TENHO.COMO DEVO AGIR?ficarei agradecida pela resposta.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Sinto muito pela sua situação.

O que você quer para sua vida?
Quer continuar nesse relacionamento com seu marido ou quer por um ponto final?

A partir da sua resposta é possível de orientar: se quiser manter esse relacionamento, você deve ignorar as traições...e continuar em depressão, mas se quiser acabar, você deve procurar um lugar para morar.

Não se apegue aos bens materiais, esses você poderá recuperá-los na ação de dissolução de sociedade de fato.

Leve documentos, extratos bancários e tudo que comprove o padrão de vida e rendimentos que vocês possuem.

Resgate a sua autoestima em primeiro lugar. A traição não lhe retira direitos à partilha de bens, nem mesmo a guarda de filhos.

Busque ajuda em grupos de apoio. Se fortaleça.

BOA SORTE!


Norma Novaes disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Tânia Defensora disse...

Bom dia Norma!

O dever de fidelidade é um dos deveres conjugais, mas não existe mais o crime de adultério no código penal, portanto, a traição não retira o direito a meação do cônjuge traidor. Ele terá direito a partilha de bens.
Sua irmã poderá promover uma ação de indenização pelos danos morais causados pela traição e para êxito do processo é necessário provar em juízo.
Procure ponderar com sua irmã: ela irá gastar uma energia boa em cima de algo ruim???

Boa sorte e que DEUS ilumine sua família.

Anônimo disse...

BOM DIA,AO LIGAR PARA O NUMERO DE TELEFONE QUE ENCONTREI NA CONTA DO CELULAR DO MEU MARIDO(UMA VEZ QUE ELE HAVIA SAÍDO PRA SE ENCONTRAR COM A FILHA, E EU NÃO TINHA O NUMERO DELA) ENTÃO OLHEI NA CONTA E LIGUEI PARA O NUMERO QUE TINHA LIGAÇÕES MAIS FREQÜENTES, ENTÃO DESCOBRI QUE NÃO ERA DA FILHA.
QUANDO QUESTIONEI A RESPEITO DO NUMERO ELE DISSE Q NÃO SABIA DE QUEM ERA , E ENTÃO QUANDO DISSE QUE ESTAVA NA CONTA DE CELULAR DELE, ELE FICOU SEM GRAÇA E DISSE Q ELE SÓ RETORNAVA AS LIGAÇÕES.NÃO PARA POR AI, ESTA PESSOA ERA UMA EX NAMORADA QUE PASSOU UM TEMPO FORA DO BRASIL, ELE NÃO TENDO COMO ESCONDER CONFESSOU E TERMINOU COM ELA POR TELEFONE NA MINHA FRENTE, COMO ESTAVA NO VIVA VOZ, EM ALGUM MOMENTO ELA DISSE "DEPOIS DE TANTOS ANOS", OK ME PEDIU PERDÃO E ENTÃO TENTAMOS NOVAMENTE,MAIS OU MENOS 3 ANOS SE PASSA, ELE É DEMITIDO DA EMPRESA Q TRABALHAVA E RESOLVE FAZER UMA SEGUNDA FACULDADE E EU DESCUBRO QUE ELA TEM UM CASO COM UMA COLEGA DE SALA.E NOVAMENTE A MESMA HISTORIA TENTEI MAS NÃO CONSIGO ESTOU PROCURANDO UM LOCAL PARA MORAR, MAS ME FALARAM QUE SE EU SAIR DE CASA PERCO MEUS DIREITO, É ISSO MESMO?????

Tânia Defensora disse...

Olá!

Sinto muito...
As traições se tornaram tão frequentes entre os casais hoje em dia...
Recebo muitas mensagens de mulheres que traem também.

Estou estou chegando a conclusão de que existe um vazio nas almas dessas pessoas e elas partem para uma relação extraconjugal buscando suprir esse "buraco"...

Olha se sua convivência com o seu marido está insuportável você não é obrigada a continuar morando com ele debaixo do mesmo teto e se ele não sai, você tem todo o direito de sair e não ser prejudicada por isso.

NÃO EXISTE "ABANDONO DE LAR"...nunca existiu essa figura no código penal ou em qualquer outro diploma legal.

Mas, assim que você sair, procure um advogado e peça para propor uma ação cautelar de separação de corpos, se você ainda não tiver certeza de que quer o divórcio.

Se já decidiu pelo divórcio, proponha imediatamente até para evitar que ele se desfaça de bens móveis ou de outros valores que haja dentro da casa.

Fica com Deus!
Boa sorte!

Anônimo disse...

Boa noite! Estou noiva e moro na casa do meu noivo a quase 3 anos, estamos juntos a 7 anos, estou contratando um investigador, pois tenho certeza que estou sendo TRAÍDA, se conseguir provar, terei direito a uma indenização e pensão?

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Lamento por isso.
Se você conseguir provar em JUÍZO que está sendo traída, poderá conseguir uma indenização, mas pensão alimentícia não.
Deus te ilumine.
Boa sorte!

Norma Novaes disse...

Exemplo: Sou casada, tenho uma conta poupança, esta conta não é conjunta com meu marido, quero doar este dinheiro a uma irmã para que ele não entre na partilha caso eu venha a me divorciar, eu posso doar todo o dinheiro? Ou existe alguma restrição ou limite de valores? Durante o divórcio isso poderá ser questionado?

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Se o dinheiro foi economizado pelo casal não é justo que um dos cônjuges decida isso sozinho.
Só há restrição para doações aos filhos do casal que no caso entende-se como adiantamento de herança.
Da parte disponível o doador (o casal) pode doar tudo.
Pode ser questionado sim.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Boa tarde
Gostaria de saber se posso impedir que o meu filho de 1 ano e 5 meses,não frequente a casa do pai,quando estava gravida de 7 meses descobri que ele tinha um caso a mais de 1 ano com uma mulher que era casada também e mãe de 3 filhas,de tanto nervosismo por essa situação pois essa foi a minha primeira gravides quase perdi o bebe que acabou nascendo prematuro,hoje em dia ele mora com essa mulher e se pudesse impedir gostaria que o meu filho não tivesse contato nenhum com ela,sera que isso é possivel?

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Lamento pelo fato relatado...mas não há como você impedir que o seu filho tenha contato com o pai dele.
É um direito da criança receber visitas do pai, e se esse pai mora com uma mulher que você tem mágoas, você terá que se adaptar a essa situação.
Você pode ganhar tempo, pedir ao juiz que essa criança só passe a frequentar a casa do pai após os 2 anos de idade ou coisa assim, mas a traição ocorrida não tem o condão de desfazer os laços afetivos que ligam ambos (pai e filho).
Procure aceitar o fato de que seu ex marido está morando com outra mulher.
Você não "perdeu" o marido, foi ele quem perdeu uma grande mulher que é você, valorize-se!

Olha só: para termos autoestima elevada temos que elevar os nossos pensamentos e sentimentos. Não deixe que essa mulher atinja você... não se preocupe em impedi-la de ter contato com seu filh(o), ela tem 3 filhas, que não são do seu ex marido, filho ele só tem um,com você.

Boa sorte!

Anônimo disse...

Bom dia Tania
Meu caso é um pouco diferente! Parece coisa de novela ou mentira, mas não é!
Me relacionei com uma garota por 3 anos, ela morava fora de minha cidade, mas sempre nos viamos! Pois bem, ele enfim, veio morar comigo, cerca de quatro meses. Ela ficou grávida, fomos ao médico, ultrasom, exames etc. Um belo dia (gravidez de 1 mes) ela foi embora sem deixar qualquer explicação! Buscando mais informações do ocorrido, pois eu tinha um filho(a) com ela, descobri que ela se tratava de uma prostituta de luxo! Ela foi embora pra espanha, grávida e depis disse que tinha sofrido um aborto!
Fiquei muito mal com isso, fui ao psiquiatra me tratar, etc. Isso já faz 1 ano e meio. Agora que estou me recupentado!
Fiquei mal pela criança (sabe se lá o que ela fez), e pelo fim do relacionamento (que gerava expectativa de vida juntos).

OBS: É possivel verificar fotos dela de dominio publico na internet, garantindo a veracidade da prostituição. Tenho os exames e ultrasons realativos a gravidez.
Minha familia interira se desmoronou com a historia, todos sabiam da gravidez, todos ficaram sabendo da prostituição dela, passei muita vergonha e sofri muito por isso.

Li seu texto e vi que voce tira duvidas e ajuda muitas pessoas.
Quero parabeniza la pela atitude e aproveitar para questiona la:
Existe crime nesta historia toda?
Muito obrigado
Att

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Acho que você foi vítima de Violação Sexual mediante fraude. Com as alterações da lei 12.015/09, o homem pode ser sujeito passivo deste tipo de crime.
Se você tem a qualificação completa dela, você pode procurar uma delegacia e pedir instauração de inquérito, mas penso que se ela ainda estiver em algum país estrangeiro, será um pouco difícil você conseguir convencer um delegado para que dê início a uma investigação criminal dada às questões de intimação, etc.
Boa sorte e que Deus esteja com você!


Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Isso é Brasil vc pode pegar a vagabunda na cama com outro que mesmo assim ela leva metade d tudo que vc tem e ainda arranca seus filhos e uma gorda pensão ... Ou seja nessa merda de país você vale o que quanto vc rouba , mata ou trai . PQ ser honesto até mesmo perante a lei não vale de nada mesmo ...

patricia mendes disse...

Boa noite tania bom tenho 11anos que to amaziada durante um tempo descobria a primeira traição do meu marido briguei bate na amante passou perdoei ai passou anos ele vou a mim trair com uma mulher casada descobrir e o marido dela nisso ele mim espusou de casa que da mae dele tive que paga alugueu durante 4anos eu burra perdoi dinovo e voltei a mora com ele e minha sogra agora tenho um bebê de 6meses e tenho certeza que ta mim traindo pois ele trabalha longe e so vei de 15 e 15 antes vinha todos fim de semana na vespa do seu aniversario ele tava trocando msm com algum isso era 1:00 manha e eu to sofrendo com isso pois nao to trabalhando e bao tenho pra onde ir ele nao fala comigo mim ignora tava pensano em viajar e tenta tira fotos pois ele tem senha no celular e nunca deixou eu pega eu nao to trabalhando por causa do meu bebê que nao fica com ninguem o que devo fazer sera que posso tira as fotos sw conseguir ou chama a policia pra fazer um boletinho pra servi de prova tambem?

Unknown disse...

Olá boa noite sou casada e estou grávida meu marido está me maltratando muito larguei meu emprego pra trabalhar com ele e estou desconfiada que ele me trai e toda hora fica me mandando em bora de casa e diz que não vou levar nada da ki, já entrei em depressão uma vez e estou quase entrando de novo, uma psicóloga me mandou até pro psiquiatra.

Diretoria Cultura disse...

Olá vou resumir tá, mas meu caso é bem urgente pois está acontencendo exatamente agora. Não sou casada no papel, mas há cinco anos vivo com uma homem que me deu dois filhos e recentemente descubir que ele me trai. Comecei a pegar ele nas mentiras, pois deixava a gente em casa e ia passear ou não atendia o telefone. Ele era um homem ótimo, mas depois que a coisa começou a apertar ele começou a trair, mentir e omitir. Tirou fotos das conversas dele no telefone com uma menina de calcinha...é tão vergonhoso pra mim. Sou uma funcionária pública n aminha cidade todos me conhecem. Ontem quando ele decidiu me largar com os meninos foi paquerar uma menina e passou horas com ela conversando no face tenho os prints...e o pior tenho certeza que seu chamar essas mulheres para depor elas vem...elas ficaram passadas em saber que ele tinha filhos gemeos ainda mais.

Tânia Defensora disse...

Patrícia Mendes

Boa tarde!
Parece que sua relação não vai bem...
Você não tem parentes que possam lhe apoiar até o seu bebê ter idade para frequentar uma creche?
Patrícia é importante que você corra atrás do seu sustento. Ele será obrigado a pagar pensão para o bebê.
Pense bem: já se foram longos 11 anos...
Que Deus te ilumine!

Tânia Defensora disse...

A você que a psicóloga mandou procurar psiquiatra

Psiquiatra é um profissional que cuida da saúde mental das pessoas. Não encare como uma ofensa, a psicóloga deve ter tido algum motivo para isso...
Teve ideia de suicídio e revelou isso a ela? Provavelmente ela teve receio de que você pudesse cometer alguma insanidade estando em tratamento com ela.
Somente o psiquiatra pode receitar antidepressivos e ansiolíticos.
Faça o que a psicóloga lhe indicou: procure um psiquiatra, cuide de você... se ame, Jesus te ama!!!
Que Deus esteja a seu lado.

Tânia Defensora disse...

Saudações!

A você que é funcionária pública: você não tem que se envergonhar e sim ele... ele está errado...
Pense bem no que pretende fazer daqui para frente: dissolver sua união ou tentar novamente.
Você disse que ele era um homem ótimo, o que aconteceu? Teve uma conversa séria com ele a respeito dessas traições.

E você tem colaborado para essas mentiras ocorram?

Em cinco anos vocês tiveram 2 filhos...devem ser pequenos...como está a relação do casal? Como você está mental e fisicamente? Está bem? Está feliz? Satisfeita com teu corpo? Se sente atraente?

Que Deus ilumine você e sua família.

Anônimo disse...

Olá Tânia, gostaria de tirar uma dúvida!!! Tenho uma amiga q é casada mais de 8anos, porém ela traiu o esposo e ele descobriu tudo... ele tem msgs dela pro amante, fotos e alguns vídeos... eles tem somente uma filha juntos, ele saiu de casa há 3 meses... as vezes eu acho que ele guarda tudo pra tentar tirar algum proveito de tudo isso... pois por enquanto ele diz que não pensa em divórcio... o que ele pode consegui com isso? Aguardo sua resposta. se puder apagar esse comentário depois, eu agradeço.

Acacia disse...

Boa tarde Tânia. Gostaria de tirar algumas dúvidas. Minha mãe é casada com meu pai, mais de 25 anos, tiveram duas filhas, eu com 25 anos e minha irmã com 19 anos. Minha mãe sofreu muito com a vida que meu pai proporciou pra ela, no meio de muitas mulheres e filho fora do casamento. Mas ela sempre acreditou que um dia ele mudaria e seria um marido fiel, assim como ela sempre foi a ele. Até que em janeiro eles tiveram uma briga feia, aonde foram ditas palavras humilhantes pra uma mulher de vergonha, como por exemplo ele disse que "a rapariga tem mais valor que ela". É muito difícil pra mim está aqui agora tentando desabar, sofremos muito com tudo q está acontecendo. Isso é só um pouco das coisas absurdas que minha mãe já suportou. Continuando... Após essa discussão minha mãe não aguentou a humilhação que passou na frente da sogra, cunhados e sobrinhos que estavam presentes naquele momento. Ela foi até em casa, e fez a mala dele, ele saiu de casa, está morando nos fundos da casa da minha vó, que é praticamente vizinha da minha mãe. Hoje ele está com assumindo um caso com outra mulher, e desde de então ele tenta trazer -lá pra família. Minha vó já pediu pra não leva-la, mais não tem jeito. Ele leva ela pra casa dos fundos onde ele reside hoje, ela dormir lá e tudo, ele passa com ela na frente de casa, os vizinhos todos comentam, ele entra com ele pela porta da frente. Minha mãe ver tudo isso e sofre muito, pois não foi isso que ela desejou ao se casar. Nos filhas já conversamos com ele mais de nada adianta. A última agora é que ele esta comprando as coisas da casa para casarem e ate ja esta convidando os vizinhos e amigos para o casamento, apesar que meus pais são casados no civil e religioso. Eles ainda não estão divorciados. Ele posta fotos dele no face, em festas com ela, ele frequenta festas aqui na cidade pequena onde todo mundo se conhece. Ainda deixou uma divida no nome da minha mãe de $500,00, o curso da minha irmã ele não paga só, minha vó e quando ele paga ainda atrasado. Amigos confirmaram que ele falou q estava com essa ainda quando estava aqui em casa. Gostaria de saber se minha mãe tem direito a danos morais por isso. Ele passou dos limites. Me oriente por favor, dos direitos da minha mãe. Minha mãe nunca trabalhou, sempre se dedicou a família, não tem renda nenhuma. Agradeço!

D.s.s disse...

Olá Tânia!

Me chamo Lene, convívio com uma pessoa há 4 anos, não sou casada nem tenho contrato de união estável, porém meu marido está me deixando numa situação complicada, estou afastada da empresa há três meses sem receber aguardando perícia médica, peguei fotos, contatos e mensagens dele me traindo c várias , não é uma só não é várias e queria saber se tenho direito a indenização por danos morais, fui em um advogado e o mesmo disse que não, eu estou em outra cidade q n é a minha e ele saindo n tenho condição de ficar e manter sozinha, está me traindo há tempos e eu só faço chorar, n como, sinto muita dor de cabeça, o que pode ser feito?

Desde já agradeço!

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Você primeiro terá que provar que possui união estável com ele e só depois disso propor uma ação de indenização provando que houve traições e que essas lhe fizeram mal, lhe causaram danos.
Tudo depende de prova.
Não seria melhor sair dessa relação e investir seu tempo em algo positivo?
Procure um advogado ou Defensor Público, converse com alguém, procure apoio em grupos de ajuda mútua.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Tânia, amei este artigo... me fez entender melhor uma situação que ando passando. Isto tornou meu pensamento mais amplo!

Rafão disse...

Olá,
Minha mãe pretende se separar de meu padrasto, uma relação de aproximadamente 8 anos, o motivo da separação seria a traição que levaram a agressões. Bom, diante esta situação meu padrasto pede que a casa seja vendida e quer R$ 30000,00, quando Iniciaram a relação minha mãe já tinha a casa, porém no decorrer dos anos ele fez algumas ampliações, e ele diz que tem direito por este motivo.
Minha dúvida é sobre, se ele tem direito de exigir ou não partes na casa já que nem filhos eles tiveram?
Caso ele tenha parte na casa, provando a traição o mesmo perde seus direitos?
Como posso pedir uma avaliação da conta bancária dele?
Ele tem um carro em seu nome, e está tentando vender, caso ele venda como posso provar que o carro foi vendido?

Ani disse...

Olá Tânia!!! estou em uma união estável a mais de 5 anos, e ano passado qndo estive gravida meu marido sofria assédio quase q diariamente de uma amiga dele q se oferecia para conversar cada vez q eu e ele entravamos em conflito.Fazia perguntas pessoas e sexuais, como "qual posição vc prefere uma mulher?""vc gosta de relação anal?", coisas desse tipo. Só q ele achou q ela tinha apenas curiozidade pois se conheciam a mais de 13 anos, e ela nunca agira desse modo!!! Ano passado conversei cm ela via messenger e insinuei q eles tinham algo, mas ela se sentiu ofendida me xingou, dizendo que eles eram apenas bons e velhos amigos. Mas em meados de abril deste ano, peguei conversas deles no messenger q comprometiam q eles teriam um caso, e ela me jurou q tinham saído em publico apenas para conversar, pois ele se sentia acuado qndo eu discutia cm ele sobre a má educação q a ex esposa vinha dando ao filho deles. Cm isso a vagabunda conseguiu me debriar e acreditei nas falsas intenções!!! E em julho deste ano, após termos uma discusão por causa do filho dele cm a ex esposa, ele saiu para conversar cm um amigo, mas como não o encontrou em casa vinha voltando e encontrou esta mulher na rua e a ofereceu uma carona, pois moramos no mesmo bairro e a umas 2 quadras de distancia!!! Foi aí que a vagabunda se aproveitou da fragiliodade q ele estava e foi se oferecendo, acariciando e se fazendo de "boa moça", o seduziu e o levou para a cama. Foi desta unica vez q ela engravidou, Só que não temos serteza q possa ser dele, pois ela é uma mulher vulgar que anda com muitos homens casados ao mesmo tempo. Quero q meu marido peça o DNA, só q ela o ameaça dizendo q vai processá-lo se o exame der positivo. Venho sofrendo de depresão, ansiedade, angustia, pois eu e meu marido nos amamos e ele não quer ter que pagar por um fato q ela desejou, este filho não é fruto de um relacionamento afetivo e sim apenas um ato sexual. Ele está tão perturbado, que diz não lembrar do fato por completo. As pessoas que nos conhecem e conhecem ela tbm, nos apontam na rua e fazem piadas, dão rizinhos, e isso nos está perturbando. Pois a infeliz vagabunda qndo soube q conseguiu engravidar saiu espalhando para todo mundo q o filho era dele, achando q qndo eu descobrisse eu largaria dele para ele ficar cm ela, mas meu marido não quer isso. Dra. como devo agir em relação a ela ter assediado meu marido durante a minha gravidez??? E por ela ter engravidado premeditadamente achando q meu marido tinha dinheiro, para conseguir pensão? Nesse caso ele deve pagar pensão á criança? E se for dele ele é obrigado a registrar?e se conseguirmos provar q ela não pode criar a criança, por ser "vagabunda" e que o outro filho dela é criado pelos avós dele, meu marido pode pedir a guarda do bebe?

Ani disse...

Por favor me ajuda, estou pedindo pois tenho muita raiva desta mulher por ser tão vulgar e assediar homens casados!!! e ainda por cima é feia q dói!!!

Tânia Defensora disse...

Saudações!
Na união estável tudo que for acrescido ao patrimônio do casal deve ser dividido: carro, valorização de um bem.
A traição não é motivo para perda de bens, mas a vítima pode propor ação de indenização, e se houver êxito, pode penhorar os bens amealhados durante a união. Entretanto, é uma ação demorada e não muito fácil de comprovar judicialmente o dano.
Se o companheiro de sua mãe declara imposto de renda é possível pedir dentro de uma ação judicial ofício à Receita Federal e ao banco para comprovar a evolução patrimonial dele.
Se por ventura ele vender o carro durante o processo isso configura fraude processual, antes de começar o processo fica difícil configura-la.
BOA SORTE!

Tânia Defensora disse...

Oi Ani!
Seu marido pode e deve pedir o exame de DNA e se for dele, ela não pode processá-lo por isso, tão somente exigir pensão alimentícia. Se for comprovado que ele é o pai, ele não pode se negar a registrar a criança.
Quanto ao assédio este caberia antes do seu marido ter cedido à tentação, mas agora...não há como.
Caso a criança não seja filho do seu marido, ele pode processá-la por difamação e pedir indenização.
Boa sorte e que Deus ilumine sua família!

Anônimo disse...

Olá doutoraTânia, sou Adriana. Tive uma relação estável, durante 11 anos, e em um belo dia, meu marido resolveu ir embora. Disse que queria dar um tempo, e foi embora pra casa de sua mãe... Tínhamos um bom relacionamento, mas, a mais ou menos 5 meses antes da separação, tive duas hérnias de disco, o que me impossibilitou de muitas coisas no meu relacionamento conjugal... Tivemos uma filha, que hj tem 5 anos, nossas brigas enquanto casados, eram única e exclusivamente pela bebida, que não era constante, mas quando havia qualquer tipo de reunião com a família, ou com amigos, meu ex marido, passava da conta na bebida, e por termos uma filha pequena e, eu até então ainda não dirigir, brigávamos muito.... Bom, ele foi embora, no dia 5 de setembro de 2014,e em agosto desse ano, portanto, dez meses depois da separação, ele e sua mulher, mulher com quem ele me traiu, postaram no face, uma declaração amorosa, por completarem um ano juntos.... Aí ficou comprovada a traição, pois se nos separamos em setembro, ficou comprovado que ele já estava mantendo uma relação há pelo menos dois meses antes da separação.... Ele colocou isso no face.... E acabou assumindo publicamente e me expondo publicamente a esse constrangimento... Até ver essa publicação, meu relacionamento com ele não era tão ruim, afinal temos uma filha, e é por ela, que mantinha o mínimo de civilidade com ele, mas depois dessa exposição e a comprovação da traição, não posso nem olhar na cara dele... Até então eu não tinha formalizado a questão da pensão da minha filha, mas agora vou dar entrada na justiça para resolver isso... Gostaria de saber se cabe algum tipo de punição à ele, por ter me exposto dessa maneira nas redes sociais... Doutora Tânia, desde já, agradeço a sua atenção,e aguardo sua orientação.... Obrigada... Adriana.

Ana Cristina Duarte Duarte disse...

tenho um amigo que a esposa abandonou o lar pra ir morrar com outro homem abandonou até o filho passou dois anos e eles não fizeram a separação de bens ele contínua a morar na casa só que agora ela separou do outro e disse que tem direito de ficar na casa chamou um chaveiro pra abrir o portão e a porta e entrou na casa enquanto ele estava trabalhando ele chegou do trabalho e ela disse que não sai que a casa também e dela tudo bem que ela tem o direito sobre a casa na hora que vender mais ele e obrigado a ficar com ela lá dentro até vender ele disse que está insuportável conviver com ela


Alana Stephanie disse...

Tânia, adorei seu blogue, e peço que me ajude nessa dúvida: depois de 20 anos de casada e ja na segunda separação, essa por traição do marido,eu pedi a separação a 3anos, ele mora com a outra agora e eu fiquei com nossos filhos na casa que é minha, resultdo da primeira separação, a casa foi reformada e melhorada, agora estou namorando e ele diz que nao quer que meu namorado frequente a minha casa.
estou muito desorientada com isso, me sinto humilhada com isso,me ajude por favor, o que devo fazer Tânia?

Tânia Defensora disse...

Oi Alana!
O seu ex não pode interferir na sua vida privada.
Se ele seguir te incomodando avise a ele que você registrará um boletim de ocorrência por perturbação do sossego alheio, além de configurar violência doméstica (moral ou psicológica.
Boa sorte!

Tânia Defensora disse...

Adriana

A traição ficou configurada e foi exposta na rede social, portanto, se você "printou" a página ou se ele ainda não apagou a tal declaração de amor é possível propor uma ação judicial requerendo indenização por danos morais.
Tudo neste tipo de ação depende de prova. Levar testemunhas em Juízo para dizer que viu a declaração na página não tem o mesmo efeito que a prova pericial.
Agora pense bem se vale a pena. Você já tem duas hérnias de disco será que a interposição de uma ação judicial com todo o desgaste não lhe trará ainda mais aborrecimentos e doenças?
O perdão na maioria das vezes não é para o outro, é para nós mesmos.
Pense nisso!

Tânia Defensora disse...

A você que viveu por sete anos com seu tio

Sinto muito pelo que você passou e ainda passa.

Olha só: a vida é feita de escolhas, você escolheu mal a pessoa para ser seu companheiro e pai de seus filhos. É claro que houve um abuso por parte dele, já que ele deveria ser mais vivido e experiente que você, mas isso não a exime de responsabilidade pela sua vida.

O medo paralisa as pessoas e com certeza paralisou você quando percebeu que teria que cuidar de dois bebês "sozinha"... o que te empurrou para as garras dele novamente.

A pensão alimentícia é apenas uma ajuda financeira. É um processo rápido se a parte autora, no caso você, conseguir provas para estabelecer o valor da pensão liminarmente. Se você não ajudar o advogado(a) atualizando endereço dele e outras informações vai demorar...

De agora para frente escreva uma nova história. Dê a volta por cima. Deixe o passado de lado, busque sua emancipação e não fique remoendo mágoas e sentimentos negativos. Procure não entrar em outro relacionamento antes de conseguir sua independência financeira.

Boa Sorte!

Tânia Defensora disse...

Ana Cristina Duarte

Ele pode propor uma ação de separação de corpos se forem casados ou dissolução de sociedade de fato se não forem, ambas com pedido de liminar, relatando que ela havia saído da casa. Arrole as testemunhas para serem ouvidas em audiência. A liminar será para afastá-la do lar.
Procure um advogado(a) ou defensor público(a).
Boa sorte!

Anônimo disse...

Olá Tania, preciso de uma orientação, morava com o pai de meu filho de 8 anos à 16 anos ultimamente estávamos brigando muito até que ele me disse que tinha outra mulher então saiu de casa tem 1 mês quais providencias devo tomar pra garantir os direitos meus e do meu filho, já que nunca trabalhei fora e não tenho como nos manter... agradecida desde de já por qualquer informação.

Tânia Defensora disse...

Olá!
Lamento pelo fim do seu relacionamento.
Somente o fato de seu ex marido ter te impedido de trabalhar fora justifica um pedido de pensão temporária para você, mas ela perdurará até conseguires se inserir no mercado de trabalho. A pensão para o seu filho é assegurada enquanto ele estiver estudando (cursando faculdade inclusive).
Com a igualdade conquistada com a constituição federal as mulheres perderam o direito de receber pensão para si se não houver um motivo muito forte que a impeçam de trabalhar como doença, deficiência, etc.
Todos os bens adquiridos na constância dessa união devem ser partilhados, mas para isso você deverá propor uma ação de dissolução de sociedade de fato cumulada com partilha de bens.
Junte todas as provas possíveis de tudo o que foi comprado e da renda dele.
Espero ter lhe ajudado.
Deus lhe ilumine.

Munir Mahfoud disse...

Boa tarde, doutora!

A esposa quer entrar com uma ação de divórcio pela traição, adultério dele, sustentantdo como "prova" disso, a gravidez de uma amante do marido, além de converas no Facebook com outras mulheres etc. Mas a esposa não tem certeza absoluta de que o filho da amante é filho do seu marido, "tudo leva a crer que sim, mas... ". Ao que pergunto se ela pode pedir, na referida ação, o DNA do nascituro para fazer prova de que o marido a traiu. Grato desde já.

Tânia Defensora disse...

Munir
Boa tarde!
A esposa na ação de divórcio só pode requerer o divórcio, pensão para os filhos dela e partilha de bens.
O nascituro não é parte nesta ação, portanto, ela não pode pedir isso. Além de que o marido que a traiu não pode ser obrigado a produzir prova contra si próprio.
Se ele aceitar fazer o exame do DNA numa ação que a amante venha propor, ele estará produzindo prova contra si mesmo, já que se comprovada a paternidade, a esposa poderá ter acesso a certidão de nascimento da criança com o registro da paternidade a que ele será obrigado a fazer após a sentença. A certidão de nascimento é um documento público que qualquer pessoa, sabendo onde a criança foi registrada, pode requerer.
Caso o marido não aceite fazer o exame, o juiz poderá presumir a paternidade e condená-lo a registrar uma criança que talvez não seja filho dele realmente. É uma sinuca de bico...
Boa sorte!

Anônimo disse...

Bom dia Dra Tânia,
Há uns 2 anos me relacionei com uma pessoa por pouco tempo. Meses atrás o reencontrei e novamente nos relacionamos, porém, ele me enganou, não disse que estava comprometido. Quando eu descobri, ele simplesmente sumiu e não quis me atender. Então enviei nossas conversas para a namorada dele, mas não a ofendi, e o fiz para que ela soubesse que tb estava sendo enganada. Então ele foi a delegacia e fez um B.O. de difamação e contou uma história completamente diferente. Disse que eu o persigo há 2 anos e mando mensagens para namorada dele a ofendendo. Não contou que recentemente tivemos um relacionamento e que me enganou. Como posso me defender das acusações dele?

Tânia Defensora disse...

Saudações!

Sinto muito.

O fato dele ter registrado um BO imputando a você perseguições necessariamente não impõe a autoridade policial a instauração de um inquérito policial.
A difamação sim é crime. E se for aberto um inquérito para apurar isso, você terá que provar que se relacionou com ele, através de testemunhas.
Não acredito que a autoridade policial perca tempo com isso.

Se você quer só se defender, aguarde a intimação da delegacia e se defenda.

Agora, se você quer travar uma guerra pessoal com esse canalha, você pode registrar um boletim de ocorrência por posse sexual mediante fraude, pois, se ele mentiu ou omitiu que era comprometido foi com a intenção clara de te enganar.

Faça um reflexão: vale a pena perder mais tempo e energia com esse traste?

Deixe a namorada dele ser iludida... mesmo depois de você enviar as conversas ela continua com ele... deixa isso para lá...Você a alertou, de repente o seu papel era esse na história: alertá-la.

VIDA QUE SEGUE...

Claudiajj14 disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Maria sousa disse...

Bom dia Dra. Meu nome é Maria.
O caso da separação foi constantes traições, inclusive com ligação da amante para contar o caso.
Depois que me separei pouco tempo depois está com a amante, apesar de ter implorando perdão e jurar que tinha mudado.
Até o momento não deu nada de pensão alimentícia, já está completando quatro meses de separação.
Minha nauir dor e dúvida é a seguinte, ele quer me obrigar a permitir o convívio da minha filha com esta mulher que destruiu o casamento. Inclusive em uma das visitas em que não tive como como impedir de ele a apresentar, tentaram de todas as maneiras seduzir ela com bens materiais entre outros.
Sou obrigada a sustentar minha filha sozinha Depois de ter sido traída e ainda ter que aguentar isso?
Nunca proibi de ver a filha, apenas não aceito essa convivência.
Me ajude.

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 230   Recentes› Mais recentes»