quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Porque sou a favor da lei seca


Uma colega da Paraíba foi morta em um acidente de trânsito por causa de alguém que bebeu demais...


Fonte: Anadep

Paraíba: Acusado da morte de defensora é preso

Acusado de provocar o acidente que vitimou a Defensora Pública Geral do Estado, Fátima Lopes, no último domingo, o psicólogo Eduardo Paredes foi preso em cela especial, ontem, após prestar depoimento ao delegado Deusdete Leitão, da 10ª Delegacia Distrital (DD), que, então, acompanhava o caso. O psicólogo foi levado para a Central de Polícia no início da tarde de ontem, onde permaneceu para a realização de exame de corpo delito, no Departamento de Medicina Legal (DML). De acordo com o delegado Wagner Dorta, que assumiu o caso, além do laudo do exame, uma autorização judicial era necessária para o encaminhamento do acusado. "Nessa tarde, equipes policiais estão nas ruas, atrás de mais provas sobre o crime.", explicou o delegado Dorta sobre a continuidade das investigações. O advogado de defesa, Abraão Beltrão, destacou que deve dar entrada em pedido de liberdade provisória ainda hoje, uma vez que o acusado é réu primário e possui residência fixa. O psicólogo também é integrante do Corpo de Jurados do 2º Tribunal do Júri da Capital.



Para garantir a plena investigação dos fatos, órgãos da seara jurídica do estado destacaram, ontem, nomes para o acompanhamento do caso. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Paraíba, Odon Bezerra garantiu que o órgão irá acompanhar em detalhes as investigações. Além disso, o procurador-geral de Justiça da Paraíba, Oswaldo Trigueiro, determinou dois promotores no acompanhamento das investigações. Anita Bethânia Silva da Rocha e Ricardo José de Medeiros e Silva coordenam a Central de Acompanhamento de Inquéritos do Ministério Público (Caimp), em João Pessoa.



Durante o depoimento, Eduardo Paredes negou que estivesse em alta velocidade e ultrapassado sinais vermelhos. Além disso, declarou que estava consciente; por isso, não realizou teste do bafômetro. Segundo o advogado de defesa, o psicólogo Eduardo Paredes negou ter dado carona a qualquer pessoa e disse que vinha entre 70km/h e 80 km/h.



Para o delegado Manoel Idalino não há duvidas da conduta do acusado. "Ele afirmou que havia ingerido álcool no início da noite e, como se negou a fazer o teste do bafômetro, irá responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar)". Pelo depoimento de três testemunhas, sendo dois caronas de Eduardo Paredes e o policial militar que chegou primeiro ao local do acidente, o psicólogo apresentava sinais de embriaguez e quase teria atropelado um motoqueiro antes de colidir com o carro da defensora.



Campanha - O governador José Maranhão anunciou durante o velório que o governo do estado deve iniciar uma campanha de conscientização sobre as leis de trânsito, com foco sobre os riscos em beber embriagado. O governador convocou todos os setores da sociedade para também colaborarem com apelo de conscientização às pessoas para o perigo de dirigir em alta velocidade. "É necessário que exista uma campanha para conscientizar as pessoas do respeito às leis do trânsito e vamos fazê-la. Os acidentes são uma questão de responsabilidade.Nem mesmo o rigor da lei tem sido suficiente para evitar os acidentes graves".

3 comentários:

Diego Borges disse...

è muito triste e injusto uma vida ser ceifada por irresponsabilidade dos outros. Também sou a favor, por mim a multa poderia ser mais alta. As pessoas geralmente não gostam quando a coisa chega no bolso.

citadinokane disse...

Tânia,
É lamentável!
Vidas perdidas... muito triste.
abs

Anônimo disse...

Tânia,

Eu também defendo a lei seca, e agora mais ainda, pois o meu sobrinho de 23 nos foi morto no dia 08/02/2014 as 9:00da manhã por outro jovem de 22 anos que transitava alcoolizado (0,74mg) na BR 050 KM302,3 entre Catalão- Go e Araguari - Mg, o mesmo pagou fiança e foi solto as 15:00 do mesmo dia, isso é lamentavél o cara mata outro e solto 06 horas depois.
O nome desse assassino é Juliano da Silva Martins,residente da cidade de Catalão-Go.
O que eu queria é divulgação disso pois nem na faculdade que este assassini estuda ninguém esta sabendo deste ocorrido.
Nome da Vítima - Eric Lemos Monteiro de 23 anos.
O assassino estuda na cidade de Ipameri-Go na UEG no último ano de agronomia.
Tania me ajude a divulgar isto pois naõ podemos deixar mais um caso deste abafado.